Guia da Semana

Vergonha do seu filho?

Quando o filho tem uma atitude mal educada perante a sociedade, os pais pensam, "onde foi que erramos, quem ensinou isso pra ele?" Saiba como evitar o vexame fazendo uso das regras de etiqueta

Foto:Getty Images


Fazer estripulias, correr, se empanturrar de guloseimas são atitudes que fazem parte de ser criança. Mas, algumas regrinhas de comportamento podem ajudar os pequenos a se relacionarem com os outros. Dizer "palavrinhas mágicas", como por favor, Bom dia! e Muito obrigada!, melhoram a convivência entre as pessoas.

As crianças não precisam se comportar como robôs programados, porém, gentileza e educação são necessárias. Ser cordial é um modo de mostrar seu respeito pelo próximo, ser educado é também uma maneira de demonstrar civilidade. O resultado de criar filhos bem educados é perene, pois os pequenos incorporam isto à sua personalidade.

Antigamente, os costumes eram passados pelos pais e, na rotina diária, estes valores eram reforçados. Com o cotidiano corrido dos dias de hoje, os pais não têm mais tempo para ensinar e cobrar as crianças, além disso, querem que o pouco tempo que a família passa junta seja descontraído e divertido.

Percebendo esta lacuna, as escolas optaram por incluir bons modos na grade escolar. A professora Paula Stefanini, por exemplo, adotou o livro Modos e Maneiras, da Editora Evoluir, para abordar o tema com seus alunos em algumas aulas específicas da 4ª série. No colégio onde trabalha são propostas atividades que estimulam reflexão e interação dos pequenos. Assim, bons modos são ensinados como uma forma de ser uma pessoa melhor e demonstrar respeito ao próximo e a seu espaço.

Já no colégio onde Eliana Santos é diretora, o tema fica implícito nas aulas. Com os bem pequenos as "palavrinhas mágicas" são ensinadas para mostrar exageradamente a regra, assim, eles tomam as "regras do bem viver" como um hábito. A diretora percebeu também que muitas vezes os pais começam a se policiar para não quebrarem as regrinhas com as crianças, porém, não conseguem manter a cordialidade todo o tempo.

Apesar dos esforços dos professores, se não houver reforço em casa, os ensinamentos são esquecidos. Afinal, assistindo à maneira que seus pais se relacionam com os outros, a criança reproduz tal comportamento.

Até existem cursos de boas maneiras direcionados especialmente às crianças. Porém, é importante lembrar que, se não há regras no lar, algumas aulas não conseguirão domar a ferinha. É isto que explica a antropóloga e consultora de etiqueta Lígia Marques, "Muitos pais me procuram achando que fazemos milagres com crianças totalmente mal educadas e sem limites. Não é bem assim".

Tomando como exemplo situações cotidianas, Lígia ministra curso voltado para os pequenos. Os pais que procuram a ajuda da profissional querem, em sua maioria, um jeito de ensinar boas maneiras, mas sem precisar "pegar no pé".

Para facilitar a vida dos pais, o Guia da Semana conversou com a professora, consultou o livro Modos e Maneiras, "a bíblia da etiqueta infantil", e montou oito tópicos com situações complicadas. Veja!

Festinhas
Nas comemorações é importante participar das brincadeiras e cuidar para que ninguém se sinta isolado. Cada um tem sua vez nos brinquedos: respeite a vez dos outros saindo assim que seu tempo acabar. Caso seja o aniversariante, não se esqueça de agradecer o presente. E nada de correria, segura a fome e não avança na mesa de doces antes de cantarem os parabéns.

Escolinha
É importante prestar atenção às explicações e, caso houver dúvida, perguntar. Vale lembrar que sempre é bom levantar a mão e esperar a vez para falar com o professor sem interromper a aula.
Um péssimo costume é dar apelidos que o outro não gosta, como "branquelo", "quatro olhos", etc. A pessoa pode se sentir ofendida e ficar muito triste.

Jantares especiais e restaurantes
Não começar a comer antes de todos serem servidos.
Segurar direitinho nos talheres, do mesmo modo que segura a caneta. Se tiver dúvida, observe como os pais fazem.
Se não conseguir segurar o arroto, é importante pedir desculpas depois.

Com visitas
Quando os pais estão recebendo visitas, é importante cumprimentá-las e, se não as conhece, dizer o seu nome, sem ter vergonha disso. Depois, é hora de deixar os pais conversarem tranqüilamente.

Igrejas
Silêncio é muito importante. Nada de ficar fazendo brincadeiras ou dando risada da cerimônia, mesmo que ache o padre engraçado. Religião é coisa séria, cada uma tem suas tradições e rituais que precisam ser respeitados.

Cinemas
Filme é hora de silêncio, portanto, nada de conversa depois que o filme começar. Bagunça na sala como falar alto, atender celular, gritos são muito ruins e atrapalham quem quer assistir.

Lojas
Quando a criança faz birra, os pais não devem ceder. Antes de ir é preciso explicar que não adianta fazer manha e, se fizer, não vão conseguir o que querem. Se a criança já está fazendo a birra, o pai deve pegar a criança e levar para fora da loja, sem mais escândalos, mas com firmeza, mostrando autoridade.

Ao atender ao telefone
Para fazer ligações, a preferência é sempre de quem tem urgência. Passar horas batendo papo só se tiver autorização dos pais e ninguém precisar fazer uma chamada importante.
Ao receber um telefonema, o ideal é cumprimentar sempre com bom dia, boa tarde ou boa noite. E, se a ligação for para outra pessoa, não pode gritar, mas sim, ir chamar.
Se a pessoa não estiver, anotar o recado é sempre de muita ajuda.

Fonte:

Paula Stefanini
Professora - 4º ano do Ensino Fundamental
Colégio Pio XII -
Telefone: (11) 3759-5050

Eliana de Barros Santos
Diretora pedagógica
Colégio Global / Escola Globinho
Telefone: (11) 3673-3577

Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Dia das Crianças no Rio de Janeiro 2016

Confira as opções de diversão na Cidade Maravilhosa para a data

Mais de 15 passeios em SP para curtir com crianças neste fim de semana

Opções de teatro, musicais e passeios gratuitos para ir em família e se divertir junto com os pequenos!

Beatles para crianças: 4 motivos para assistir à série Beat Bugs com seu filho

Primeira temporada da série infantil já está em cartaz na Netflix

Raposo Shopping oferece oficina gratuita para crianças que gostam de cozinhar

Atividade ensina aos pequenos receitas do programa "Tem Criança na Cozinha", do canal Gloob

4 motivos para levar as crianças para assistir ao espetáculo "Galinha Pintadinha em ovo de novo"

Peça fica em cartaz até dia 28 de agosto, no Teatro Net

Rede de cinemas oferece ingressos gratuitos para pais acompanhados dos filhos

Pais que forem ao cinema com os filhos no Dia dos Pais não pagam o ingresso nos cinemas Playarte