Guia da Semana

Plástica na infância

A plástica de orelhas pode ajudar a auto-estima das crinaças


A cirurgia plástica não é aplicada apenas para pequenas vaidades. Uma cirurgia pode ajudar a auto-estima da pessoa, livrando-a de pequenos "defeitos" que a impedem de ter uma vida social plena e saudável. Esse é o caso da Plástica de Orelha, que pode ajudar crianças e adultos.

Geralmente as crianças costumam sofrer mais com as "orelhas em abano", pois os coleguinhas de escola colocam apelidos, que podem comprometer até mesmo o seu desenvolvimento psicológico. A cirurgia só deve ser feita se realmente a situação incomodá-la, sendo indicada a partir dos 7 ou 8 anos, quando a orelha já está completamente formada.

"É um procedimento relativamente simples. Um adulto geralmente não precisa ficar internado após a cirurgia, podendo voltar para casa no mesmo dia. Já uma criança pode ficar internada por cerca de 12 horas, dependendo da sua recuperação", explica o Dr. Charles Yamaguchi, cirurgião plástico e presidente da Sociedade Brasileira de Laser.

Após a operação, os cuidados são fáceis e devem ser tomados para que a orelha não retorne ao estado original. Por ser uma cartilagem, a orelha tem a tendência de retornar ao formato que tinha antes. Por isso, logo após a cirurgia é feito um curativo que envolve toda a região. E depois, por aproximadamente 4 semanas, o paciente deve usar uma faixa protetora para manter as orelhas no lugar.

Como toda cirurgia, há um risco mínimo de não haver sucesso. Para aumentar as chances de obter um resultado otimizado, é importante escolher um profissional qualificado e seguir as orientações, principalmente no pós-operatório.

Quanto aos adultos, também vale a orientação de fazer a cirurgia se realmente estiver afetando a vida social ou pessoal. "Há pessoas com essa característica que conseguem conviver com isso perfeitamente. Nesses casos, não há necessidade de se submeter ao procedimento, já que a pessoa está feliz consigo mesma", comenta Dr. Charles Yamaguchi.

Vale a pena lembrar mais uma vez: a cirurgia plástica não é um método milagroso que vai transformar a vida. Antes de se submeter a uma cirurgia, procure resolver o problema interno, pois geralmente o lado psicológico afeta e muito as atitudes.

Charles Yamaguchi é médico cirúrgico, formado pela Faculdade de Medicina da USP - São Paulo em 1983. Exerce atividades profissionais em sua clínica desde 1990, da qual é diretor responsável. É também presidente e fundador da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia - SBLMC. Atualmente procura implantar no Brasil um novo conceito de trabalho e atuação na área médica, propõe um serviço integrado nas diversas especialidades estéticas, principalmente na área de Cirurgia Plástica, Medicina Estética e Laser.

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte