Guia da Semana

Guia de Profissões - Economia

Não basta saber a parte teórica, é preciso saber analisar

 Apesar de parecer o contrário, o curso e Economia é da área de humanas e não de exatas. Isso porque mais do que ter o conhecimento técnico, ser um economista é saber analisar o ambiente econômico, criar planos financeiros econômicos e administrativos para as empresas e instituições e fazer prognósticos.

A economia se divide entre duas grandes áreas: a macroeconomia e a microeconomia. A primeira se afasta das questões do dia-a-dia e analisa os efeitos econômicos dentro de um contexto, a segunda é mais detalhista e analisa o que é a realidade do consumidor e das empresas. O curso de graduação em economia costuma ter duração de quatro anos e, apesar e ser da área de humanas, não deixa de ter muitas aulas de finanças, cálculo e matemática.
Ligia Nerici, formada pela Insper, Instituto de Ensino e Pesquisa (ex-Ibmec), conta a faculdade era até mais do que ela esperava e a preparou muito bem para o mercado, apesar de só dar valor depois de o curso ter acabado: “A gente aprendia a administrar os projetos, trabalhos e diversos deveres. E principalmente a trabalhar sob pressão. Passávamos sufoco para entregar trabalhos”. A rotina da faculdade também era propositalmente pensada para que os alunos estudassem bastante: “as aulas eram esparramadas entre às 7 da manhã e às 5 da tarde. Muitas vezes eu tinha a primeira aula no primeiro horário da manhã e a seguinte, somente na parte da tarde. Isso estimulava a ficarmos na biblioteca, ou pela faculdade, fazendo trabalhos e estudando mais, inclusive em aulas de monitoria”.
Os recém-formados costumam encontrar um mercado com várias oportunidades e bons salários. Além disso, o mercado é amplo, com diversas opções de atuação. Porém o trabalho exige muita dedicação, segundo Ligia, no dia-a-dia é essencial acordar cedo para ler jornal e todos os e-mails, relatórios, para não começar o dia ainda mais atrasado. "Eu trabalho em área comercial, tenho muitas reuniões com clientes, e quando volto para a mesa, desafogar meu inbox é o mais importante – aí entra o gerenciamento de projetos, que aprendi na faculdade – tenho que ser super seletiva e só ler o que de fato vai me ajudar, responder urgências e sempre trabalhar com uma lista de prioridades”.
Apesar do estresse e da rotina intensa, Ligia ressalta que fazer parte da vida daqueles que trabalham nesse mercado, existe um lado positivo: “o interessante é a dinâmica de que 'amanhã é um novo dia'. Dificilmente durmo mal, o que acontece no escritório, fica no escritório”.

Atualizado em 17 Mai 2012.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte