Guia da Semana

Terça Tem Teatro : Fim de Jogo

Itaú Cultural recebe Renato Borghi em peça de Samuel Beckett, com trama intensa sobre dois personagens presos em um abrigo de refugiados

Este evento terminou

Terça Tem Teatro : Fim de Jogo

Data Ter 05 Jul
Dia 5 de julho de 2016

Preço(s) Entrada gratuita

Horário(s) Terça feira, às 20hs

Peças de teatro: Outros

Próximo à estação Brigadeiro do metrô.
Avenida Paulista, 149, 01311-000

Telefone (11) 2168-1778

A programação Terça Tem Teatro, do Itaú Cultural, apresenta no dia 5 de julho a peça Fim de Jogo, de Samuel Beckett, dirigida por Isabel Teixeira. Em cena, estão lado a lado Renato Borghi, com trajetória de 60 anos no teatro brasileiro, e Elcio Nogueira Seixas, ator que estreou nos palcos em 1993, na reabertura do Teatro Oficina. Com o espetáculo, a dupla celebra 20 anos de atividades ininterruptas do grupo Teatro Promíscuo, fruto da parceria dos dois atores.

Estreada em janeiro deste ano, com apoio do Itaú Cultural, Fim de Jogo tem Renato Borghi no papel de Hamm, um velho cego e com paralisia, que é obrigado a conviver com Clov, personagem de Elcio Nogueira Seixas, homem que tem uma estranha enfermidade que o impede de sentar-se. É assim que eles dividem o abrigo onde estão refugiados, junto com os pais de HammNagg e Nell, representados in memoriam por Adriano Borghi e Maria de Castro Borghi, pais de Renato na vida real.

A peça começa quando o jogo se aproxima do fim. Na trama, não há pistas sobre que espécie de apocalipse criou tamanha desolação, e Clov espia essa terra devastada por meio de uma luneta através de pequenas janelas. Hamm dá as ordens neste jogo da sobrevivência, enquanto Clov cuida da cozinha e de outras questões de ordem prática.

Entre o real e o cênico

A base para a criação da peça teve início em 1999, quando o Teatro do Promíscuo realizou uma série de workshops voltados à obra de Samuel Beckett. Dezessete anos depois, a equipe formada por Renato Borghi, Elcio Nogueira Seixas, Isabel Teixeira e o professor e pesquisador especialista em Beckett, Fábio Rigatto de Souza Andrade, segue as mesmas perspectivas levantadas à época, para a criação da peça: o fim das utopias e das esperanças demasiadas no progresso da humanidade.

A temporada de estreia, no começo do ano, aconteceu dentro do apartamento de Renato Borghi, que foi transformado em espaço cênico para dar força e coerência à concepção do espetáculo, uma vez que durante a criação foi considerada a arquitetura do ambiente, assim como toda a história do local, a trajetória pessoal de Borghi, relíquias e memórias de sua carreira, que se confundem com mais de meio século do Teatro Brasileiro. Para compor o espaço, foram usados em cena objetos decorativos e pessoais, fotografias, móveis originais da casa do ator, que usa ainda de forma inusitada e original seus pais – já falecidos – na encenação.

Na apresentação no Itaú Cultural, o público irá conferir a cenografia montada após a temporada de estreia, quando o ambiente da casa foi reproduzido para o palco, incluindo paredes, teto, pisos, portas e janelas. Com a casa de Renato Borghi podendo ser remontada em qualquer espaço, a equipe nomeou o projeto de “Hamm-Home Theatre”, em referência ao personagem do ator na peça.

Por Nathália Tourais
Compartilhe

Mapa do local

Powered by ParkMe

Comentários

Explore ao redor

Café Cultural - (Gil Bistrot no Itaú Cultural)

Café Cultural - (Gil Bistrot no Itaú Cultural)

Museu Herculano Pires - Itaú Numismática

Museu Herculano Pires - Itaú Numismática

Sesc Avenida Paulista - Em reforma

Sesc Avenida Paulista - Em reforma

26m

Hospital Santa Catarina

Hospital Santa Catarina

45m

Arícia Jóias

Arícia Jóias

118m

Baby Beef Rubaiyat - Alameda Santos

Baby Beef Rubaiyat - Alameda Santos

124m Referência na arte de servir grelhados à la carta, restaurante reúne cortes de gado próprio

Notícias recomendadas

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA

6 motivos para visitar a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano em SP (e nem perceber que está na capital)

Local une arte, cultura, lazer, arquitetura e natureza, fazendo com que o visitante esqueça que está em SP

13 grafites em SP que todo mundo que ama arte deveria ver pessoalmente

Confira obras espalhadas pela cidade que merecem sua atenção

Na Semana da Criança, uma selfie vale um passaporte nos museus de SP; entenda

Para participar, é só postar foto com uma criança no Facebook com a hashtag #MuseusSP e apresentar na bilheteria da Pinacoteca, Casa das Rosas ou do Museu da Imigração

Unibes Cultural oferece programação especial e gratuita para o mês das crianças

Evento acontece até dia 31 de outubro e comemora o Mês das Crianças