Guia da Semana

O Natal de nossas crianças

O fim do ano sempre é um momento de reflexão sobre tudo o que aconteceu nos últimos 365 dias

Foto: Getty Images

A proximidade do Natal nos faz pensar e repensar sobre comportamentos e ações que, na correria do ano todo, às vezes, ficam para segundo plano: a solidariedade e o amor.

Em meio a listas de presentes, eventos e mais eventos para comemorar o Natal e o novo ano que se aproxima, muitos se preocupam em tornar o natal dos "socialmente menos favorecidos" um pouco mais feliz, seja através de doações ou simples boas ações. Discursos de solidariedade e igualdade se espalham por todos os meios de comunicação.
Que bom se fosse assim o ano todo!

Também aumentam as mensagens de pais tentando ensinar esses valores e muitos outros a seus filhos.

O que muitos esquecem é que as crianças já possuem muitos e muitos nobres sentimentos.  E se algumas delas os perdem durante o seu crescimento e passagem para a fase adulta, é porque o mundo e seus exemplos contribuem para isso.

Nós, adultos, deveríamos prestar mais atenção ao modo de ser das crianças. E tentar tirar todo o proveito dos verdadeiros bons exemplos que elas nos dão diariamente, e que teimamos em ignorar, presos à insistente desculpa do stress e correria do dia a dia.

Quando bem pequenas, as crianças têm um mundo próprio e uma maneira bem singular e simples de agir. Conforme vão crescendo, vão espelhando-se nos atos e exemplos dos adultos, o que acarreta, às vezes, à perda desta essência tão bela.

É como um via de mão dupla: se aprendessemos com elas, mudando nosso comportamento, poderíamos dar melhores exemplos todos os dias, os quais seriam reincorporados pelas crianças na fase em que elas deixam o seu modo simples de ser para imitar os atos dos adultos, criando assim, um círculo de beleza e amor.

Desta forma, ao crescer a criança terá dos adultos bons exemplos de atitudes, se tornando um adulto mais humano e preocupado com o próximo.

Se a palavra Natal muitas vezes está associada a presentes, vamos aproveitar e incorporar os presentes e as lições que as crianças nos dão diariamente: a forma simples de olhar o mundo, a sinceridade, honestidade, inocência, imaginação, criatividade, a capacidade de perdoar com facilidade ou de pedir ajuda, o amor incondicional, a pureza e alegria inatos e até mesmo a capacidade rápida de cura quando ficam doentinhos (que, tenho certeza, está ligada à felicidade genuína deles, pois a felicidade tudo cura!).

E você já reparou como as crianças são perseverantes, possuindo a capacidade de lutar bravamente por um ideal sem, no entanto, desanimar ou estressar? E, ainda, a grande capacidade que possuem de lidar com a frustração da perda? Sim, pois embora, muitas vezes elas chorem e esperneiem no momento da crise, bastam dez minutos para que elas estejam prontas para um novo desafio. E sem culpar ninguém pelo insucesso.

Ao pensar em presentes de natal, tenha uma certeza: o melhor presente, nós, pais, já ganhamos: nossos filhos! Vamos celebrar este presente grandioso e maravilhoso, mas nunca esquecendo de assimilar e colocar em prática as lições de amor, solidariedade e perseverança que eles nos dão (os presentes, não de Natal, mas de vida que nos dão diariamente e sem pedir nada em troca).

E acima de tudo, retribuindo e dando a eles muito amor.

Faço minhas as palavras do sábio Ruben Alves: "A vida não pode ser economizada para amanhã. Acontece sempre no presente".

Crianças são sábias e não economizam suas vidas. Sabem viver com alegria e simplicidade, aproveitando cada momento.

Ao nos igualarmos às crianças, pelo menos um pouco todos os dias, viveremos e construiremos um mundo melhor, mais humano, justo e feliz, que será muito bem aproveitado quando nossos filhos crescerem.

Este, então, é o verdadeiro presente de Natal que podemos dar a eles. Basta tentar, mas não só tentar, é necessário agir e conseguir!

Boas festas a todos!


Quem é a colunista: Cláudia Fernanda Venelli Razuk.

O que faz: Pedagoga e coordenadora do colégio Itatiaia.

Pecado gastronômico: Se é pecado, melhor não comer! Saborear o que eu gosto com prazer e sem culpa, é essencial.

Melhor lugar do Mundo: Minha casa, com meu marido e filhos e em qualquer lugar rodeada dos verdadeiros amigos.

Fale com ela: itatiaiaed.infantil@terra.com.br

Atualizado em 1 Dez 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte