Guia da Semana

Cuidados de pais

Eles nos enchem de recomendações e nem sempre gostamos disso, mas a preocupação é sinal de carinho e proteção

Foto: Getty Images


"Pai/mãe, não enche!". É comum falarmos (ou pensarmos) isso quando achamos que nossos pais estão exagerando nas preocupações e recomendações: não faça isso, não chegue tarde, não fale com estranhos... Ou ainda as famosas perguntas: aonde você vai? Com quem? Que horas volta? Leva um casaco? Tudo isso pode ser muito chato e nem sempre conseguimos entender que é instinto materno e paterno de proteção.

Já falei e repito: ter filhos não é fácil. A gente só reclama e dá trabalho! Quando nascemos, somos aquele bebezinho frágil, molinho e totalmente dependente dos pais. E por anos permanecemos precisando deles para tudo, inclusive para tomar decisões sobre nós mesmos, como a roupa que usamos, a escola que estudamos ou pra onde viajamos nas férias (com eles, claro).

Mas a gente cresce e começa a tomar conta da própria vida. Deve ser difícil para um pai e uma mãe ver seu filho - aquele bebê, aquela criança, aquele pré-adolescente - se tornar um jovem independente, que escolhe suas roupas (nem sempre do gosto deles), a escola ou faculdade que vai fazer (nem sempre a que eles acham melhor) e para onde viajar (definitivamente sem eles).

É claro que a gente não tem nada a ver com isso. O processo de crescimento e amadurecimento é natural, e não é mais fácil para nós do que é para nossos pais, cada um é afetado de uma forma. Nós precisamos aprender a andar sozinhos, enquanto nossos pais precisam aprender a nos deixar seguir.

Ainda assim, enquanto morarmos na casa deles e não pagarmos nossas contas devemos satisfações e precisamos respeitar algumas regras (por mais absurda que elas possam parecer). Isso fica mais fácil se tentarmos entender um pouco o lado deles, para quem sabe relevar os excessos e perceber que, por trás das preocupações e recomendações, existe um carinho enorme e um medo gigante de que a gente sofra ou se machuque.

Quem é o colunista:Fernanda Carpegiani - Uma jovem enérgica que aproveita a vida de uma forma intensa e particular.

O que faz: Jornalista apaixonada.

Pecado gastronômico: Batata Frita.

Melhor lugar do Brasil: Ubatuba - São Paulo.

Fale com ela: fecarpe@gmail.com

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte