Guia da Semana

Um pouco de tudo

Conheça a banda Diafanes, que mistura o rock com instrumentos inusitados do Japão e da Rússia criando um som bem legal

Este evento terminou

Um pouco de tudo

Data 13 Mai 2011-18 Mai 2011
18 de maio.

Preço(s) Gratuito.

Horário(s) 19h.

Térreo Mezanino e 1º subsolo
Avenida Paulista, 901, Centro 01311-100

Telefone (11) 2123-2000

Rock que é rock sempre tem guitarra, bateria e contrabaixo. Mas isso não significa que ele não aceite outros instrumentos, o que a banda paulistana Diafanes acrescenta muito bem. Nos seus shows - um deles acontece no dia 18 de maio, na Fnac da avenida Paulista -, os quatro integrantes tocam guitarra, bateria e contrabaixo, outros instrumentos de percussão e alguns bem inusitados, como o koto (uma espécie de harpa japonesa) e o theremin (um sintetizador russo). Essa mistura surpreendente resulta em um som particular. É como se as culturas japonesa e russa, por exemplo, já fizessem parte do rock desde sempre. "É muito da essência do rock misturar instrumentos", diz Lorena Hollander, vocalista da banda, que também toca guitarra e o koto, além de ter sido a fundadora da Diafanes. Em grego, o nome da banda significa transparente e veio da música See Through (transparente, em inglês), que eles já cantavam em 2002. "Procurei uma língua em que a palavra ´transparente´ fosse bonita e escolhi o grego", conta. Mas o show não se resume à parte musical. As danças integram as músicas: em algumas delas, Lorena também faz dança do ventre e, quando o koto aparece, um bailarino japonês faz sua performance. A paixão por instrumentos diferentes surgiu quando Lorena era criança: ela começou com o gosto pela música árabe. Mais tarde, quando conheceu o koto, se apaixonou. "Fiz aulas com uma japonesa e me envolvi com a cultura deles. A escala da música japonesa é diferente da música ocidental. Demora um pouco para acostumar o ouvido", conta. A mistura de instrumentos não é novidade no rock: o beatle George Harrisson usou uma cítara (espécie de harpa indiana) em várias músicas suas. O theremin, comandado pelo também guitarrista Ciro, já foi utilizado pela banda Led Zeppelin. "Ele era muito usado em filmes antigos de ficção científica", explica Lorena. Com essa mistura, não dá para negar que o rock é, de fato, um ritmo democrático.Foto: Divulgação

Compartilhe

Mapa do local

Powered by ParkMe

Comentários

Explore ao redor

Teatro Gazeta

Teatro Gazeta

17m

Deck - Reserva Cultural

Deck - Reserva Cultural

17m

Reserva Cultural

Reserva Cultural

17m

America - Jardins

America - Jardins

46m

Chilli Beans - Top Center Shopping

Chilli Beans - Top Center Shopping

68m

Vivenda do Camarão - Shopping Top Center

Vivenda do Camarão - Shopping Top Center

68m

Notícias recomendadas

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA

6 motivos para visitar a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano em SP (e nem perceber que está na capital)

Local une arte, cultura, lazer, arquitetura e natureza, fazendo com que o visitante esqueça que está em SP

13 grafites em SP que todo mundo que ama arte deveria ver pessoalmente

Confira obras espalhadas pela cidade que merecem sua atenção

Na Semana da Criança, uma selfie vale um passaporte nos museus de SP; entenda

Para participar, é só postar foto com uma criança no Facebook com a hashtag #MuseusSP e apresentar na bilheteria da Pinacoteca, Casa das Rosas ou do Museu da Imigração

Unibes Cultural oferece programação especial e gratuita para o mês das crianças

Evento acontece até dia 31 de outubro e comemora o Mês das Crianças