Guia da Semana

Linha cruzada

O telemarketing é o maior responsável pela inserção dos jovens no mercado de trabalho. Saiba mais sobre os prós e os contras da profissão

Por Larissa Coldibeli


O telemarketing é, atualmente, uma das principais portas de entrada para o mercado de trabalho. Na maioria das empresas, para ocupar uma das mais de 450 mil vagas do setor, basta ter no mínimo 16 anos e estar cursando o Ensino Médio.

Devido a pouca qualificação exigida, a profissão é mal vista por causa dos erros de português cometidos pelos jovens atendentes. O gerundismo, que virou moda entre os operadores, ainda "vai estar sendo" motivo de piada por muito tempo.

O principal atrativo para quem ingressa nessa área é a renda fixa obtida com uma jornada de trabalho de seis horas por dia - limite permitido pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho). Ela permite conciliar o emprego e os estudos e acaba sendo barata também para os empregadores, que estabelecem um vínculo de estágio com os funcionários, pagando menos e oferecendo poucos benefícios. A terceirização é outra inimiga dos empregados.

O controle é rigoroso, com pausas cronometradas, conversas monitoradas, volume e duração das ligações contabilizados. Quem fugir do script ou sair dos padrões é punido. Cobrança rígida por produtividade através da imposição de metas, desrespeito às pausas obrigatórias e danos ocupacionais são freqüentes. O telemarketing pode ser ativo, quando os operadores efetuam as ligações para oferecer produtos, fazer cobranças, etc.; ou receptivo, quando se trata de uma central de atendimento ao consumidor, por exemplo.

Por outro lado, as novas amizades adquiridas num ambiente de trabalho cheio de jovens e campanhas motivacionais animadas fazem os adolescentes esquecerem os riscos de saúde que correm. Rafaela Rodrigues Santos, 17 anos, trabalha numa central de atendimento onde só há estagiários: "A idade máxima dos meus colegas de trabalho é 18 anos." Ela já passou por duas empresas de telemarketing em menos de um ano, o que dá uma idéia da grande rotatividade do setor.

Gostou da idéia?

Cadastre seu currículo nos seguintes sites:
www.atento.com.br
www.contax.com.br
www.calltocall.com.br

Procure também um curso profissionalizante:
www.soscomputadores.com.br
www.sp.senac.br


A diversão e a descontração também ficam por conta do bate-papo com os clientes. Às vezes, eles soltam algumas pérolas como "bilhete elétrico" em vez de "bilhete eletrônico" no call center de companhias aéreas. Nessa hora, o botão mudo do telefone é essencial para esconder as risadas. A tecla também é utilizada para descarregar a tensão e xingar aquele cliente mal-educado - acredite, não são poucos.

"Rafaela, bom dia!"

Além do stress de lidar com pessoas diferentes, tendinite, dores de cabeça e garganta, problemas de postura e circulação sangüínea não são raros em quem passa muitas horas sentado diante do computador, digitando e com o headphone. Algumas das doenças citadas acima, facilmente adquiridas no telemarketing, serão, muitas vezes, carregadas pelo resto da vida profissional.

Mesmo sem poder viajar nas férias escolares por causa do emprego e tendo que trabalhar aos fins de semana, alguns jovens o fazem por escolha própria: "Eu comecei a trabalhar cedo porque quis, para ter dinheiro para comprar minhas coisas", conta Rafaela. Outros, estão no ramo por falta de opção. Para eles, o consolo é saber que a atividade é temporária. Apesar de gostar do que faz, Rafaela já procura outro emprego: "Não quero ficar para sempre no telemarketing. Vou fazer faculdade de engenharia ambiental e quero trabalhar na área", finaliza.

Para quem odeia
Se você não suporta ser incomodado por operadores de telemarketing, acesse o site www.sorrygottago.com. São diversos sons que funcionam como pretexto para desligar, como interferências no telefone, barulho de helicóptero, buzina de carro, alarme de incêndio e até vacas mugindo.

Nos EUA, um organismo de defesa do consumidor elaborou um cadastro para pessoas que não desejam receber ligações de telemarketing. Toda empresa que liga para um número que conste na lista é multada. Atualmente, o Do Not Call Registry conta com mais de 125 milhões de número cadastrados.



Fotos: Stck.Xcng

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte