Guia da Semana

Grana no bolso

Empregos temporários e estágios podem ser a porta de entrada para o mercado de trabalho. Aproveite o começo do ano para descolar aquela vaguinha e garantir um dinheiro no fim do mês

Foto: Getty Images


Chegou o final de mais um ano e agora é a época ideal para quem quer começar a ganhar o próprio dinheiro e iniciar 2010 com a mão na massa. Mesmo aqueles que ainda não têm experiência podem aproveitar a maré de trabalhos temporários e processos seletivos para ingressar no mercado e experimentar o gostinho da independência financeira. Além de garantir a baladinha do final de semana, o primeiro emprego faz com que você reconheça suas habilidades e, assim, escolha melhor a profissão futura. Além das lojas de shoppings, nesse período, diversas empresas abrem vagas de estagiários e trainees para jovens que fazem cursos técnicos ou que já estão na faculdade.

O primeiro passo para quem está afim de trabalhar é identificar em qual campo quer atuar e tentar perceber quais são as suas aptidões. Assim, é preciso saber se suas características têm a ver com as tarefas que serão desempenhadas. Para quem já começou um curso superior, um estágio é a melhor opção. Mas para aqueles que ainda não sabem o que querem da vida, o emprego temporário é uma boa saída. "Por mais que sejam experiências curtas, esses trabalhos podem ser colocados no currículo, principalmente se for em uma área que a pessoa tenha interesse em atuar. As chances de conseguir um outro emprego depois são bem maiores", diz Glaucia Santos, consultora de recursos humanos da Catho Online.

Currículo

Depois de encontrar uma área que tenha a ver com o seu perfil, é necessário elaborar um currículo. Mas não fique com medo de parecer muito inexperiente. Segundo Glaucia, mesmo aqueles que nunca trabalharam podem fazer um currículo atraente. Primeiro, é preciso colocar todos os dados pessoais atualizados. Em seguida, o objetivo profissional deve ser mencionado por meio de frases. Se você ainda não sabe identificá-los, coloque somente a área de interesse. Depois há uma síntese de qualificações, em que são apresentados os conhecimentos adquiridos ao longo da vida. Logo após, vem a formação acadêmica. Se você já tiver alguma experiência profissional, pode inserir depois. Por fim, você fala sobre os cursos realizados.

A consultora diz que o tamanho ideal é uma página. Além disso, nada de fotos, hein! Elas só devem ser utilizadas em trabalhos em que a imagem seja importante, caso a pessoa acredite que a sua aparência possa facilitar a contratação. Ao ser chamado para uma seleção, é importante entrar na Internet para conhecer o contratante. "É fundamental verificar quais são os valores pregados pela empresa. Diante dessa análise, a pessoa deve ir à entrevista com uma apresentação cuidada, com disposição, pontualidade, vestida de acordo com a cultura da companhia", ensina Marisa Karam, sócia-diretora da Alliage Recursos Humanos. Assim, vale a pena caprichar no visual. Moletom velho, tênis rasgado e cabelo despenteado não combinam com vaga garantida.

Na hora H

Foto: Getty Images


Na hora da entrevista deixe o nervosismo de lado e mostre determinação para alcançar seus objetivos. Gaguejar, falar gírias e sentar de qualquer jeito na cadeira não rola. A especialista explica que quanto mais confiança você passar, maiores serão suas chances. "É preciso demonstrar bastante interesse na vaga, empenho e capacidade de atender às exigências da empresa", diz Marisa. "Não existe certo e nem errado em um processo seletivo, o que há é adequação, o momento do candidato comparado aos valores do lugar onde ele quer trabalhar. É isso que vai qualificar ou desqualificar alguém, o quanto ele é aderente àquela realidade", completa.

Dia a dia

Quando você conseguir descolar um emprego, preste muita atenção em seus comportamentos durante o expediente. Mesmo que seja em um local informal, é necessário mostrar empenho e dedicação, pois a maioria das empresas oferece chance de efetivação. "O adolescente tem que ter iniciativa, interesse e adaptação ao ambiente. Se ele tem acesso a um computador, por exemplo, não deve desvirtuar o uso da ferramenta em favor pessoal, pois isso pode comprometer a continuidade dele na empresa", afirma Fernando Montero da Costa, consultor de recursos humanos e diretor de operações da Human Brasil. Por isso, nada de entrar no Orkut e ficar batendo papo no MSN em horário de trabalho. 

Mesmo que você consiga um cargo em uma área diferente da que pretende seguir, é importante encarar a experiência como uma oportunidade de aprendizado. Ainda que temporário, o primeiro emprego ensina a lidar com relações de trabalho, com subordinação, responsabilidades e horários. "Independente da tarefa que a pessoa vai desenvolver, essas questões são importantes e serão levadas para qualquer lugar", diz a expert da Catho Online. Além disso, você vai ter oportunidade de se experimentar em diversas funções e perceber o quanto tem aptidão para aquilo e, assim, poderá fazer boas escolhas para o futuro.


Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte