Guia da Semana

Do berço para a cama

O que parece simples, não é tão fácil para a criança

Foto: Getty Images

Se dedicássemos um pouco mais de tempo ao delicioso trabalho de observar e aprender a conhecer os sinais que as crianças nos transmitem, desde a gestação até a fase da adolescência, certamente a comunicação seria mais eficaz e as dúvidas seriam mais facilmente esclarecidas.

Quanta gente com problemas intestinais poderia ter tido suas fraldas retiradas antes do seu tempo adequado? Não há uma regra que diga que a criança tenha que começar a andar com 11 meses, 25 dias, 4 horas e 3 minutos. As crianças podem, por exemplo, andar entre os nove meses e os 2 anos, desde que não haja nenhum outro fator que chame a atenção do pediatra e de pais atentos. Cada criança tem seu ritmo, sua característica.

Entender, respeitar e não forçar

Assim é o momento da transição do berço para a cama. Esse é um grito de liberdade que, associado aos primeiros passos, pode transformar a casa em um local pouco seguro para esses desbravadores infantis. A saída do berço pode tanto ser algo natural como sofrido para cada criança. Estímulo, orientação e conversa aberta podem explicar os motivos da troca e ajudar nesse caminho.

Foto: Getty Images

Quando o berço, em vez de reter e proteger a criança, passa a ser um "obstáculo a ser transposto", ou quando o bebê resolve que ele quer deixar de ser bebê e crescer, fiquem atentos. Essas podem ser ótimas dicas de quando iniciar esse processo, a princípio, baixando as grades do berço e orientando essa criança sobre as formas adequadas e os riscos ao subir e descer, para não que ela não se machuque.

Entre os 2 e os 4 anos de idade, a curiosidade, a maior capacidade física e a consciência corporal facilitam o senso de exploração do mundo ao redor. Mesmo assim, nenhuma mudança deve ser brusca e tudo deve ser conversado e explicado, mesmo que seja uma decisão já tomada. O interessante seria que a criança até participasse da escolha e da compra da sua cama nova e de seus complementos (lençóis, travesseiros etc), sendo cúmplice dessa transformação.

A primeira cama deve ser baixa, mais acessível, com cantos arredondados, inicialmente com uma meia grade, para proteção contra quedas, que pode ser retirada quando a criança já estiver segura e adaptada. Para evitar que a criança prenda sua cabeça nas grades, os espaços entre as colunas devem ser pequenos. Nunca coloque essa cama perto das janelas.

Explique as razões da cama, valorizando a mudança, o novo espaço e observe as reações da criança. Se vocês perceberem algum sinal de insegurança não eliminem o berço de vez. Se houver espaço, mantenham-no no mesmo quarto, ao lado da cama, para que a criança se habitue a esse ritual de passagem. O sumiço do berço pode ser encarado como um castigo ou uma punição e isso não costuma ser bem aceito pela criança, interferindo, diretamente, em sua quantidade e qualidade de sono, bem como em sua confiança nas atitudes de seus pais.

Uma dica: nascimentos e irmãos, separações, mudanças de escola ou de casa podem adiar o momento adequado para essa novidade.

Leia as colunas anteriores do Dr. Moises Chencinski:

? Quem quer brincar põe o dedo aqui


? Como nasceu o Dia das Crianças


? Gerar e Nascer: um canto de amor e aconchego


Quem é o colunista: Dr. Yechiel Moises Chencinski

O que faz: Médico pediatra e homeopata

Pecado gastronômico: Brownie da padaria Bella Paulista quente com sorvete de creme

Melhor lugar de São Paulo: Qualquer lugar num feriado prolongado (Avenida Paulista, por exemplo)

Fale com o colunista: fale_comigo@doutormoises.com.br

Site: www.doutormoises.com.br


Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte