Guia da Semana

Água

João Paulo Lorenzon encena peça dentro de três toneladas de água

Este evento terminou

Água

Data 27 Abr 2012-24 Jun 2012
27 de abril a 24 de junho de 2012.

Preço(s) R$ 40.

Horário(s) Sexta e sábado, 21h; domingo, 19h.

Peças de teatro: Monólogo

Rua Caminha de Amorim, 532, Oeste

Telefone (11) 8974-7869

Dentro de um cilindro de acrílico transparente mergulhado em três toneladas de água, João Paulo Lorenzon interpreta seu quarto monólogo, intitulado Água. Traçando uma linha tênue entre o fim de uma paixão e a sensação de afogamento, o espetáculo cumpre temporada no Espaço Parahaus.

O personagem interpreta 20 pequenas histórias - textos de autoria do próprio ator mesclados a fragmentos literários de Umberto Eco, Péter Esterházy, Vinícius de Moraes, Garcia Lorca, Paul Celan, Sándor Marai, William Blake, entre outros. Assim, desenvolve uma espécie de balé, coreografia com movimentos delicados e bruscos. 

>> Saiba quais são as peças que estreiam no teatro nesta semana
>> Veja o que é imperdível no teatro em SP
>> Confira outros musicais que vão agitam a cidade em 2012

Compartilhe

Comentários

Notícias recomendadas

Obras do MASP agora podem ser vistas em plataforma on-line gratuita

Museu integra a partir de hoje o acervo do Google Arts & Culture

Museu do Café, em Santos, inaugura exposição gratuita sobre propaganda da bebida

A partir de 28 de dezembro, os visitantes poderão conhecer as estratégias das marcas de café de 1900 a 1959

Especial férias: MASP abre ao público em todas as segundas-feiras de Janeiro

Programação de férias disponibiliza cinco dias a mais para visitar o Museu

5 motivos para assistir ao documentário "O começo da vida" na Netflix

O filme mostra a importância dos primeiros anos de vida sob a ótica dos quatro cantos do mundo

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA