Bairro Praia Grande


  • Créditos:


  • Créditos:

Foi no século 18 que foi dado o pontapé inicial para tornar o bairro de Praia Grande um bom lugar para seus habitantes. Até então, quem passasse por lá veria apenas lama, pântano, mato e mangue. Além disso, era para lá que seguiam as águas da Rua do Giz e da Rua da Estrela, somadas às cacatas formadas por chuvas.

Com o tempo, o local passou a ganhar forma e hoje abriga a Feira de Praia Grande, que ainda possui as armas do Império do Brasil na sua entrada. Em torno do centro comercial nasceram imponentes sobrados, além de belas casas com fachadas em azulejos, fazendo do lugar uma pequena Lisboa para os imigrantes portugueses. Formam a Praia Grande ruas, becos, travessas e escadarias históricas, como a Rua do Trapiche, o Beco da Alfândega, Travessa Fluvial, Beco da Prensa, Beco Catarina Mina, Rua da Estrela, Praça do Comércio, Rua do Giz e a Rampa do Comércio.

Por fim, o bairro é cheio de centros culturais. O Museu de Artes Visuais traz exposições contemporâneas, enquanto a Casa do Maranhão preserva a memória folclórica do Estado. Já o Centro de Criatividade Odylo Costa tem biblioteca, exposições, espaço para dança, teatro e cinema. Há ainda a Morada das Artes (residência de artitas plásticos), a Rampa Campo Melo, a Casa da Tulhas (centro comercial), a Praça Nauro Machado, a Casa de Nhozinho e o Teatro João do Vale.

Foto: Fabricio Cunha

COMENTÁRIOS

Tom Farias

Eu nasci em São Luis. Eu amo esta cidade.É o meu lugar de origem.

01 de junho de 2012 às 18:41