Guia da Semana

Misturas Daqui - Rô Bjerk e Ricardo Fragoso

Projeto mistura dois talentos em única apresentação

Este evento terminou

Misturas Daqui - Rô Bjerk e Ricardo Fragoso

Data Sáb 01 Jan 2000
10 de dezembro de 2009.

Horário(s) Quinta, 20h.

Avenida Alberto Bins, 665, 90030-140

Telefone 3211-3000

A cantora Rô Bjerk e o violonista Ricardo Fragoso realizam apresentação única do espetáculo Misturas Daqui. No show, em que comemoram cinco anos de parceria, a dupla fará uma homenagem aos compositores Lupicínio Rodrigues, Gonzaguinha , Roberto e Erasmo Carlos, além de composições inéditas de autoria de Ricardo Fragoso, como Desde o Cais de uma Janela (em parceria com Martin Cesar), a grande vencedora do 12º Festival de Música de Porto Alegre; Tempo de Espera, que conquistou os prêmios de Melhor Intérprete e Melhor Instrumentista do 11º Festival de Música de Porto Alegre, além de Passatempo (Ricardo/Martin Cesar), entre outras e terá a participação especial de Zé Ramos (guitarra e violão de aço).      

O projeto Misturas Daqui é o resultado da parceria de cinco anos consolidada pela afinidade musical de Rô Bjerk e Ricardo Fragoso. Cada canção traz um pouco da identidade musical da dupla, num "caldo de cultura" que mistura ritmos em arranjos que expressam o sentimento dos músicos. No repertório, ícones da música brasileira são imortalizados neste projeto, cujo principal objetivo é associar novos talentos ao tom do Brasil.

Atuando juntos desde 2004, Rô Bjerk  e Ricardo Fragoso tem se apresentado em bares e espaços culturais de Porto Alegre e Interior do Estado. Já abriram shows de algumas personalidades importantes da MPB como Jardes Macalé e Vânia Bastos. Durante esse período, foi surgindo o repertório do projeto Misturas Daqui devido à importância que estes compositores têm nas suas vidas e da confluência de dois fatores principais: gosto e estilo musicais. As músicas foram escolhidas, trabalhadas e arranjadas pela dupla a partir do gosto pessoal e da forma como cada um vê e sente cada canção, oferecendo uma nova roupagem sem, contudo, descaracterizar a criação do autor.

Rô Bjerk  e Ricardo Fragoso tiveram vivências musicais diferenciadas, construídas durante suas trajetórias profissionais. Ao constituírem essa dupla, fundiram estilos, sentimentos e talentos para produzir um repertório seleto e com arranjos que misturam vários ritmos e estilos na medida certa.

Mais sobre a dupla

Rô Bjerk iniciou sua vivência musical em 1994, no Coral da Ufrgs. Atuou também no Coral do SESC de Porto Alegre durante quatro anos, compondo o naipe de sopranos. Nesse período apresentou-se em vários espaços culturais na capital e no interior, cantando músicas clássicas e MPB.  Atuou como cantora no Vocal Mandrialis por três anos, período em que estava em cartaz o espetáculo cênico Tangos, Boleros y Otras Cositas Más. Com o grupo, apresentou-se na Capital, em turnê pelo Interior do Estado e em Rivera, no Projeto Sonoras Energias, que contou com acompanhamento musical de Fernando do Ó, Felipe Azevedo e Mauro Filho.

Ricardo Fragoso atuou principalmente em bares e teatros de Porto Alegre, na Região Sul do RS e em Florianópolis. Integrou grupos, trios e duetos. Instrumental: Trio de Violões; Banda Tríade; Cia. Das Cordas. Vocal: Fruto do Mato; Banda Triagem; Trio Harmonia; Trio Bazar Café; Grupo Roda Viva; Banda Fora de Si. Por merio destas diferentes formações, transita por gêneros diversos: jazz, bossa nova, flamenco, funk, chorinho, samba, bolero, etc. Residiu e trabalhou em Paris de 1998 a 2003, onde integrou o grupo Luanova formado por músicos de diferentes horizontes culturais: franceses, italianos, africanos.

Em diferentes formações, duos ou individualmente apresentou-se em casas e salas de espetáculo parisienses como l´Opus Café, le MCM, l´Entrepôt, le Cabaret Sauvage, l´Oscar Café, Le petit journal Montparnasse e inúmeros bistrots, restaurantes ou em recepções privadas. Fora de Paris, o grupo Luanova apresentou-se no Club Med de Marrocos e Portugal, na Bretagne (Festival Jazz Errance, por exemplo), na ilha d´Yeu e no Sul da França, em cidades como Toulon e Marseille. Este período fora do Brasil foi também rico em termos de composições próprias, algumas das quais estão gravadas no CD Viagem do Som.

Ingressos duas horas antes na Bilheteria do teatro do Sesc:
R$ 15,00 Usuário
R$ 12,00 empresário
R$ 7,00 classe artística, estudantes e idosos
R$ 5,00 Comerciários e dependentes

Foto: Divulgação/ hagah.

Compartilhe

Mapa do local

Powered by ParkMe

Comentários

Explore ao redor

Vitraux Club

Vitraux Club

46m

Hotel Minuano Express

Hotel Minuano Express

162m

Bar do André

Bar do André

192m

Museu de História da Medicina do Rio Grande do Sul (MUHM)

Museu de História da Medicina do Rio Grande do Sul (MUHM)

205m

Museu da História da Medicina

Museu da História da Medicina

205m

Edifício Ely

Edifício Ely

233m

Notícias recomendadas

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA

6 motivos para visitar a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano em SP (e nem perceber que está na capital)

Local une arte, cultura, lazer, arquitetura e natureza, fazendo com que o visitante esqueça que está em SP

13 grafites em SP que todo mundo que ama arte deveria ver pessoalmente

Confira obras espalhadas pela cidade que merecem sua atenção

Na Semana da Criança, uma selfie vale um passaporte nos museus de SP; entenda

Para participar, é só postar foto com uma criança no Facebook com a hashtag #MuseusSP e apresentar na bilheteria da Pinacoteca, Casa das Rosas ou do Museu da Imigração

Unibes Cultural oferece programação especial e gratuita para o mês das crianças

Evento acontece até dia 31 de outubro e comemora o Mês das Crianças