Guia da Semana

Mente zen

Conheça alguns procedimentos alternativos que ajudam a combater os sintomas da ansiedade

Foto: Getty Images


Coração acelerado, tremedeira, dor no peito, dificuldade de respirar, náusea. Quem nunca sentiu todos estes sintomas numa situação de crise que atire a primeira pedra. Mas o que muita gente não sabe é que todas essas manifestações a princípio comuns podem caracterizar um surto de ansiedade, que, se não for tratado, corre o risco de levar a quadros mais sérios. Além disso, ficar ansioso pode atrapalhar os estudos, o trabalho, as relações sociais e o desempenho em provas.

O bom da história é que nem sempre é preciso recorrer à medicina tradicional para ficar mais tranquilo. Apesar de não existir nenhuma fórmula mágica para eliminar a ansiedade, hoje há terapias alternativas que trazem resultados super satisfatórios. Algumas delas já até são indicadas pelos médicos, como a acupuntura e a homeopatia. Outros carregam uma sabedoria milenar, como as medicinas da Índia e da China.

"Há uma variedade de tipos de tratamentos que são considerados terapias complementares. Alguns deles estão inseridos em sistemas médicos complexos, sofisticados e eruditos, que possuem uma racionalidade médica própria, desenvolvidos por outras culturas e ou por especialistas médicos ou similares, como a homeopatia, a medicina tradicional chinesa ou a medicina indiana ayurvédica", explica o médico Charles Dalcanale Tesser, autor do livro Medicinas complementares: o que é necessário saber, publicado pela Editora Unesp.

Segundo o especialista, os procedimentos alternativos mais eficazes para combater a ansiedade dependem da situação, da pessoa, da prática e do terapeuta, se houver um. De acordo com uma recente pesquisa da qual Tesser participou, os tratamentos complementares mais comuns e conhecidos, como homeopatia, acupuntura, meditação, técnicas de relaxamento, foram considerados benéficos e eficazes para pacientes com ansiedade em quadros leves a moderados.

Acupuntura

Foto: Getty Images


Para que a ansiedade não gere problemas mais graves, como síndrome do pânico e depressão, uma opção é recorrer ao acompanhamento terapêutico e sessões de acupuntura. "Durante o tratamento, é possível trabalhar pontos específicos para diminuir a ansiedade e para ajudar na hora do vestibular, por exemplo, como os pontos para concentração e memória", diz a acupunturista e fisioterapeuta Daniele Veiga.

Para quem tem pavor de agulha, é possível trabalhar com estímulo magnético, laser, semente de mostrada ou estímulo térmico. "Os resultados são os mesmos, mas dependem do organismo da pessoa. Geralmente, o adolescente responde muito rápido. Na primeira sessão, já é possível sentir alguns benefícios, como ter um sono melhor e sentir uma certa calmaria. Mas, com três ou quatro sessões, até aqueles que são mais desligados, começam a perceber que já estão mais calmos", garante.

Homeopatia

Foto: Getty Images


A famosas gotinhas homeopáticas podem parecer chatas e muitos já ficam com preguiça só de pensar na hipótese, mas elas podem ajudar muito no combate aos quadros de ansiedade. "Esse tipo de remédio estimula o re-equilíbrio do enfermo com suas próprias forças, coisa comum em várias terapias complementares, mas pouco utilizado na biomedicina. Assim, a homeopatia pode, sim, ajudar bastante em casos de ansiedade, buscando estimular o reequilíbrio geral do paciente", afirma Tesser.

Segundo o médico, a técnica da consulta homeopática propicia uma intensa e íntima relação médico-paciente e um aprofundamento do jovem em seus próprios adoecimentos, vivências, reações emocionais e contexto de vida. Esse tipo de contato mais profundo é necessário para que o especialista possa indicar a medicação, mas que também por si só já tem um bom potencial curativo.

Meditação

Ficar paradinho, com a coluna ereta e a mente traquila pode parecer algo impossível para um adolescente, mas não é tão difícil assim. Muita gente nem experimenta, mas voltar para si e desligar do mundo exterior pode fazer com que você supere sua ansiedade. Em alguns ensinamentos religiosos orientais, como no budismo, a meditação é o principal meio para ascensão espiritual. Assim, por meio dessa prática, é possível dissolver preocupações e problemas que bloqueiam a mente.

Há diversos tipos de prática e variantes de meditação, mas a maioria busca um estado em que a mente se torna vazia e sem pensamentos. Uma maneira de meditar é procurar um lugar calmo, sentar em posição de lótus (pernas cruzadas) e prestar atenção na respiração ou em um único objeto. Quem não tem disciplina para fazer isso em casa pode buscar grupos ou instituições que promovem sessões de meditação coletiva.

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte