Guia da Semana

Sexualidade na infância

Como lidar com a fase em que as crianças pequenas mostram-se curiosas em relação à sexualidade e as diferenças entre os amiguinhos?



Antes de tudo, é importante uma auto avaliação sobre os seus sentimentos e conflitos e como encara o assunto: com naturalidade ou como tabu? Caso perceba ter dificuldade, buscar ajuda e orientação é a melhor solução, como forma de adquirir argumentos sensatos e tranquilos quando a criança buscar informações.

Entre três e quatro anos de idade começam as primeiras comparações. É a fase em que, livre da fralda e com uma percepção do corpo mais aguçada, a criança começa a notar diferenças entre ela e seus amiguinhos. Como esta é uma idade em que a criança tende a explorar tudo o que a deixa curiosa, não serão raras as vezes em que poderão acontecer cenas de masturbação ou jogos sexuais entre os pequenos.

Lidar de forma tranquila significa, acima de tudo, não mentir e nem se mostrar desconcertado. Usar uma linguagem clara e objetiva, respondendo exatamente ao que a criança perguntou, não sendo necessário estender demais a explicação. Muitas vezes, diante de uma resposta simples, porém clara, a criança se contenta e muda de assunto. E caso ainda haja dúvida, não se preocupe, a criança demonstrará e continuará com o interrogatório até que esteja satisfeita.

Caso se depare com cenas inusitadas, como atos de masturbação ou jogos sexuais em que os amiguinhos se tocam, é muito importante não demonstrar horror e evitar punições severas, o que pode ocasionar conflitos na vida sexual quando a criança tornar-se adulta.

Não ensinar que é algo errado ou sujo, mas sim, com naturalidade, desviar a atenção para outras atividades quando ocorrerem os tais jogos sexuais entre as crianças ou explicar, no momento em que a criança estiver masturbando-se que este é um momento íntimo que requer privacidade e que deve ser feito quando ela estiver sozinha. Simples assim.

A criança não faz associações eróticas às sensações e curiosidades relacionadas ao seu corpo. É apenas curiosidade pura, em uma fase em que saber como nascem os bebês ou como funciona o computador tem o mesmo peso para ela. Ela está, apenas, querendo aprender. É uma descoberta saudável e importante para o desenvolvimento da sexualidade adulta.

Quando se preocupar?

Embora esta fase seja natural, a atenção dos pais e educadores é essencial. Assim, é importante notar se há exagero, ou seja, se a criança está deixando de brincar para masturbar-se, ou se os jogos sexuais estão tomando proporções maiores do que o normal. Neste caso, talvez seja hora de investigar mais a fundo e até buscar ajuda de um especialista.

Outro ponto importante a ser observado é a diferença de idade entre as crianças: os jogos sexuais não devem acontecer entre crianças de idade muito diferentes, ou seja, caso você perceba que uma criança muito maior está participando da "brincadeira", é hora de intervir, conversando com a criança mais velha e, até mesmo com seus pais caso sinta necessidade.

Leia as colunas anteriores de Carla Razuk:

O momento tão esperado chegou

O Natal das nossas crianças

Como escolher o melhor?

Quem é a colunista: Cláudia Fernanda Venelli Razuk.

O que faz: Pedagoga e coordenadora do colégio Itatiaia.

Pecado gastronômico: Se é pecado, melhor não comer! Saborear o que eu gosto com prazer e sem culpa, é essencial.

Melhor lugar do Mundo: Minha casa, com meu marido e filhos e em qualquer lugar rodeada dos verdadeiros amigos.

Fale com ela:  campobelo@colegioitatiaia.com.br  

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte