Guia da Semana

Solidariedade voluntária

Gestos simples de pessoas comuns fazem a diferença para crianças que vivem em orfanatos

Fotos: Vinicius Aguiari


Apesar do tom otimista, existe sempre um ar de melancolia por trás das melodias de Natal; mais forte ainda para as crianças que não convivem com seus pais e terminam o ano tal como começaram, em abrigos e orfanatos.

Para estas crianças, simples manifestações de solidariedade podem significar quantidades enormes de alegria e satisfação.

Maria Lúcia Federighi, 63, é uma das pessoas que realizam esta tarefa. Psico-pedagoda aposentada, desenvolve atividades como voluntária há seis anos na ABCD - Associação Beneficente à Criança Desamparada - Nossa Casa. "Me aposentei trabalhando em escola particular e sempre achei que precisava abraçar alguma causa. No inicio, contava histórias, hoje faço acompanhamento e atendimento individual das crianças" relata Maria Lucia, que se dedica a casa três vezes por semana.

Para a pedagoga, o voluntariado é um trabalho gratificante, porém, não deve ser visto como um hobby. "Encaro como um compromisso, uma vez que estamos empenhados no projeto. A casa tem uma programação e as crianças contam com isto", relata a aposentada.

Colaboradores e o período de Natal



Ao todo, 20 crianças entre zero e 18 anos, vivem na ABCD Nosso Casa. Sem ajuda pública, a casa tem todo o seu orçamento custeado por empresas parceiras e pessoas físicas. Dividido em duas unidades no bairro paulista do Sumaré, um dos espaços é destinado a abrigo e o outro ao centro cultural e educacional.

Para a coordenadora da casa, Andréa Oliveira Macedo, 33, existe uma grande expectativa das crianças em relação ao Natal. Como acontece todos os anos, as crianças saem do lar e passam o dia na casa de colaboradores.

A coordenadora Andréa Macedo

"Eles ficam ansiosos para saberem para onde vão, com quem passarão o Natal". Porém, a liberação só é feita à pessoas já conhecidas, que desenvolvem um trabalho com as crianças durante todo o ano e com autorização judicial. Por lei, a guarda das crianças pertence à instituição.

Médicos, fonoaudiólogos e dentistas completam a lista de profissionais liberais que prestam serviços voluntários a casa, que já conta com uma psicóloga contratada. Além dos profissionais liberais, outros voluntários ajudam ainda nas atividades diárias e na organização de eventos.

Para Andréa, que trabalhava antes em um escritório de advocacia, a colaboração é sempre bem vinda, não importa sua forma. "As pessoas geralmente tem receio em doar dinheiro, o que é compreensível. Porém, aceitamos qualquer forma de contribuição. Sempre atualizamos nosso site dizendo do que temos necessidade, como produtos de limpeza, cestas básicas".

Caso você tenha interesse em contribuir com o ABCD Nosso Casa, se tornar um voluntário, ou presentear as crianças neste Natal, entre em contato com a Andréa no telefone (11) 3868 - 1610 As portas da ABCD Nossa Casa estão sempre abertas para a boa vontade.

?
Associação Beneficente à Criança Desamparada
Fone: (11) 3868 - 1610
www.abcdnossacasa.org.br

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte