Guia da Semana

Parangolé/Bilu e Curisco - 4º Festival Palco Giratório Sesc/Poa

Peça faz parte de quarta edição de festival do Sesc

Este evento terminou

Parangolé/Bilu e Curisco - 4º Festival Palco Giratório Sesc/Poa

Data 19 Mai 2009-23 Mai 2009
23 de maio de 2009.

Preço(s) Grátis.

Horário(s) Sábado, 16h.

Peças de teatro: Infantil

Avenida Alberto Bins, 665, 90030-140

Telefone 3211-3000

Parangolé conta a história de dois palhaços, a apresentadora Olímpia e seu assistente, que percorrem o país de bicicleta vendendo um produto de limpeza e vivenciam problemas com o uso incorreto da energia. O objetivo do espetáculo é que, ludicamente, um dos palhaços (o assistente) simbolize o meio ambiente, que deve ser bem tratado e usado com bom senso. A palhaça Olímpia sente na própria pele as consequências de seu mau uso da energia. Entre as gags, serão inseridas dicas de segurança. A trilha sonora é composta especialmente para o espetáculo, dando a ele um caráter musical.
Em Bilu e Curisco, surge na lona o palhaço Bilu como adestrador de um inusitado animal: seu amigo e parceiro, o elefante Curisco. Bilu é o mais desajeito domador de bichos, socorrido a tempo pelas artimanhas de seu talentoso e "grande" astro de estimação. Curisco, apesar de nem sempre obediente, diverte a todos com suas proezas, dentre as quais, jogar futebol e encantar pela precisão dos passos de dança realizados.

Sobre o grupo

A Cia Armatrux, de Belo Horizonte se caracteriza pela pesquisa da linguagem circense, das formas animadas, da música, da dança, do teatro físico e do teatro de rua. O Armatrux realiza espetáculos para o público adulto e infantil, boa parte deles apresentada em espaços alternativos. O grupo foi fundado em Belo Horizonte, em 1991, pelos atores Paula Manata, Paulo Sérgio Cavalcanti, Ricardo Macedo, Inês Gastelois e pelo diretor e bonequeiro Paulinho Polika. Criou seu primeiro espetáculo no mesmo ano, Acorda Aderbal, que é apresentado em ruas e praças da cidade, com recursos simples e forte apelo circense.

O Armatrux apresenta algumas características comuns a outros grupos teatrais de sua geração na capital mineira: a união de artistas-criadores em um coletivo que lhes permite não apenas a sobrevivência financeira, mas também o aprofundamento técnico e artístico por meio do intercâmbio com outros artistas nacionais e estrangeiros; o entendimento da montagem de um espetáculo não somente como um lugar para a criação, mas também para a pesquisa e a formação; a escolha da rua e de espaços alternativos, contribuindo para a democratização do teatro e a conquista de público. O Armatrux realiza também curtas-metragens, vídeos educativos e oficinas para professores e artistas.

Sobre o evento

O Festival Palco Giratório Sesc/Poa em sua quarta edição leva aos palcos da capital gaúcha 44 espetáculos apresentados por 33 grupos de diferentes Estados. O diferencial deste ano é a diversidade de locais nos quais as peças serão apresentadas: teatros, parques, praças e espaços da periferia. Nomes como Sergio Britto e Luiz Carlos Vasconcelos são presenças de destaque no evento. Além disso, grupos renomados como o Teatro Sarcáustico (RS) e o Lume Teatro (SP) também fazem parte desta edição.

O festival tem um viés formativo e por isso conta com uma série de ações voltadas para o desenvolvimento da produção local e para o intercâmbio de experiências entre profissionais da área, críticos e público, como oficinas, palestras e workshops.

Foto: Bruno Magalhães / Divulgação

Compartilhe

Mapa do local

Powered by ParkMe

Comentários

Explore ao redor

Vitraux Club

Vitraux Club

46m

Hotel Minuano Express

Hotel Minuano Express

162m

Bar do André

Bar do André

192m

Museu de História da Medicina do Rio Grande do Sul (MUHM)

Museu de História da Medicina do Rio Grande do Sul (MUHM)

205m

Museu da História da Medicina

Museu da História da Medicina

205m

Edifício Ely

Edifício Ely

233m

Notícias recomendadas

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA

6 motivos para visitar a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano em SP (e nem perceber que está na capital)

Local une arte, cultura, lazer, arquitetura e natureza, fazendo com que o visitante esqueça que está em SP

13 grafites em SP que todo mundo que ama arte deveria ver pessoalmente

Confira obras espalhadas pela cidade que merecem sua atenção

Na Semana da Criança, uma selfie vale um passaporte nos museus de SP; entenda

Para participar, é só postar foto com uma criança no Facebook com a hashtag #MuseusSP e apresentar na bilheteria da Pinacoteca, Casa das Rosas ou do Museu da Imigração

Unibes Cultural oferece programação especial e gratuita para o mês das crianças

Evento acontece até dia 31 de outubro e comemora o Mês das Crianças