Guia da Semana

Pérolas do Orkut

Figuras sem-noção viram vítimas dos venenosos em comunidades, sites, blogs e fotologs criados especialmente para gongar os outros!

Cuidado: você pode estar sendo zoado sem saber!
Foto: photocase.de

Com certeza você já entrou numa daquelas comunidades do Orkut onde o único propósito é falar mal dos outros. Os participantes se valem do anonimato para rir de pessoas que, na maioria dos casos, sequer conhecem. O motivo de deboche pode ser o estilo, uma foto com pose inusitada no álbum ou até mesmo erros de português no perfil. Numa simples busca no site de relacionamentos com as palavras "Pérolas do Orkut" é possível encontrar 293 comunidades que se dedicam exclusivamente a tirar o sarro de pessoas "sem noção". A maior delas possui nada menos que 137.684 membros. Isso mesmo! 137.684 internautas que passam horas online gongando os outros. As vítimas nem sempre merecem tanta exposição, mas acabam virando alvo dos venenosos de plantão por causa de algum desafeto que resolveu se vingar.

As comunidades temáticas são as mais divertidas e a tribo dos emos é a preferida. Tudo é motivo para ser zoado: a opção sexual, o tipo de música preferido, as fotos do álbum e o jeito de escrever. Não raro, a mesma pessoa vira tema de vários tópicos por causa de suas peculiaridades. Além dos emos, a galera do indie, a do rap e até perfis do myspace são alvo de gozações.

Foto: stck.xchg
Entretanto, o Orkut não é o único lugar onde as pessoas são zoadas. Existem muitos sites, blogs e fotologs com a mesma finalidade. Um deles é o www.perolasdoorkut.com.br, onde os internautas podem votar nas melhores. A variedade de coisas engraçadas é tanta, que ficam divididas por categoria: cagando no Orkut, criatividade sem limites, fotos que não precisavam estar no Orkut, nota zero em geografia, o sortudo ganhador da mega-sena, quero ser modelo, vivendo em uma bolha, ahhh o verão, comunidades com nomes errados, erros gramaticais, humildade em primeiro lugar, o rei do Photoshop, poses estranhas e trocando as bolas.

Adriana Spaca, 34 anos, é dona do blog drispaca.blogspot.com. Lá, ela coloca alguns achados do Orkut, entre outras coisas bizarras que encontra no dia-a-dia. "O blog é bem conhecido, tem uma média de 1500 acessos por dia. Eu posto coisas que me fazem rir, de pessoas de todos os tipos: rico, pobre, famoso, anônimo. Os leitores também me mandam sugestões e, se eu acho engraçado, publico", conta.

Ela já foi muito xingada por causa de seus comentários bem-humorados, já sofreu ameaças de processo e até de agressões físicas, mas garante que não se intimida: "Eu não tenho medo porque não ataco a moral de ninguém, não ofendo, uso a ironia. Parto do princípio de que a pessoa que colocou no Orkut, quer se expor".

Foto: photocase.de
A advogada Juliana Abrusio, especialista em direito eletrônico explica que essa justificativa não procede: "A foto foi publicada com uma finalidade, não é porque está disponível na internet que seu uso é autorizado. Você consegue copiá-la facilmente com um Ctrl+C, mas está fazendo uso indevido da imagem e violando os direitos autorais".

Uso indevido da imagem e violação dos direitos autorais são só as primeiras infrações cometidas por quem gosta de tirar sarro dos outros. A pessoa que se considerar lesada, pode pedir uma indenização por danos morais. Não há valor fixo nem médio, quem decide é o juiz por critérios subjetivos.

Já os crimes contra a honra, que consistem em ofender alguém por sua raça, cor, etnia, religião ou condição, são punidos com detenção de um a seis meses, no caso de injúria e de três meses a um ano, no caso de difamação. "Nessas situações, a primeira providência é preservar a prova, porque o conteúdo que está online hoje, pode não estar amanhã. A segunda medida é identificar o autor do crime com a quebra de sigilo do ID", explica a advogada.

Ao contrário do que muita gente pense, o ambiente virtual não é terra sem lei. As penas por esses crimes aumentam em um terço já que a internet facilita a divulgação. Por isso, pense duas vezes antes de falar mal da nova namorada do seu ex na rede. "Ignorância da lei não é desculpa", alerta a Dra. Juliana.

Serviço:
Dra. Juliana Abrusio
www.opiceblum.com.br

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte