Guia da Semana

Puxando ferro

Há controvérsias quanto à idade mínima para a prática da musculação, mas o que os teens querem mesmo é ter um corpo sarado

Por Larissa Coldibeli


Atividade física é essencial para quem busca qualidade de vida. Mas quem disse que é isso que os adolescentes querem? Queridinha dessa turma, a musculação deixa o corpo definido, dá força e resistência muscular, funcionando como complemento de treino para quem pratica outros esportes. Com a chegada do verão, as academias ficam lotadas e, ansiosos, eles abusam da atividade na esperança de acelerar os resultados.

Com o corpo ainda em desenvolvimento, o excesso de carga ou freqüência exagerada nos exercícios pode prejudicar o crescimento, comprometendo músculos, ossos e tendões. Para evitar lesões, o acompanhamento de um profissional é essencial. Dr. Fábio Angelini, ortopedista do Palmeiras, médico do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP e professor da pós-gradução da Unicid afirma que a musculação é um esporte seguro: "Quando bem orientada, é difícil a musculação causar lesões, ao contrário de um esporte de impacto, como o futebol, por exemplo". Não existe um consenso para estabelecer a idade mínima para a prática da musculação. Na academia Bio Ritmo, a idade mínima é 12 anos.

Além dos cuidados na hora de executar o exercício, como a postura correta e a carga adequada, outros procedimentos devem ser seguidos antes e depois para que a atividade não seja prejudicial. O ortopedista alerta que o aquecimento e um alongamento caprichado são imprescindíveis. Toda academia ou clube que se preze, deve realizar uma avaliação física do aluno ou ao menos exigir o documento emitido por um médico. Igor Yole, coordenador dos professores de musculação da Bio Ritmo, chama a atenção para o acompanhamento: "Além da avaliação física, nós damos um atendimento especial para saber quais são as necessidades do aluno, elaboramos um treinamento, oferecemos orientação alimentar, avaliamos as medidas. O acompanhamento é constante, principalmente nos primeiros 45 dias". A avaliação é individualizada e deve ser repetida periodicamente, para acompanhar a evolução ou, eventualmente, detectar algum problema.

Às vezes, só puxar ferro não é suficiente para atingir o físico sonhado. Mais uma vez, a pressa leva a atitudes inconseqüentes. Anabolizantes e suplementos surgem como alternativa mágica para quem não tem paciência de esperar os resultados da malhação ou para quem não está disposto a mudar os hábitos alimentares. Os anabolizantes são medicamentos a base de hormônios com características anabólicas (de crescimento) e androgênicas (masculinizantes). São usados no tratamento de câncer, anemia e reposição hormonal. O uso indiscriminado nas academias, sem recomendação e acompanhamento médicos, causa efeitos colaterais gravíssimos. Os órgãos mais agredidos são o fígado e os rins, casos de hipertensão e impotência sexual também não são raros.

Vitor: bombado

Os esteróides são vendidos apenas com prescrição médica, o que faz crescer o mercado negro. Já os suplementos, que não possuem efeitos tão rápidos e não são tão agressivos, são vendidos nas próprias academias. Vitor Daloia, 18 anos, já sofreu as conseqüências. Teve problemas no estômago e nos rins por causa de um famoso concentrado de proteínas, o Animal Pack. Com dois meses de uso sem indicação médica, ele já sofria com as dores: "Não adianta ir pelo o que os amigos falam, o resultado varia de organismo para organismo". Ele também já fez aplicações de enzima.

Igor Yole diz que o movimento contra os anabolizantes é muito grande: "Os professores de educação física tentam conscientizar os alunos dos riscos que eles correm ao tomar essas substâncias. O que nós indicamos é o suplemento alimentar quando eles não têm uma alimentação adequada". Assim como qualquer outra atividade física, a musculação é um hábito saudável, desde que realizada com orientação e respeitando os limites do próprio corpo.

Serviço:

Dr. Fábio Angelini
Rua Capote Valente, 439 - conj. 125
Telefone: 3167-2210

Academia Bio Ritmo
Shopping Pátio Higienópolis - Avenida Higienópolis, 618
Telefone: 3667-7888

Fotos: stock.Xchng

Atualizado em 1 Dez 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte