Guia da Semana

Doenças do frio e a homeopatia

Quem bate ? É o frio !!! Alguém se lembra disso?

Foto: Sxc.hu


Antes, o frio avisava quando estava para chegar e as estações do ano eram mais definidas. Hoje em dia, esta incerteza pode trazer repercussões na saúde de adultos e especialmente crianças que sejam mais sensíveis às mudanças de clima.

Sempre que chega esta época, nos preocupamos com os problemas respiratórios que o frio pode provocar: resfriados, inflamações e infecções de garganta e ouvidos, crises de bronquite, pneumonias e outros.

As crianças que freqüentam as escolinhas e berçários, quer seja pelo clima, quer seja pelo contato com outras crianças que adoecem, costumam sofrer mais nessa época do ano. Um conselho: a não ser que seja por absoluta indicação de seu pediatra, não retire seu filho da escola por causa disso. Esta é uma situação passageira e, se seu filho adoece na escolinha, ele pode, também, adoecer em casa, pelo contato com outras pessoas doentes.

Entretanto, para as pessoas sensíveis, o frio pode trazer outros tipos de problemas que não estamos habituados a esperar: dificuldades no sono com posições viciosas para dormir levando a dores nas costas, menos sede com conseqüente intestino mais preso, por exemplo.

A baixa umidade no ar (clima mais seco) gera maior dificuldade na dispersão de poluentes, provocando ressecamento nos olhos, na boca e na pele levando a rachaduras e até sangramento.

Além disso, no frio, ficamos mais quietos, menos alegres, menos sociais. E mesmo as crianças, que não podem brincar "lá fora" por causa do frio, ficam mais indóceis e mais irritadas, dentro de casa.

Mas há pessoas que gostam do frio e que não são afetadas por esta estação, inclusive sentindo-se melhor e mais dispostas, mais alegres e outras nem adoecem. As pessoas são diferentes e únicas.

A homeopatia, como uma especialidade médica que visa cuidar da saúde do indivíduo como um todo, está atenta a estas diversas formas de reagir de cada um de nós e pode ser de grande valia, também neste clima, buscando o equilíbrio para evitar, curar ou atenuar as doenças que nos acometem, especialmente as crianças, nesta época.

Foto:Sxc.hu
Lembre-se: nenhum tipo de tratamento tem valor sem uma alimentação adequada, uma boa higiene, vacinação em dia e a busca constante de uma qualidade de vida satisfatória.

E para concluir, como diz o ditado conhecido por muitos: "de médico e de louco todos nós temos um pouco". Assim, apesar da tentação, nunca se auto-medique e nem medique seus filhos, nem com alopatia e muito menos com homeopatia, sem antes conversar com seu médico.

Mesmo com todos os recursos tecnológicos modernos, com a facilidade que a internet nos proporciona, prevenir continua sendo melhor do que remediar.

Quem é o colunista: Dr. Yechiel Moises Chencinski
O que faz: Médico pediatra e homeopata
Pecado gastronômico: Brownie da padaria Bella Paulista quente com sorvete de creme
Melhor lugar de São Paulo: Qualquer lugar num feriado prolongado (Avenida Paulista, por exemplo)
Fale com ele: fale_comigo@doutormoises.com.br

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte