Guia da Semana

Pode começar em casa

Hábitos ecológicos começam com os exemplos dos pais

Foto: Getty Images

Já ouviu aquele ditado: "Colhemos o que plantamos"? A população mundial está literalmente vivendo esta máxima popular e a colheita do Aquecimento Global tem sido preocupante.

O derretimento das calotas polares, a devastação das florestas e a poluição do ar são temas muito discutidos entre os adultos. Mas a verdade é que as grandes mudanças positivas e/ou negativas serão percebidas com mais intensidade por aqueles que hoje são apenas crianças.

São elas que viverão um futuro melhor se forem conscientizadas desde já sobre o que está acontecendo. Neste caso, uma atitude pode valer mais do que mil palavras. As ações dos pais são o referencial de tudo na vida de uma criança. Enquanto não desenvolvem uma consciência realmente crítica, elas copiarão os costumes e exemplos dos adultos, e isso vale para os ensinamentos sobre sustentabilidade.

O simples ato de jogar um papel de bala no lixo pode parecer banal, mas mostrará ao pequeno cidadão que está descobrindo o mundo algo muito importante: lugar de lixo é dentro da lixeira! Se a criança vir os pais jogarem lixo na rua, provavelmente repetirão o ato sem nenhum pudor e com a consciência tranquila.

Outro costume que pode ser incentivado é não desperdiçar alimentos. Os pais colocam muita comida no prato das crianças, preocupados com a saúde dos filhos. É importante que elas tenham uma alimentação adequada, mas também é essencial que aprendam a comer até saciarem a fome, sem ter que jogar nada fora.

Algo que facilita bastante a compreensão do pequeno sobre a importância de preservação é a proximidade com a natureza. Durante uma ida a um parque, por exemplo, é possível explicar que o papel é feito do tronco das árvores e que, se for desperdiçado, as florestas serão destruídas. Dessa forma, ele poderá entender quando você alertá-la sobre colorir uma folha dos dois lados antes de descartá-la.

Outra questão importante é conversar sobre esses hábitos com os ajudantes domésticos e com a babá. Eles devem saber como a família separa o lixo reciclado e como o mesmo é recolhido no bairro, ser instruídos sobre a quantidade de comida que deve ser feita para que não haja desperdício, entender como reutilizar a água, etc.

A rotina se torna mais leve quando você cumpre seu papel de pai, educador e cidadão, agindo de maneira mais adequada às necessidades atuais de preservação. Lares que possuem hábitos ecológicos oferecem à sociedade crianças conscientes e futuros adultos melhores.

Até a próxima!

Leia  as colunas anteriores de Antoniele Fagundes:

Aproveite o momento

O passarinho...morreu!

Vem brincar comigo

Quem é a colunista: Filósofa e educadora. Criadora da empresa Babá Ideal.

O que faz: Orientação familiar e cursos personalizados para babás

Pecado Gastronômico: Panetone.

Melhor lugar do mundo: Qualquer um, ao lado da minha família!

Fale com ela: antoniele @babaideal.com.br ou acesse seu site

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte