Guia da Semana

Pato, sapato! A alfabetização

São muitos jeitos de ensinar seu filho a ler e a escrever. Conheça um deles

Foto: Getty Images

Os métodos de alfabetização podem ser divididos basicamente em dois grupos: os fônicos, que combinam elementos isolados da língua - sons, letras, sílabas, e os globais, que levam o aluno a analisar um todo para chegar às partes que o compõem. Este último ocorre por meio da associação da palavra inteira com sua ilustração e seu som. Ou seja, o aluno relaciona o desenho, cujo significado ele conhece, à palavra que representa este desenho e à pronúncia da palavra.

Assim, aos poucos, a criança vai memorizando formatos e significados das palavras. Da mesma maneira que a criança aprendeu que o objeto sapato se chama sapato, ela associará a esse conhecimento que a palavra escrita SAPATO se refere àquele som e àquele objeto. É isso que chamamos de "associação palavra-imagem-som".

Assim como nos métodos globais, é apenas em um segundo momento que a criança começa a identificar que as palavras têm algo em comum, partes que são iguais. Isto é, elas passam a reconhecer como são formadas, tornando-se, assim, capazes de formar até algumas novas.

Isso é o que chamamos de consciência fonológica e acontece quando o aluno torna-se consciente de que o TO que ele ouve e pronúncia aparece tanto em PATO quanto em SAPATO. Além disso, ele também começa a identificar qual parte da palavra escrita corresponde a esse som.

A consciência fonológica é requisito básico para a alfabetização, pois significa entender, de forma consciente, que os sons associados às letras são os mesmos da fala, e que eles podem ser manipulados.

Para que a alfabetização ocorra, é preciso que os horizontes da linguagem da criança sejam expandidos. Como fazer isso? Ler para as crianças é um dos caminhos mais eficazes! Estudos comprovam que crianças que ouvem histórias e canções desde os primeiros anos de vida têm melhor desempenho no processo de alfabetização, pois têm a consciência fonológica mais desenvolvida. Para essa etapa, uma dica é investir em historinhas com muitas rimas e brincadeiras com a sonoridade das palavras.

Além disso, será necessário que a criança desenvolva sua percepção (para reconhecer partes iguais) e memorização (para reter as reconhecidas). Então, outra dica é estimular os joguinhos de memória, os brinquedos que forçam o reconhecimento de partes iguais!

Estimular a criança nessa fase é fundamental, pois a infância é a época da curiosidade. Nesta fase, a criança, desde que bem estimulada, expandirá a curiosidade e o espírito de investigação, assimilando muito mais.

Leia as colunas anteriores de Lívia Lombardo:


Novas palavras no vocabulário

Ótima ferramenta

Infância e Literatura

Quem é a colunista: Lívia Lombardo tem 24 anos, é graduada em Letras e Jornalismo e trabalha no Kumon Instituto de Educação.

O que faz: Elabora o material didático de Língua Portuguesa que é utilizado nas unidades do Kumon de todo o Brasil.

Pecado gastronômico: coxinha.

Melhor lugar do mundo: qualquer praia!

Fale com ela: livia.pereira@kumon.com.br

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte