Guia da Semana

Como vencer a concorrência?

A competição entre as pessoas é normal - mas só é saudável quando, com ela, conhecemos mais sobre nós mesmos

Foto: Divulgação


Desde pequeno, você, eu e todos nós fomos acostumados a ter de competir.  Precisamos ir bem na escola, precisamos conseguir um bom emprego, precisamos ter o melhor namorado ou namorada, etc. Mas quem são realmente os ganhadores e os perdedores?

Você provavelmente já ouviu falar de Glee. O seriado é sobre uma atividade extracurricular, onde eles cantam e dançam. Mas por que o professor de espanhol decidiu reabrir o clube? Quais os alunos que fazem parte dele? O professor já tinha feito parte de lá quando estava no ensino médio e resolveu reabri-lo porque sentiu um vazio na própria vida. Os alunos que participam não se sentem incluídos na escola: são os nerds. Lá, participar do Glee não é considerado ser in. Pelo contrário: existe muito preconceito. Enquanto isso, em outra escola na mesma cidade, para participar do Glee você precisa ser muito in. Por este exemplo, você pode ver como tudo é relativo ao ambiente em que vivemos.

Todos nós precisamos nos destacar. A resposta está dentro de cada um de nós. Descubra os seus talentos e habilidades e você terá a chave para se destacar e ser mais popular. Não pense que você vai mudar os outros, mas os outros terão de se adaptar à sua nova maneira de ser e de se comportar. Não acredite em milagres. Levará muito tempo, mas, uma vez que a decisão foi tomada, não tem como voltar atrás.

O que é ser in? Ter a melhor roupa de marca? Dirigir o melhor carro? Na maior parte das vezes, não. Você já viu alguns amigos seus que não têm nada disso e conseguem sair com as meninas ou meninos mais legais? Você já se viu perguntando por quê. Pode ser que eles descobriram seus próprios talentos e desenvolveram suas próprias habilidades. As pessoas que se destacam através delas são mais seguras e não são vazias. Essas pessoas normalmente têm assunto e sabem conversar. Enfim, a vida delas é divertida e boa.

Aproveite essas férias e veja o que você é capaz de fazer. Alguns gostam de cozinhar, outros, de algum esporte, trabalhos manuais, cantar, dançar, atuar. Você poderá até propor na sua escola a criação de uma atividade extracurricular.  Dê asas à sua imaginação e você terá um meio de canalizar o seu estresse e, ao mesmo tempo, se desenvolver como pessoa. No começo, pode não ser fácil, e você pode até encontrar alguma resistência. Mas, depois de um tempo, será muito bom olhar para trás e ver o quanto você cresceu e quantas mudanças ocorreram na sua vida.

Leia as colunas anteriores de Betina Serson:

Os vestibulares chegaram

O poder pessoal

Crescer antes do tempo

Quem é a colunista: Betina Serson.

O que faz: Psicopedagoga.

Pecado gastronômico: Adorar chocolate.

Melhor lugar do mundo: Minha casa com chocolate e assistindo um DVD que eu gosto.

O que está ouvindo no carro, rádio, mp3: Musicas do Glee.

Fale com ela: betinaserson@yahoo.com

        

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte