Guia da Semana

Liso, pero no mucho

Moda entre as mulheres, a escova progressiva pode causar transtornos se for realizada em garotas muito jovens.

 Fotos: Thinkstock e AFP
 

Acordar com o cabelo lisinho e mantê-lo desse jeito durante todo o dia - e sem nenhum esforço - é o sonho de consumo de cem entre cem garotas. Para quem busca ter fios tão lisos e graciosos quanto os da cantora Avril Lavigne ou cheios de balanço como os da Bella, vivida pela atriz Kristen Stewart na saga Crepúsculo, fazer escova progressiva se tornou uma ótima alternativa. No entanto, antes de ficar horas sentada na cadeira do cabeleireiro para mudar suas madeixas, é preciso tomar alguns cuidados - afinal, os riscos de detonar os fios são enormes.

Para conquista o look dos seus sonhos com segurança, um detalhe importante é a sua idade. Na época da campanha de Barack Obama, nos Estados Unidos, o fato de as duas filhas do agora presidente, Malia e Sacha, terem cabelos alisados levantou polêmica. Isso porque o FDA (Food and Drug Administration), órgão daquele país que regulamenta o uso de remédios e cosméticos, recomenda que somente pessoas acima de doze anos de idade podem passar química e colorações no cabelo. E as duas têm 10 e 7 anos de idade, respectivamente.
 
 
Malia e Sacha, de cabelos alisados, durante campanha do pai, o atual presidente dos EUA, Barack Obama.

A dermatologista Estrela D'Aurea Machado explica que esses procedimentos devem ser elaborados de forma a manter as características da pele e dos fios infantis, devendo ser utilizados produtos dermatologicamente testados e hipoalergênicos (antialérgicos). "A meu ver, isso é uma tarefa bem difícil, pois cada indivíduo apresenta diferentes texturas e quantidade de cabelos, bem como sensibilidades diferentes", afirma.

Sem erro

Exatamente por esse motivo, contenha a empolgação na hora de escolher o que vai fazer no cabeleireiro. Isso porque, quanto mais cedo se utiliza esse tipo de química, pior para o cabelo. De acordo com a Dra. Estrela, a má indicação do produto, ao lado de aplicação inadequada e do uso precoce desses procedimentos, pode resultar em queda e/ou quebra dos fios, bem como trazer riscos alérgicos à pessoa. "Os processos térmicos utilizados nos cabelos, tanto em adultos como em crianças, levam à desidratação do fio e ao consequente ressecamento".

Caso sejam utilizados tratamentos muito agressivos aos cabelos infantis em um curto espaço de tempo como, por exemplo, excesso de alisamentos e colorações, isso pode provocar alterações na textura do fio e até mesmo na raiz do cabelo (que é a parte responsável pela ondulação e nutrição).

Os resultados, segundo a médica, são muitos danos, desde quedas, quebras do fio, afinamento da textura e, até mesmo, alterações da cor. "Por sorte, o cabelo cresce, de forma geral, em torno de 1 a 1,5 cm por mês e, até o momento, não se tem observado mudanças deste crescimento devido ao uso de cosméticos capilares". Ou seja: a dica da Dra. Estrela é investir em hidratações quinzenais ou mensais, tanto em casa como no salão, que evitam problemas futuros.

Quando o estrago está feito



Uma das que sofreu com uma escova progressiva mal-feita foi a técnica de enfermagem Audiléia dos Santos Lima, de 39 anos. Em meados do ano passado, ela procurou uma cabeleireira para realizar o procedimento. Logo que a profissional colocou o produto em sua cabeça, o couro cabeludo começou a arder, e Audiléia sofreu com falta de ar. "A mulher, então, lavou meu cabelo e passou tudo novamente, mas continuei tendo reação", conta.

Mesmo assim, a técnica de enfermagem ainda topou ficar com o produto nos fios pelas 72 horas seguintes, respeitando o tempo recomendado. Porém, devido a uma enorme coceira ("parecia que eu tinha várias pulgas na cabeça"), Audiléia lavou a cabeça antes do prazo. Assustou-se ao perceber diversas descamações no couro cabeludo, além de encontrar os fios fragilizados. "O médico me passou medicamentos e um tônico capilar com fórmula antialérgica, mas o cabelo só começou a melhorar cerca de três meses depois do início do tratamento". Nesse meio tempo, como os fios "pareciam palha de milho", ela adotou um corte de cabelo mais curto e parou de fazer escova progressiva.

Muita atenção

Para evitar que a filha Alyne, de 14 anos, tenha qualquer tipo de experiência parecida com a dela, Audiléia faz questão de sempre acompanhar as idas ao cabeleireiro, perguntando tudo e ainda conferindo se fizeram o teste da mecha - quando o profissional separa um pouco de cabelo, passa o produto e vê se não dá nenhuma reação. Até hoje, diferente da mãe, a garota nunca teve problemas. "Alyne até fala que não gosta que eu vá ao salão, pois diz que eu sou barraqueira", conta Audiléia, sorrindo. "Só não quero que ela passe pelo mesmo sufoco que passei". A Dra. Estrela diz que o teste da mecha é fundamental para prever possíveis reações alérgicas causadas pelo produtos. Por isso, nunca deixe de pedi-lo ao seu cabeleireiro.

Para finalizar, a médica aconselha: "Tenha cautela, evite modismos e aguarde o máximo de tempo possível antes de iniciar esses procedimentos, como progressivas. Isso porque ainda não se sabe ao certo quanto a segurança desses produtos a longo prazo". Feita com responsabilidade, a escova progressiva garante ótimos resultados. Porém, é preciso ter cautela, justamente para não sofrer como a mãe da Alyne, a Audiléia, que até hoje luta para ter seu cabelo bonito de volta.

 Linda sempre



Confira algumas dicas para continuar com o cabelo lisinho após a escova progressiva, mesmo depois de sair do salão de beleza:

- Se você pretende se submeter a uma escova progressiva, não tinja o cabelo 15 dias antes e nem 15 dias depois. A tintura abre a cutícula dos fios e interfere no resultado.

- De forma geral, saiba que a escova progressiva não alisa por completo cabelos muito cacheados, apenas doma os cachos e reduz o volume. Já nos fios mais lisos, a técnica dá um efeito de pós -chapinha.

- Ao lavar os fios, use xampu com PH neutro, sem sal e nem corante. Os produtos comuns abrem a cutícula do cabelo e 50% do procedimento da escova será perdido.

- Quando o produto utilizado na escova for livre de formol, use xampus para cabelo com química ou relaxamento. Procure pela mesma linha de tratamento quando for escolher o condicionador.

- Ao secar os fios com secador, não se esqueça de protegê-los com um creme leave-in (sem enxágue) com proteção térmica. Isso evita que as escamas se abram e o produto da escova progressiva seja retirado. Apenas tenha cuidado com a quantidade, pois em excesso deixam os fios pesados.

- Fique longe de xampus anti-resíduo ou de limpeza profunda. Isso fará com que a química da escova seja retirada dos fios, ou seja, todo o trabalho e o dinheiro investidos no tratamento vão, literalmente, embora pelo ralo.

- Esqueça os xampus para cabelos secos, danificados ou anti-frizz. A fórmula desses produtos também interfere na escova.

Atualizado em 11 Fev 2014.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte