Guia da Semana

Plugado na alma

Passar muito tempo no ciberespaço pode causar problemas ao usuário


Uma infinidade de opções de divertimento e informações do mundo dispostos ao alcance de um click em sua casa. A internet proporciona muitas possibilidades e facilidades para satisfazer os milhões de adeptos espalhados pelo planeta, porém muitos casos sérios de saúde, tanto físicos quanto psicológicos, estão relacionados ao uso exagerado. Pesquisas recentes mostram que a dependência tecnológica atinge muitos internautas, que desconhecem sobre os danos e são afetados diariamente pelo novo vício da modernidade.

Irritabilidade, depressão ou o uso da mentira sobre a quantidade de horas utilizadas na rede são indicadores de graves problemas. Os principais sintomas geralmente estão relacionados às comodidades presentes no ambiente virtual, obsessão por chats ou e-mails, jogos on-line e sites de conteúdo específico, com apelo sexual ou de relacionamento, podem ocasionar outros tipos de distúrbios. A procura exagerada também possui relação aos aspectos de vida do indivíduo, como baixa auto-estima, solidão ou fobias sociais.

Preocupados com a situação e pela falta de informação da sociedade, o Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas desenvolveu um programa para acompanhar o paciente, ajudá-lo a superar os problemas e alcançar o controle. O organizador, Cristiano Nabuco, afirma que percebeu está carência quando passou a analisar as freqüentes reclamações da maioria dos pacientes. No momento, os voluntários entre 12 a 17 anos estão sendo selecionados para a formação dos primeiros grupos a receber o tratamento médico e psicoterapêutico de 18 semanas.

Equipe Instituto de Psiquiatria do HC:
Cristiano Nabuco de Abreu, Dora Sampaio
Góes, Aderbal Vieira, Flávia Chwartzmann,
Sylvia VanEnck e Nyara Didone.
"Quando o usuário chega ao ambulatório através de algum responsável, geralmente ele precisará de mais atenção, pois pode estar sofrendo de um nível mais avançado do distúrbio. Quando ele procura ajuda por conta própria, os sintomas ainda não representam um quadro tão grave", afirma o profissional, informando sobre os procedimentos adotados. "As pessoas convocadas participarão de discussões e acompanhamentos psíquicos semanalmente, para ensinar-lhes como identificar os mecanismos que o levarão aquela situação e como reverter todo o processo".
Fora de controle

D.F* mudou completamente a rotina na qual estava habituado quando adquiriu um computador há alguns anos. A rotina profissional e escolar foi completamente deixada de lado para que o jovem, de 21 anos, pudesse passar mais tempo em casa em frente ao aparelho. Longas conversas com diferentes pessoas e em chats chegavam ao fim apenas quando o rapaz necessitava dormir ou comer, este último, às vezes realizado sobre o teclado. Em meio a garfadas e movimentos ágeis de digitação, ele não percebia estar perdendo parte de sua vida social.

Em uma viagem, resolveu visitar um velho amigo que há tempos não mantinha contato. Após alguns minutos perdidos em assuntos saudosistas, o adolescente não hesitou em abrir seu notebook em plena sala de estar do companheiro para acessar os programas de relacionamento. Indagado sobre a evidente dependência, ele apenas nega o fato e afirma usufruir da rede como uma pessoa normal. Para o psicólogo, o primeiro passo é o conhecimento e aceitação para facilitar os procedimentos realizados para a melhora a situação do paciente.

Uma pesquisa realizada pela F-Secure, empresa finlandesa atuante do setor de soluções de segurança para usuários dispositivos móveis, operadoras e provedores de serviços, afirma que 94,5% dos 1169 entrevistados confessam o sentimento de insegurança em relação ao filhos com a internet. Usuários da Inglaterra, Canadá, Estados Unidos, França e Alemanha revelaram o medo da exposição demasiada de seus filhos e a facilidade do com que eles acessam sites de conteúdo adulto.

* Preservação do nome da fonte

Colaboração:

Doutor Cristiano Nabuco de Abreu - Psicólogo e Coordenador
www.dependenciadeinternet.com.br

www.f-secure.com.br

Descubra se você é dependente da internet:
Faça o teste aqui!

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte