Guia da Semana

Profissão blogueira

Elas deixaram o papel e a caneta para relatar seu cotidiano no mundo digital: conheça as mães que trocam suas experiências nas páginas da web

Foto: Getty Images


Mudanças no corpo, descobertas, enjoos, noites mal dormidas e ansiedade. A gestação carrega consigo muitos questionamentos que nem sempre são encontrados nas bulas de remédios ou mesmo em consultas médicas. Nessa hora a mulher respira 24 horas a vida que esta por vir, buscando nas amigas mais experientes as dúvidas corriqueiras.

Para responder a essas e outras questões, muitas futuras mamães resolvem aderir a web 2.0, relatando em páginas pessoais suas experiências. Além de compartilhar medos, elas usam essa ferramenta para formar canais de troca de informações sobre a maternidade, além de dividir esse momento especial com os amigos mais distantes.

Onde tudo começou

A chegada da maternidade para Janine Lummertz gerou muito medo, angústia e uma série de questionamentos das quais não conseguia compartilhar com outras pessoas. A necessidade de mãe foi além. "Eu queria que minha filha fosse capaz de saber como a maternidade me transformou, como me sentia e ter um registro das coisas importantes que nós passamos juntas, mas que por uma questão de tempo, acabam-se apagando da memória".

Foto: Janine Lummertz


Através do blog, Janine pode conferir que, tirando uma coisinha aqui outra ali, mãe é tudo igual. As principais dúvidas podem se resumir na frase 'Isso é normal?', já que a maioria acha estranho fatos corriqueiros. A sua dúvida mais recente foi a de viajar de avião com o bebê. "Seria a primeira vez dela no avião e, após ler várias postagens, peguei dicas, como a de sentar na poltrona do corredor, dar mamadeira ou suco tanto na decolagem quanto na aterrissagem para diminuir o desconforto causado pela diferença de pressão, entre outras coisas", aponta.

Prazer triplicado

Mesmo com uma gestação desejada e bem planejada, Carol Villar se surpreendeu ao saber que em sua barriga três vidas estavam sendo geradas. Foi depois de um sangramento na sexta semana e com uma gravidez de risco que ela teve que se resguardar em casa. "Como amigos e familiares queriam saber das novidades, a melhor forma que encontrei para dividir esses momentos foi através de um blog, onde todos poderiam acompanhar o desenvolvimento dos bebês, além de dividir minhas inseguranças, alegrias, tristezas e expectativas". O diário on line contribuiu para Carol se distrair enquanto ficava na cama de repouso.

Além de ajudá-la na contratação de babás e como dividir o tempo com os novos integrantes na casa, ela tirou muitas dúvidas de grávidas. "Ainda quero fazer um post sobre as sequelas de uma gravidez trigemelar, já que ninguém faz isso. Vai de queda de cabelo, passa por hérnia umbilical, abdomem rompido, e outras coisas". Um dos relatos mais visitados da mãe blogueira é o com fotos da barriga dois meses depois do parto, tirando o medo das marinheiras de primeira viagem com a gestação múltipla.

Adversidades


Foto: Ana Letícia Castro

A pedagoga Ana Letícia Castro decidiu criar um diário virtual após uma grave depressão pós-parto. "Queria dividir com outras mães que poderiam estar passando pelo mesmo problema que eu". Como sentiu a internet muito carente em relação ao assunto, entrou nesse universo. "Tenho me sentido mais útil, mais forte e mais segura como mãe porque com o blog você nunca está sozinho!".

Para ela o assunto que teve maior repercussão foi esse problema, deixando as pessoas  impressionadas e estimuladas a se tratar quando viram o sucesso da sua recuperação. "Uma das minhas dúvidas solucionadas foi em relação a troca da dentição. Agora, por exemplo, estou buscando ajuda na retirada da mamadeira. Me ajudem!", pede.

Para todos os sexos

E para quem pensa que só mulher é interessada nesses assuntos, está enganado. Muitos pais também se aventuram na área para transmitir suas impressões desse momento sublime. "Longe de ser apenas um 'diário de bordo' sobre as travessuras de nossos pequenos, os blogs contribuem para aumentar as discussões sobre os valores das famílias, das mulheres, dos homens - porque tem muito pai blogueiro - e seu comprometimento com a criação dos filhos", revela Janine Lummertz.

Acesse os blogs:

 

Carol Villar: Blog das Trigêmeas

 

Janine Lummertz: Minha pequena Ísis  

 

Ana Letícia Castro: Dilemas de uma mãe sem manual

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte