Guia da Semana

Sem medo das mudanças

Na adolescência, o corpo é o primeiro e dar sinas de que algo está diferente. Passe por esse processo sem aborrecimentos.

Foto: Getty Images

Ainda sobre esse desenvolvimento sexual, conforme conversamos em setembro, tabelas e gráficos podem ajudar a entender melhor o que acontece.

 O pediatra inglês James Mourilyan Tanner ficou conhecido pela classificação dos estádios de Tanner (1962), escalas para determinação das fases do desenvolvimento sexual na infância e puberdade.

Inicialmente, ocorre o estirão da puberdade e, na sequência, a telarca, a pubarca e a menarca. Esse é o padrão do desenvolvimento fisiológico da puberdade.

Para essa avaliação, Tanner utilizou uma graduação baseada em três ítens: Pêlos pubianos (P), Mamas (M) e Genitais masculinos (G).

Ele subdividiu cada um desses ítens em cinco fases. Assim, o estágio um indica o estado pré-puberal do desenvolvimento (P1 ou M1 ou G1), o estágio dois indica o desenvolvimento inicial da cada característica, os estágios três e quatro indicam a maturação continuada de cada característica, que é bem mais difícil de se avaliar, e o estágio cinco (P5 ou M5 ou G5) indica o estado adulto ou maduro.

Assim, de 6 a 12 meses antes da puberdade, acontece uma fase de repleção (engorda) e o estirão da puberdade acontece em fase variável, com duração média de 24 meses.

Menina: o estirão (M2-M3) e a menarca ocorrem aproximadamente dois anos após a telarca (surgimento do broto mamário), que habitualmente aparece entre 8 e 13 anos de idade. Na desaceleração do estirão ocorre a menarca (geralmente no estágio puberal M4 de Tanner). Podem ganhar em média 9,5 cm/ano no estirão (aproximadamente 15 a 20 cm).

Menino: o estirão de crescimento (G3-G4) é variável podendo ocorrer por volta dos 14 aos 17 anos, após desencadear a maturação sexual (estágio puberal G3 de Tanner). Começa mais tardiamente do que no sexo feminino, numa magnitude maior e termina após. Podem crescer em média 10,5 cm/ano no estirão (aproximadamente 20 a 25 cm).

Hoje em dia, esses critérios foram reavaliados por se notar um desenvolvimento de caracteres sexuais mais precoces, com as meninas, por exemplo, podendo apresentar sua menarca (primeira menstruação) aos 9 ou 10 anos de idade, sem que isso represente um problema clínico.

Já se localizaram? Se algo não estiver de acordo com essas orientações, não se assustem. Conversem com seus pais. Procurem sempre um médico para esclarecimento.

Quem é o colunista: Dr. Yechiel Moises Chencinski

O que faz: Médico pediatra e homeopata

Pecado gastronômico: Brownie da padaria Bella Paulista quente com sorvete de creme

Melhor lugar de São Paulo: Qualquer lugar num feriado prolongado (Avenida Paulista, por exemplo)

Fale com o colunista: fale_comigo@doutormoises.com.br ou acesse seu site .

Atualizado em 26 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte