Guia da Semana

Mostra Jacques Rivette no CCBB São Paulo

Diretor da Nouvelle Vague ganha retrospectiva com raridades e filmes inéditos

Este evento terminou

Mostra Jacques Rivette no CCBB São Paulo

Data 05 Jun 2013-21 Jun 2013
De 3 a 21 de julho de 2013

Preço(s) R$ 4 e R$ 2 (meia)

Horário(s) Conforme programação

(próximo às estações Sé e São Bento do Metrô)
Rua Álvares Penteado, 112, Centro 01012-000

Telefone (11) 3113-3651

De 3 a 21 de julho, o Centro Cultural Banco do Brasil apresenta uma retrospectiva do diretor francês Jacques Rivette, na mostra Jacques Rivette – Já Não Somos Inocentes. Além das exibições, serão realizadas palestras com os curadores Luiz Carlos Oliveira Jr. e Francis Vogner dos Reis, com distribuição de certificados.

+ Fique por dentro das principais mostras de São Paulo
+ Confira a programação da mostra Jacques Rivette no Rio de Janeiro
+ Assista à seleção de "road movies" no Cinusp
 

Jacques Rivette renovou o cinema europeu ao lado de Godard no início da Nouvelle Vague, explorando os limites e congruências entre teatro, cinema e vida real. O filme que abre a mostra, Paris Nos Pertence (1958), é um exemplo disso: ele acompanha uma estudante que se envolve com um grupo de teatro e encena a peça Péricles, de Shakespeare, enquanto, no cenário político, cresce uma conspiração.

Cena de Céline e Julie Vão de Barco, de Jacques Rivette

Confira a programação:

 

Quarta-feira, 3 de julho

14h - Jean Renoir, o patrão - 1a parte : em busca do relativo  (Jean Renoir, le patron :  La recherche du relative, 1967, 94’)

16h – Jacques Rivette, o vigilante, dir. Claire Denis (Jacques Rivette, le veilleur, 1990, 124’)

19h – Sessão de abertura : Paris nos pertence (Paris nous appartient, 1961, 136’)

 

Quinta-feira, 4 de julho

14h - Jean Renoir, o patrão2a parte: a direção de atores (Jean Renoir, le patron : La direction d'acteur, 1967, 95’)

16h - A bela intrigante (La belle noiseuse, 1991, 238’)

20h - O amor por terra (L’amour par terre, 1984, 125’)

 

Sexta-feira, 5 de julho

14h – Jean Renoir, o patrão3a parte : a regra e a exceção (Jean Renoir, le patron: La règle et l'exception, 1967, 95’)

16h – Joana, a virgem I – As batalhas (Jeanne, la pucelle: Les batailles, 1994, 160’)

19h – Joana, a virgem II – As prisões (Jeanne, la pucelle: Les prisons, 1994, 176’)

 

Sábado, 6 de junho

11h30 - O amor por terra (L’amour par terre, 1984, 125’)

14h – Palestra: Jacques Rivette - Crítico de Cinema com Luiz Carlos Oliveira Jr. (Crítico de cinema, pesquisador e curador da mostra)

17h - A bela intrigante (1991, 238’)

 

Domingo, 7 de julho

14h - Paris nos pertence (Paris nous appartient, 1961, 136’)

17h - Out 1: Espectro (1974, 225’)

 

Quarta-feira, 10 de junho

14h - Defesa secreta (Secret défense, 1998, 170’)

17h - Não toque no machado (Ne touchez pas la hache, 2007, 137’)

19h30 - A religiosa (La religieuse, 1966, 135’)

 

Quinta-feira, 11 de julho

14h - Noroeste (Noroît, 1976, 145’)

17h – Duelle : uma quarentena (Duelle : une quarenteine, 1976, 121’)

19h30 - O truque do pastor (Le coup du berger, 1956, 28’) + 36 vistas do monte Saint Loup (36 vues du mont Saint Loup, 2009, 84’)

 

Sexta-feira, 12 de julho

14h - Céline e Julie vão de barco (Céline et Julie vont en bateau, 1974, 193’)

19h - Merry-go-round (1981, 160’)

 

Domingo, 14 de julho

14h - Não toque no machado (Ne touchez pas la hache, 2007, 137’)

17h - Noroeste (Noroît, 1976, 145’)

19h30 - Um passeio por Paris (Le pont du nord, 1981, 129’)

 

Quarta-feira, 17 de julho

14h - Joana, a virgem I – As batalhas (Jeanne, la pucelle: Les batailles, 1994, 160’)

17h - Joana, a virgem II – As prisões (Jeanne, la pucelle: Les prisons, 1994, 176’)

20h - O morro dos ventos uivantes (Hurlevent, 1985, 130’)

 

Quinta-feira, 18 de julho

14h - Paris no verão (Haut bas fragile, 1995, 169’)

17h - O truque do pastor (Le coup du berger, 1956, 28’) + 36 vistas do monte Saint Loup (36 vues du mont Saint Loup, 2009, 84’)

19h30 - Debate: Jacques Rivette – Do esboço ao afresco (com a participação dos curadores Luiz Carlos Oliveira Jr. e Francis Vogner dos Reis e do pesquisador Mateus Araújo)

 

Sexta-feira, 19 de julho

14h - O bando das quatro (La bande des quatre, 1989, 160’) e Paris no verão (Haut bas fragile, 1995, 169’)

17h - O morro dos ventos uivantes (Hurlevent, 1985, 130’)

20h - Um passeio por Paris (Le pont du nord, 1981, 129’)

 

Sábado, 20 de julho

11h30 - Duelle : uma quarentena (Duelle : une quarenteine, 1976, 121’)

14h - Palestra: Jacques Rivette – Cineasta com Francis Vogner dos Reis (Crítico de cinema e curador da mostra "Jacques Rivette - Já não somos inocentes"). Haverá distribuição de certificados para os participantes.

17h – Quem sabe? (Va savoir, 2001, 220’)

 

Domingo, 21 de julho

11h30 - A religiosa (La religieuse, 1966, 135’)

14h - Amor Louco (L’amour fou, 1969, 252’)

19h – A história de Marie e Julien (Histoire de Marie et Julien, 2003, 150’)

 

 

Por Juliana Varella
Compartilhe

Mapa do local

Powered by ParkMe

Comentários

Explore ao redor

Cafezal Cafés Especiais

Cafezal Cafés Especiais

1m A casa é um local aconchegante e agradável

Bolsa Oficial de Café - Santos

Bolsa Oficial de Café - Santos

78m

Espaço Cultural BM&FBOVESPA

Espaço Cultural BM&FBOVESPA

139m

Bolsa de Valores de São Paulo - Bovespa

Bolsa de Valores de São Paulo - Bovespa

139m

Espaço Bovespa

Espaço Bovespa

139m

Braços Abertos na Virada Cultural 2014

Braços Abertos na Virada Cultural 2014

141m Coletivos de artes e festas agitam balada no centro de São Paulo

Notícias recomendadas

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA

6 motivos para visitar a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano em SP (e nem perceber que está na capital)

Local une arte, cultura, lazer, arquitetura e natureza, fazendo com que o visitante esqueça que está em SP

13 grafites em SP que todo mundo que ama arte deveria ver pessoalmente

Confira obras espalhadas pela cidade que merecem sua atenção

Na Semana da Criança, uma selfie vale um passaporte nos museus de SP; entenda

Para participar, é só postar foto com uma criança no Facebook com a hashtag #MuseusSP e apresentar na bilheteria da Pinacoteca, Casa das Rosas ou do Museu da Imigração

Unibes Cultural oferece programação especial e gratuita para o mês das crianças

Evento acontece até dia 31 de outubro e comemora o Mês das Crianças