Guia da Semana

Será que fiz certo?

Jogando com meu filho, é saudável deixá-lo ganhar?

Foto: Getty Images

Brincar e jogar com os filhos é sempre bom e gratificante!


São momentos gostosos de união, além de uma excelente oportunidade para desenvolver aspectos como atenção, raciocínio, linguagem, capacidade de processar e analisar informações e possibilidades, perseverança e muito mais.


Mas e quando a criança ainda não domina totalmente as "manhas" do jogo? É correto deixá-la ganhar para que não se frustre? Qual é o limite correto?


Bem, devemos analisar como essa experiência lúdica implica na vida real.


O bom senso é fundamental, afinal, se você jogar como se estivesse competindo com um adulto, não haverá um equilíbrio e a criança poderá sentir-se desmotivada.


Por outro lado, deixar que o filho ganhe sempre, pode gerar interpretações erradas, pois a criança deve ser preparada para as frustrações da vida.

A questão não é apenas emocional e ligada às frustrações: ganhar facilmente limita a capacidade de superar obstáculos. Afinal, diante de uma dificuldade, colocamos todos os nossos esforços como forma de encontrar uma solução, não é mesmo? Competitividade, quando em equilíbrio, será de grande valia para que o ser humano busque melhorar. Os desafios temperam a vida!


É uma forma lúdica de ensinar a criança a viver! Na vida, há vitórias, empates e derrotas. Há momentos em que ajudamos e momentos em que somos ajudados. E há, até, momentos em que a vida nos "deixa" ganhar.


Ao apresentar ao filho um mundo fácil e irreal, a frustração que tanto se deseja evitar será, apenas, adiada. E não se iludam: aprende-se a lidar com elas desde cedo. Achar que, sendo mais velha, a criança lidará melhor com a situação é um grande engano, porque serão ainda maiores!


A vida é cheia de desafios e os jogos nada mais são do que pequenos ensaios de muitos comportamentos que utilizaremos no decorrer da vida, como respeito ao próximo, paciência, aceitação a regras e limites, saber negociar, ganhar e perder.


Muito mais construtivo é, conforme as jogadas forem acontecendo, ensinar a criança o raciocínio utilizado e porque deu certo.  Instigue seu filho a pensar nas hipóteses, dê dicas, mostre o caminho e ele o encontrará. Você pode até deixá-lo ganhar "de vez em quando", mas nunca facilmente. Dê trabalho a ele! E não faça isso com frequência. Observar o comportamento da criança é essencial como forma de saber o momento certo de "ganhar ou perder" dela.


Outra tática é a criança ter um "parceiro" que conheça bem o jogo e a acompanhe nas jogadas, ensinando-a. Conforme ela aprender os passos importantes, esse parceiro vai cada vez se distanciando mais, dando asas à iniciativa do pequeno, até que ele chegue, enfim, ao nível esperado para poder competir.

Leias as colunas anteriores de Cláudia Razuk:

Esteja atento

Limitar ou Proibir

Não fala muito

Quem é a colunista: Cláudia Fernanda Venelli Razuk.

O que faz: Pedagoga e coordenadora do colégio Itatiaia.

Pecado gastronômico: Se é pecado, melhor não comer! Saborear o que eu gosto com prazer e sem culpa, é essencial.

Melhor lugar do Mundo: Minha casa, com meu marido e filhos e em qualquer lugar rodeada dos verdadeiros amigos.

Fale com ela: campobelo@colegioitatiaia.com.br  

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte