Guia da Semana

Profissão: Babá

Escolher quem vai cuidar de seus filhos é uma tarefa complicada que exige muita atenção

Foto:Getty Imagens


Antigamente, a esposa ficava em casa e cuidava de seus filhos enquanto o marido saía para trabalhar. Apenas o homem sustentava a casa e a mulher se dividia entre as funções de babá e empregada doméstica. Agora a família não tem mais a mesma estrutura, a mãe trabalha fora e divide com o marido os custos de ter uma família, isto quando não é a mulher que sustenta sozinha a casa. Em 2005, um estudo do IBGE constatou que cerca de 30% das famílias brasileiras são chefiadas por mulheres.

Diante deste quadro, dar atenção em tempo integral aos filhos é quase impossível, para ajudar os pais na tarefa de cuidar e estimular a criança surge a figura da babá. É isto que explica Fernanda Roche, coordenadora da rede Criança em Foco, "a função da babá não é ser uma substituta para a mãe, mas complementar e ampliar o papel que, nos primeiros anos da criança, só os pais desempenham".

Quem é?

Contratar uma profissional para entrar na casa e no cotidiano da família requer muito cuidado. Segundo pesquisa feita pela Rede Kanguruh - agência especializada em contratação de babás - 15 % das candidatas tinham antecedentes criminais e 28% apresentaram referências falsas em seus currículos, colocaram telefones de amigos e parentes como se fossem antigos patrões, por exemplo.

Agências de recrutamento costumam fazer triagem e levar em conta a ficha policial dos candidatos, mas este documento não é muito confiável, pois, segundo Ângela Clara Corrêa, diretora e psicóloga da UNIRE, atestados de antecedentes podem ser comprados ilegalmente na rua e, como se isto não bastasse, quando a funcionária comete algum ato criminoso, a maioria dos patrões não registra queixa por ter medo de futuras represálias.

Além do histórico da pessoa, vivência e trato com crianças são necessários. Para evitar futuros problemas, uma boa seleção pode garantir saúde física e emocional do pequeno. Ângela lida com capacitação e recrutamento de funcionários há 15 anos e dá uma dica para os pais, são quatro perguntas-chave que podem revelar detalhes sobre a profissional a ser contratada. Estas questões simples indicam como a candidata reagiria em caso de emergência, se ela tem noções de primeiros socorros e como é seu relacionamento com crianças:

Qual a temperatura normal de uma criança?
Você sabe trocar fraldas? Fale como faz.
Que brincadeiras você faria com uma criança de 3-4 anos (ou da idade de seu filho)? ?
Se a criança cair, qual sua atitude?


Para exercer a função de babás não há exigências legais, mas Fernanda Roche trabalha com o ensino destas profissionais há mais de dez anos e ressalta alguns pontos que os pais devem observar na hora de selecionar uma candidata, "As principais características de uma babá devem ser: saúde, capacidade afetiva, sinceridade, paciência, responsabilidade, higiene, disposição física e emocional, iniciativa, organização e fundamentalmente bom-humor",na opinião da especialista, vontade de aprender e empatia contam mais do que a experiência profissional.

Profissionalização

Não há exigência de formação mínima para exercer esta função. A babá é uma Empregada Doméstica que é regida pela Lei 5.859 de 11/12/1972, e esta que regulamenta a profissã. Ângela ressalta, "Babá não tem jornada de trabalho definida por lei , pertence a uma classe que não é unida, os políticos não se importam". Atualmente, as babás são registradas como empregadas domésticas, assim como todos que prestam serviços contínuos dentro de uma casa, não existe legislação específica.

Apesar de não existirem pré-requisitos para que uma pessoa possa cuidar de crianças, a formação básica é um diferencial. Além de ser alfabetizada, ela deve ter noções de nutrição, enfermagem e psicologia, deste modo pode se integrar ao convívio familiar e zelar pelo bem estar do pequeno.

Contrato de trabalho

Ao contratar um funcionário, o empregador precisa fazer o registro na carteira de trabalho e ambos devem contribuir igualmente para a Previdência Social e este cálculo é feito tomando certa porcentagem do salário da babá. A base é um salário mínimo, instituído em R$ 415,00 por medida nacional, porém, no estado do Rio de Janeiro o piso salarial é um pouco mais alto, R$ 470,34.

Mas, uma boa babá com experiência e formação ganha mais, pelo mercado da cidade de São Paulo, o salário para uma profissional que passa o dia com a criança pode variar de R$ 600 a R$ 1000, se a contratada para dormir na casa da família, ganha entre R$ 1000 e R$1500.

Fontes:

Ângela Clara Corrêa
Psicóloga
Diretora da UNIRE - Desenvolvimento Humano
www.uniredh.com.br
Telefones: (11)5575-6300 / (32)3216-2738


Fernanda Roche Psicóloga
Coordenadora Geral do Espaço de Desenvolvimento Criança em Foco
Mestranda do Tavistock Centre, Londres, Reino Unido.
www.criancaemfoco.com.br
Telefones: (41) 3232.4837 / 9973.0399


KANGURUH
Centro de capacitação e seleção de babás
www.kanguruh.com.br

Rio de Janeiro (sede)
Fones: (21) 2494-6199, 2132-8555 / 2132-8855 / 3017-7505
Rádio: ID 8* 39205
E-mail: contato@kanguruh.com.br
MSN : msn@kanguruh.com.br


São Paulo
Telefones: (11) 5093-9088 e (11) 5093-9428
Celular 24 horas: (11) 8148- 6544
E-mail: contato.sp@kanguruh.com.br

Atualizado em 1 Dez 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte