Guia da Semana

Separados pela distância?

A dificuldade de manter o namoro à distância é evidente, mas apesar de todos os empecilhos existem muitas vantagens na situação


Para o casal apaixonado, alguns minutos separados podem parecer horas, caracterizadas sempre pelo sentimento de angústia de estar distante da pessoa amada. Muitos casais precisam trabalhar ou estudar em diferentes cidades e passam dias, semanas e até meses longe de casa. Todos conhecem sobre as dificuldades de se manter um relacionamento deste tipo, a forte saudade e a tristeza proporcionada pela solidão, mas, permanecer certo período afastado possui múltiplas conveniências.

A liberdade oferecida por este tipo de relação muitas vezes é favorável. A ausência da pessoa querida pode trazer mais tranqüilidade e concentração na conclusão de obrigações profissionais ou em tarefas relacionadas aos estudos. Outra questão está pautada em evitar o possível desgaste ocasionado por um contato freqüente que causa brigas desnecessárias. Desfrutar de um amplo círculo de amizades, de ambos os sexos e estilos, sem se preocupar em explicar sobre quem da galera é homossexual ou quem já está namorando para impedir a dor de cotovelo do companheiro(a) também é um dos benefícios.

Viviane Scarpelo
www.delphospsicologia.com.br
A psicóloga, hipnoterapeuta e especialista em psicoterapia de casal e família, Viviane Scarpelo, acrescenta, "A idéia que geralmente temos é que dois corações se unem e se tornam um. Acredito que esse pensamento é um problema, pois se os dois se tornaram um, alguém deixou de existir e conseqüentemente, não é possível haver uma relação com apenas uma pessoa, a não ser dela com ela mesma. A distância muitas vezes pode servir como um tempero para o relacionamento. Eles poderão viver com mais intensidade os momentos que estão juntos e compartilhar o que aprenderam quando estavam longe".

"Um pouco de saudade é bom, significa que o outro faz falta, que existem boas lembranças de ocasiões vividas em conjunto, assim como o ciúme, desde que não atrapalhe. O que acredito ser um ponto importante para manter um relacionamento sadio a dois é a comunicação. Quando se fala sobre o que se está sentindo, é possível encontrar saídas, soluções para o que incomoda", acrescenta a profissional, descrevendo alguns modos de aproveitar o tempo livre, "Cultivar amizades pode ser uma ótima maneira quando não se está com a pessoa amada. Fazer coisas que gosta é igualmente uma alternativa de valorizar os momentos que tem para você mesmo".

Alegria ou tristeza?

Mariana Hamaue e Daniel Lupo
Foto: arquivo pessoal
Determinada a seguir o sonho, Mariana Hamaue, de 22 anos, mudou-se de São Paulo para iniciar o Curso de Medicina Veterinária na Universidade Federal de Lavras, em Minas Gerais, e teve que deixar tanto os pais quanto o namorado na cidade natal para prosseguir com a carreira acadêmica, "As vantagens estão relacionadas a como podemos separar nossas vidas e nosso tempo aos estudos, amigos, familiares e ainda arrumar um espaço para ficarmos sozinhos, principalmente quando a TPM ataca, aí não queremos ver ninguém por perto. É possível nos dedicarmos a cada ocasião, principalmente namorar".

"O relacionamento a distância funciona quando se tem muita confiança de ambas as partes, isso é essencial. A freqüência com que nos vemos varia e depende de nossa disponibilidade frente as nossas obrigações, no meu caso a faculdade", diz a garota, explicando em seguida se o fato de estar longe os prejudicaram, "No meu caso apenas nos fortaleceu, pois vimos que mesmo separados nada mudou e se mudou foi para melhor, amadurecemos muito e começamos a dar valor a pequenos instantes, sem falar que como não nos vemos sempre, não damos abertura para brigas, que são vilãs para o desgaste".

Denise Sugimoto
Foto: arquivo pessoal
Para Denise Sugimoto, de 21 anos, o caso é muito mais complicado, pois não são apenas algumas centenas de quilômetros entre uma cidade e outra, são milhares. Entre a adolescente e o amado está o oceano Atlântico, "Nos preparamos antes dele viajar a trabalho para a Espanha, prevendo que seria uma difícil missão. Ele me liga todos os dias, em algumas ocasiões até quatro vezes, apesar do fuso horário. Também temos a webcam para amenizar a saudade dos sorrisos e das expressões. O reencontro ainda não aconteceu, provavelmente será uma vez ao ano".

"Como a comunicação é limitada, procuro me concentrar melhor no trabalho e nos estudos, fazendo disso uma distração para não pensar somente nele. Estou aproveitando para sair com amigos dos quais ele não gosta, assim evito discussões desnecessárias", conta Denise, que aproveita para analisar a questão fundamental para o bom andamento do relacionamento, "Depende bastante, se existir veracidade nos sentimentos de ambos tudo fica mais tranqüilo, caso contrário, sempre haverá tensão entre eles".

Colaboração:

Psicóloga e hipnoterapeuta Viviane Scarpelo
Consultório: Rua Frei Caneca, 1407 - conjunto 210
Cerqueira Cesar - São Paulo - SP
Telefone: (11) 3266-8676 / (11) 9839-3018
Site oficial: www.delphospsicologia.com.br

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte