Guia da Semana

Entre mãe e filho

As atitudes da grávida interferem na formação do bebê

Foto: Getty Images


Antes mesmo de nascer, na 8ª semana de gestação, o bebê já desenvolveu o tato, mas, até a 12ª semana não é capaz de sentir dor. Sons e gostos diferentes começam a ser percebidos na 20ª semana.

O modo como a gestante interage com o mundo afeta a vida do bebezinho que está se formando. Sons, odores e sabores passam da mãe para o filho. Uma pesquisa realizada nos Estados Unidos constatou que o feto sente o sabor daquilo que mãe ingere. Esta informação fica guardada no inconsciente do bebê e influi na aceitação de alimentos no futuro.

Sobre isto, o ginecologista Dr. Jorge Nakashima explica que através do sangue a mãe alimenta o bebê, portanto, o que está em sua corrente sangüínea vai para o filho, "se a mãe comeu abacaxi, o feto também estará se alimentando com abacaxi. Com as drogas e os medicamentos ocorre o mesmo". Apesar de a placenta filtrar muita coisa, doenças, hormônios e certas substâncias conseguem passar e chegar ao bebê.

Tristeza, tensão e alguns cuidados

Foto: Getty Images
A gravidez é um período que une sentimentos contraditórios como esperança, felicidade, ansiedade e medo. A mulher vê sua vida, seu corpo e seus hormônios mudando bruscamente. Nesta confusão, ela pode produzir substâncias ligadas ao stress, introspecção e depressão.

Stress é um estado de alerta provocado pela liberação do hormônio cortisol. Quando ocorre por um curto período, é normal e saudável, só vira um problema caso dure um longo tempo. Suas características são alterações na respiração e nos batimentos cardíacos. E, durante a gestação, pode até levar a um parto prematuro e má formação do bebê.

Quando o feto é exposto a situações de tensão, seu organismo se defende de algum modo. Esta informação fica registrada em seu inconsciente. Assim, quando a criança for exposta ao stress na vida cotidiana, tende a repetir a mesma atitude que teve quando estava dentro do útero. Isto pode resultar em problemas como hiperatividade, déficit de aprendizagem ou descontrole emocional.

Amor e felicidade

A vida afetiva da mulher tem forte impacto na sua gestação, por isso, o ideal é que ela tenha alguém que lhe acompanhe e dê apoio. Segundo a estudiosa Denise Gurgel, "pai, mãe e bebê formam um triângulo", mulher não deve passar por esta experiência sozinha.

É importante ressaltar que quem tem um histórico de depressão possui mais propensão ter problemas emocionais durante a gravidez, portanto, precisa prestar mais atenção.

Gurgel afirma que sensações boas e ruins são repassadas ao feto. Portanto, para ter uma gravidez saudável, a mulher deve se manter tranqüila e praticar exercícios, com autorização de seu médico. Atividades físicas estimulam a produção de substâncias que provocam bem-estar e relaxamento. Caso seja uma gravidez de risco, a mulher pode buscar massagens, meditação ou treinar sua respiração, assim ela consegue relaxar e melhora a situação do bebê.

Fontes:

Jorge Fujio Nakashima, ginecologista, especialista em medicina oriental - telefone: (11) 4521-3297
Denise Gurgel, Fisioterapeuta, estudiosa de neuropediatria - telefone: (11) 7697-9398
Flavor Programming During Infancy. Pediatrics - Dra. Julie Mennella, Monell Chemical Senses Center
news.bbc.co.uk.

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte