Guia da Semana

Gerar e Nascer: um canto de amor e aconchego

Escrito por um obstetra e um pediatra, livro esclarece dúvidas sobre gestação e cuidados com as crianças

Foto: divulgação
Imagem: Divulgação


Nasceu!!! Até que enfim!!!
Foi um verdadeiro parto, um fórceps!!!
Dessa vez, precisei da ajuda de um obstetra de verdade.
E esse "filho" está nascendo em um momento muito apropriado.

Entre os artigos que eu escrevi, os que mais repercutiram na mídia foram aqueles relacionados à família:

Fortalecendo o vínculo , Ciúmes entre irmãos , Relação pais e filhos: irmãos , Origem do dia das mães , Gravidez não é doença e o campeão (surpreendente) de audiência, A evolução da paternidade .

Parece que, finalmente, estamos nos voltando para a família. Todos nós.

Não é tão simples entender esse processo, mas eu não me lembro de nenhum momento da história em que se precisou e se procurou tanto a família como nesses últimos 5 a 10 anos. Será que estamos sentindo mais necessidade de proteção? Será de segurança? Será de mais intimidade?

Com toda certeza, essa é uma busca positiva, independente do que a motiva. E poucas situações unem mais uma família do que o nascimento de um filho.

Mas vejam que situação estranha.
Existe, normalmente, uma preparação para tudo em nossas vidas.
Treinamos para nos adaptarmos a um esporte.
Estudamos para termos uma alfabetização completa e estudamos outros idiomas nos preparando para a comunicação global.
Estudamos para exercer uma profissão e fazemos cursos para aperfeiçoamento.
Onde é que nós aprendemos alguma coisa sobre como sermos pais e mães?
Há alguns poucos anos, apareceram os cursos preparatórios para gestantes, onde o "casal grávido" foi buscar informações. Algumas aulas e... pronto? Já estamos preparados para criar, educar e orientar nossos filhos?
Certamente não.

O modelo que temos para essa família que está nascendo vem de nossas famílias de origem. Seremos para os nossos filhos muito parecidos com os pais que tivemos para nós. Os tempos mudaram e agregamos alguns fatores tecnológicos e de conhecimento, mas na essência, nossos valores são os que herdamos de nossos lares, que vivenciamos em nossa infância.

Será que é esse o resgate que estamos tentando agora, nos voltando, novamente, para nossas famílias de origem em busca de uma base para nossas famílias que estão nascendo agora?

E quando nosso filho nascer? Estaremos preparados para isso?

Nossa contribuição para essa causa vem na forma de um novo livro:
Gerar e Nascer: um canto de amor e aconchego.

Acho que todas as mamães (futuras e atuais) deveriam ler, para conhecer e curtir melhor sua gestação, seu parto e os primeiros (12) meses com seus bebês.

Acho que todos os papais (futuros e atuais) deveriam ler, já que eles estão assumindo o seu novo papel em casa e na família e querem de verdade participar. Assim eles podem tomar conhecimento do universo da grávida e de seu bebê, desde a sua concepção até que ele nasça e depois cresça e depois se desenvolva.

Acho que as vovós e os vovôs também deveriam ler, até para dar seus depoimentos a seus filhos e netos e transmitir sua experiência de vida, que, na verdade, foi como chegamos até os dias hoje.

Acho que todos os recém-nascidos também deveriam ler.
Pirei???
Não!!! Eu sei que eles não podem ler (pelo menos, até hoje, ainda não).
Mas, pelo menos, eles podem ouvir.
Ler o livro para eles?
Hahahaha. Não, não, não.
Junto com o livro, vem um CD com músicas compostas especialmente para esse momento, para essa família.

A vivência que se une à informação, que se une à emoção, que une a família, que repassa a vivência.

E permitam-nos ajudar nessa busca, propiciando a informação e a nossa vivência e a nossa emoção sobre o gerar e nascer, criando, para essa família, um canto de amor e aconchego.

Dia 14 de setembro, 16 horas, na Livraria Saraiva, no Shopping Pátio Paulista. Esperamos por vocês para compartilharem conosco esse momento, no lançamento do livro: Gerar e Nascer - um canto de amor e aconchego. Até lá

Dr. Yechiel Moises Chencinski (Pediatra) e Dr. Eliezer Berenstein (Obstetra)



Quem é o colunista: Dr. Yechiel Moises Chencinski
O que faz: Médico pediatra e homeopata
Pecado gastronômico: Brownie da padaria Bella Paulista quente com sorvete de creme
Melhor lugar de São Paulo: Qualquer lugar num feriado prolongado (Avenida Paulista, por exemplo)
Fale com o colunista: fale_comigo@doutormoises.com.br
Site: www.doutormoises.com.br

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte