Guia da Semana

Elas ditam moda

Descoladas, as it girls são cheias de atitude. Meninas conceito, elas despertam o interesse das pessoas que admiram seu jeito de ser e de se vestir

Foto: Getty Images



Elas não seguem as tendências; no caso, elas as criam. De comportamento descolado e irreverente, antenadas e algumas vezes confundidas com patricinhas, as it girls são as garotas do momento. "Elas são referência para as outras em qualquer área da vida, formam opiniões e despertam interesse", fala Lalá Noleto, colunista de moda  da revista  Contigo! .

Essas meninas não querem ser iguais a ninguém, por isso suas produções são tão pessoais. Uma montagem feita por uma it, pode não ter o mesmo efeito em outra pessoa. Muitas garotas sonham em ser iguais a elas, tanto no modo de vestir, como no modo de agir. "As it girls tem estilo próprio e são elas quem inspiram as outras. Em geral, são meninas clássicas", diz Lalá.

Foto: Arquivo Pessoal

Lala Noleto, colunista de moda e it girl

Dar um Ctrl C + Ctrl V nas roupas é até possível, mas na atitude, bem, isso cada uma tem a sua. "Uma coisa não está separada da outra. As garotas que tem personalidade mais extravagante, mais feminina e com um toque clássico, acaba convencendo mais rápido", fala Adriana Yoshida, editora de moda  da revista Capricho.

Elas são conceito

Para ser uma delas, o mais importante não é andar com um salto Loubotin  ou uma bolsa Luis Vuitton; o que importa nesse caso é o carisma, a personalidade. "Não é o dinheiro ou a condição social que faz uma it girl, mas a personalidade", acentua Lalá Noleto.

O termo "it" surgiu em 1927 com o filme It, que tinha como estrela Clara Bow, considerada a primeira das it girls. Desde o começo, a expressão se referia a uma qualidade, algo referente a uma atitude marcante, como é o caso dessas meninas que chamam atenção sem muito esforço. "Você tem que ter muita informação de moda e segurança para usar o que você acha bacana sem ficar se importando com os olhares de estranhamento", fala a designer gráfico Luísa Ferreira, 24 anos. "Isso acontece quando a gente sai de esmalte verde por aí", completa.

Foto: Arquivo Pessoal

Luísa Ferreira e suas unhas pintadas de verde

Muitas dessas meninas taxadas de it girls nem se consideram uma. "Na verdade acho esse termo meio esquisito", brinca Luísa. Como hoje em dia o acesso de informações é muito mais fácil, é natural que as elas busquem referências que fujam do tradicional. "Na minha cabeça, essa expressão é apenas um jeito de denominar pessoas que viram referência para outras em qualquer aspecto, seja em beleza, moda ou carreira", pontua Luísa.

Isso foi o que aconteceu com Victoria Cerdidono, 22 anos, jornalista e dona do blog Dia de Beauté. Bem humorada, se veste muito bem e sempre faz combinações elegantes. A bela sempre esteve envolvida com moda. Quando ainda estava cursando o primeiro colegial começou a trabalhar na SPFW - São Paulo Fashion Week -, o maior evento de moda do país. Hoje, depois de trabalhar com Glória Kalil - nome forte quando se fala em elegância -, ela é editora de moda e beleza da RG Vogue.

Foto: Arquivo Pessoal

Victoria Cerdidono adora combinações diferentes

Victória é referência de muitas meninas por aí, mas não se intitula it girl. "Isso é uma coisa que as pessoas falam. O que eu tenho de diferente é um pouco menos de vergonha na cara e não me importo em experimentar combinações diferentes de roupas e maquiagens", diz.

Não existe uma fórmula para ser uma it girl, é algo natural. Quando a pessoa percebe já está sendo admirada e copiada. "Eu nunca reparei se as meninas na escola me copiam. Mas eu adoraria saber que tem gente que se inspira em mim, espero ser um bom exemplo em todos os aspectos", reflete Waleska Ambrosano, 16 anos, estudante do segundo colegial, que é admirada por seu jeito de vestir. A adolescente acha que seu estilo chama atenção por exatamente ir contra a moda. "Eu costumo evitar aquilo que todos estão usando e adoro quebrar regrinhas fashion", conta ela que não se preocupa com a reação que suas produções irão causar; ela simplesmente veste o que quer.

Foto: Arquivo Pessoal

Waleska Ambrosano é referência de moda na escola

Sem se apegar a marcas e etiquetas, essas meninas acertam nas escolhas, aliando bom gosto, ousadia e inteligência. Mesmo sempre antenadas com os últimos lançamentos do mundo da moda, elas privilegiam suas preferências na hora de escolher suas roupas e com isso ganham uma marca só delas. "As peças que mais valorizo são os acessórios. Acho que muda a cara de qualquer look", revela Luísa. Victoria tem preferência por peças na cor cinza e faz coleção de sapatilhas. "Mas amo um saltão!", confessa. Já Waleska adora cores. "Principalmente nos meus sneakers", sentencia a gata ao se referir aos tênis multicoloridos. 

Não há dúvidas de que elas esbanjam charme, confiança e sofisticação e, além de ícones da moda, elas ensinam que comportamento, personalidade e valores são quesitos fundamentais para ser uma garota do momento.


Dicas para quem quer ser uma it girl
Por Lalá Noleto

O que as it girls vestem?

Em geral as peças clássicas são as principais no guarda-roupa de uma it girl. Mas isso não quer dizer que elas não misturem referências novas para atualizar a produção, como anéis poderosos, bolsas de impacto. Para uma it girl é mais do que o que usar, mas sim como usar. Isso elas sabem fazer bem.

Onde encontrar essas roupas?

Varias marcas hoje são queridinhas das it girls. Daslu, Teca, Reinaldo Lourenço, Chanel são algumas delas. Mas isso não quer dizer que elas não saibam produzir looks que impressionam em uma loja de departamentos, por exemplo.


 Elas são it e famosas
A editora de moda Adriana Yoshida selecionou três it girls famosas e conta para você por que elas chamam tanta atenção.

Kate Moss. Ela não é só uma it girl, é um ícone fashion. Seu jeito de usar a moda fez com que ela não fosse apenas uma modelo, mas a Kate Moss.

Olivia Palermo. Adoro o estilo dela, mais clássica, bem feminina e assumidamente patricinha. Olívia não é modelo, nem atriz de cinema; é uma uber-socialite que domina páginas de fofocas e blogs de moda.

Blake Lively.  A Serena de Gossip Girl. Ela faz a linha boho chic (passando uma imagem desencanada). Além de loira e linda, ela só veste roupas de grifes, é cheia de estilo e protagoniza uma série de sucesso.


Atualizado em 1 Dez 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte