Guia da Semana

O Nome Científico da Formiga

Dentro da programação do 4º Festival Palco Giratório Sesc/Poa, grupo pernambucano traz coreografia metalinguística

Este evento terminou

O Nome Científico da Formiga

Data Sex 22 Mai 2009
22 de maio de 2009.

Preço(s) R$ 10 .Classe artística (R$ 5), Comerciantes (R$ 7), Comerciários (R$ 5), Estudantes (R$ 5), Idosos (R$ 5)

Horário(s) Sexta, às 20h.

Avenida Alberto Bins, 665, 90030-140

Telefone 3211-3000

Pretende ser uma obra de metalinguagem, que expõe a sua pesquisa de movimentos e fala dela mesma e dos processos de pesquisa que adota. A obra discute e questiona o fazer artístico, fala de liberdade, brinca com a percepção do público. O objetivo é criar uma atmosfera misteriosa que, ao longo da obra, vai sendo revelada. É a quinta obra criada pela dupla, que iniciou a sua parceria em 2000, no universo das danças populares.

Desde então, Ângelo e Ana Catarina vêm desenvolvendo experimentações com modos de combinar os movimentos de diversas danças brasileiras, a técnica do balé clássico e a dança contemporânea. A pesquisa de linguagem para a criação coreográfica desta obra foi feita através de 1800 fotos dos processos de pesquisa da dupla que resultaram nas obras do seu repertório. São imagens de Somtir (2003), Outras Formas (2004), Como? (2005) e Clandestino (2006), que foram tratadas em um processo de colagem que reciclou os materiais originais destas coreografias.

Sobre a dupla

Ângelo Madureira , membro da família Madureira, tradicional família de artistas de Recife, Pernambuco, iniciou sua formação em dança aos três anos, na vivência do dia-a-dia com os artistas populares e com sua família. Durante 7 anos foi solista do Balé Popular do Recife, participando de turnês pelo Brasil, Estados Unidos, França, Holanda, Bélgica e Canadá, entre outros. Em 1995, assumiu a direção e a coreografia do Balé Popular do Recife. Em 1997, foi convidado a ingressar na Cia. Teatro XPTO, em São Paulo, onde participou como intérprete e coreógrafo de Buster, O Enigma do Minotauro, Coquetel Clown e Além do Abismo. Em 1998, ganhou a Bolsa de Pesquisa Rede Stagium, com a qual produziu seu primeiro solo, Delírio.

Ana Catarina Vieira iniciou seu percurso em dança aos oito anos de idade. Estudou o método Vaganova com Sacha Svetloff, responsável por sua formação artística, e dedicou-se também ao condicionamento físico e à ginástica olímpica. Andrei Koudelin e Boris Storojkov também foram seus professores. Formou-se em Danças Populares Brasileiras com Ângelo Madureira e em Danças dos Orixás com Armando Vallado. Em 1998, foi convidada a fazer parte da Cia Cisne Negro, onde permaneceu por cinco anos e atuou como solista, se apresentando nas principais cidades brasileiras e em países como a Argentina, Alemanha, Estados Unidos e Chile. Trabalhou com coreógrafos como Patrick Delcroix, Mark Baldwin, Itzik Galili, e Marc de Graef, dentre outros.

Sobre o evento

O Festival Palco Giratório Sesc/Poa em sua quarta edição leva aos palcos da capital gaúcha 44 espetáculos apresentados por 33 grupos de diferentes Estados. O diferencial deste ano é a diversidade de locais nos quais as peças serão apresentadas: teatros, parques, praças e espaços da periferia. Nomes como Sergio Britto e Luiz Carlos Vasconcelos são presenças de destaque no evento. Além disso, grupos renomados como o Teatro Sarcáustico (RS) e o Lume Teatro (SP) também fazem parte desta edição.

O festival tem um viés formativo e por isso conta com uma série de ações voltadas para o desenvolvimento da produção local e para o intercâmbio de experiências entre profissionais da área, críticos e público, como oficinas, palestras e workshops.

Ficha Técnica
Concepção: Ângelo Madureira e Ana Catarina Vieira
Coreografia: Ângelo Madureira e Ana Catarina Vieira
Direção: Fernando Faro
Elenco: Ana Catarina Vieira, Carolina Coelho , Ana Noronha e Ângelo Madureira
Duração: 60 minutos
Classificação: 14 anos

Compartilhe

Mapa do local

Powered by ParkMe

Comentários

Explore ao redor

Vitraux Club

Vitraux Club

46m

Hotel Minuano Express

Hotel Minuano Express

162m

Bar do André

Bar do André

192m

Museu de História da Medicina do Rio Grande do Sul (MUHM)

Museu de História da Medicina do Rio Grande do Sul (MUHM)

205m

Museu da História da Medicina

Museu da História da Medicina

205m

Edifício Ely

Edifício Ely

233m

Notícias recomendadas

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA

6 motivos para visitar a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano em SP (e nem perceber que está na capital)

Local une arte, cultura, lazer, arquitetura e natureza, fazendo com que o visitante esqueça que está em SP

13 grafites em SP que todo mundo que ama arte deveria ver pessoalmente

Confira obras espalhadas pela cidade que merecem sua atenção

Na Semana da Criança, uma selfie vale um passaporte nos museus de SP; entenda

Para participar, é só postar foto com uma criança no Facebook com a hashtag #MuseusSP e apresentar na bilheteria da Pinacoteca, Casa das Rosas ou do Museu da Imigração

Unibes Cultural oferece programação especial e gratuita para o mês das crianças

Evento acontece até dia 31 de outubro e comemora o Mês das Crianças