Guia da Semana

Conforto para o pequeno

Colo de mãe é uma das melhores formas do bebê se sentir seguro

Foto: Getty Images


Não há lugar mais acolhedor para o bebê que o colo de mãe. Ali é a melhor forma de transmitir conforto e segurá-lo do jeito que ele conhece, transmitindo a mesma sensação de como era no útero materno.

Há muitas teorias que dizem que o bebê pode se acostumar ao colo, mas na verdade já está acostumado. Antes de nascer, ele foi gerado aninhado no colo do útero e nada mais natural do que desejar essa continuidade, principalmente nos primeiros meses de vida quando passa pela fase da exterogestação. Não só o pequeno, mas a mãe sente essa necessidade de estar com ele, pois também sente que o cordão umbilical ainda não foi cortado, afinal a gestação durou cerca de nove meses e o bebê nasceu rapidamente.

Demora uns dias, meses para o "nascimento da mãe", e o entendimento da maternidade e estar com a criança no colo é essencial para o estreitamento do vínculo afetivo e a percepção da linguagem corporal do bebê.

O ato de segurá-lo oferece um retorno a memórias intrauterinas de bem-estar. Dessa forma, o bebê fica mais tranquilo. Também oferece restrição, pois os pequenos precisam de limite de espaço e nesse sentido parece que o colo da mãe foi feito sob medida para estimulá-lo na posição que ele mais gosta, em fechamento, como no útero. Na intimidade do colo, ele sente o calor, ouve as batidas do coração da mãe, a respiração, faz contato olho no olho e se sente mais seguro com todas as novidades da vida fora do útero materno.

O colo é estimulador sensorialmente, pois o bebê passa a conhecer melhor o corpo, impulsionando até mesmo o desenvolvimento sensório-motor do bebê refletindo no avanço das etapas desde o controle da cabeça até andar. Aproveite, pois o logo ele estará andando e exigirá menos colo e a mãe sentirá saudades!

 Há inúmeras pesquisas sobre o efeito positivo do contato físico no crescimento, ganho de peso e melhora da atividade imunológica do bebê, simplesmente pelo fato de estar coladinho ao corpo da mãe. Outras pesquisas indicam que o bebê que foi segurado no colo da mãe, no contato pele a pele, durante as vacinas tiveram uma diminuição da resposta dolorosa durante o procedimento. 

Porém, para que todos benefícios aconteçam segure-o bem aconchegado, próximo ao seu corpo, mas sem apertá-lo e na posição de fechamento.

Sim, eles merecem muito carinho! Permita-se estar com seu bebê e ao mesmo tempo ensiná-lo a se relacionar desde cedo com o seu corpo e a se comunicar consigo e com os outros através do melhor sentimento, amor!


Quem é a colunista: Denise Gurgel.

O que faz: Fisioterapeuta atuante na área materno-infantil e especialista em shantala

Pecado gastronômico: Pães - todos os tipos, formas e sabores!

Melhor lugar do Brasil: Parece clichê, mas é a minha casa.

Fale com ela: contato@cursoshantala.com.br

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte