Guia da Semana

Onde dormir melhor?

Cama compartilhada é uma forma de bebês e pais dormirem juntos e bem!

Foto: Getty Images

Definitivamente não há regras para criar os pequenos e palpiteiros de plantão são vários. Alguns ajudam e outros atrapalham, mas saiba que antes de escutar os outros, talvez a chave da resolução esteja mais perto do que você acha: no seu bebê.

Sim, o bebê fala com o seu corpo e expressa seus sentimentos desde alegria e felicidade até tristeza e insatisfação. Portanto, deixe seu instinto maternal aflorar e vá em frente. A prática trará muitos benefícios a toda família.
 
Muitas vezes esse é o desejo da mãe: trazer o bebê para sua cama e facilitar todo o processo de mamada noturna e também para oferecer a segurança que alguns precisam.


Cada bebê é diferente do outro. Uns têm sono mais irregular, acordam mais durante a noite e precisam de mais aconchego. Muitos pais querem doutrinar o bebê desde cedo a dormir longe, no seu quarto e berço. Se pensarmos sobre o ponto de vista do bebê, perceberemos o quanto é difícil para ele ficar separado da mãe, a pessoa com quem ele conviveu intimamente por longos meses além de ter que se habituar aos estímulos externos.

Vida de bebê não é tão fácil assim, mas podemos torná-la mais tranquila! Afinal todos precisam dormir em casa, desenvolver e maturar. A mãe precisa descansar e produzir mais leite e para o pai é uma forma de conhecer o bebê mais intimamente. Os pais devem estar de acordo para adotar a prática e também para achar formas de introduzir e adaptar a cama compartilhada.


Isso pode ser feito se dividir a cama com o bebê ou colocar o berço a uma distância da cama em que o bebê possa ser tocado dentro dele. A prática poderá ser iniciada desde o nascimento e parar de utilizar a cama compartilhada será uma decisão pessoal sobre a observação e comportamento do pequeno.

É muito comum, durante o dia, as mães tirarem uma soneca com o bebê dividindo a mesma cama. É uma forma de estar próxima e porque separar durante a noite? A demanda do bebê à noite não é diferente da demanda durante o dia. Pelo contrário, dividir o mesmo espaço ajuda os pais a se vincularem mais ao bebê, a conhecerem o seu corpo e a sua linguagem corporal.

No início da prática não crie regras, faça testes e veja o que é mais adequado ao sono da família e durma bem!

Para assistir, rir e refletir veja um vídeo curioso em que o pai tenta fazer sua filha dormir:



Leia as colunas anteriores de Denise Gurgel :

Sem mágica

Quais são os motivos?

Sensações e sentimentos


Quem é a colunista: Denise Gurgel.

O que faz: Fisioterapeuta atuante na área materno-infantil e especialista em shantala

Pecado gastronômico: Pães - todos os tipos, formas e sabores!

Melhor lugar do Brasil: Parece clichê, mas é a minha casa.

Fale com ela: contato@cursoshantala.com.br ou acesse seu site.

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte