Guia da Semana

9 comemorações de natal não convencionais

Saiba algumas formas diferentes (e bizarras) de celebrar o natal em outros países

Quando vai chegando o feriado natalino, é quase sempre a mesma coisa: Papais Noéis brotam em todos os lugares, a galera entope os shoppings (ou camelôs) em busca de presentes e enfeites. Na noite de natal, o pernil é comido e os presentes são dados e recebidos.

+ Ceias de natal delivery em São Paulo
+ Almoço de natal em São Paulo 2013

No entanto, em algumas culturas, o natal não se trata de um feriado com clima de solidariedade trazido pelo bom velhinho. Alguns lugares trocam a figura do Papai Noel por uma bruxa de vassoura voadora, outros celebram com um tronco de árvore que evacua presentes.

Crenças e convicções à parte, abaixo, listamos essas e outras celebrações natalinas nada usuais que ocorrem mundo afora. Olha só:

Guatemala – Pula a fogueira iô-iô

Não muito distante daqui, na América Central, a árvore de natal não serve pra guardar presentes na véspera do dia 25 de dezembro. A “comemoração” começa no dia 7 de dezembro e se chama “La Quema del Diablo”, que consiste em queimar tudo que já não for útil dentro da sua casa para se livrar da negatividade que pode estar habitando seu lar. Queima que tá amarrado!

Venezuela – Patinando, patinando...

Se você for descoordenado(a) e estiver em Caracas, na Venezuela, no Natal, prepare-se para suar o bigode. É uma tradição venezuelana as pessoas irem patinando – isso mesmo, de patins, roller, o que for – para a missa da manhã do dia 25 de dezembro. Se você for muito ruim sobre os patins, suplique e peça de presente de Natal poder usar um patinete. ;)

Áustria – Não seja um menino mau que o Krampus vai te pegar

Não que seja uma teoria estritamente da Áustria mas, talvez, os austríacos sejam os únicos a levar os ensinamentos natalinos de castigar quem foi mau durante o ano tão ao pé da letra. No caso, todo ano, durante a noite de natal, ocorre a “Krampus Night” em que cinco caras bêbados vestem a fantasia do irmão gêmeo mau do Papai Noel - o tal do Krampus – pra sair correndo atrás das pessoas dando pauladas nelas. 

República Tcheca – Solteiras e a técnica da Mãe Dinah

Os tchecos comemoram o natal basicamente igual a nós. A parte curiosa é o que as mulheres solteiras da República Tcheca costumam fazer na véspera do feriado. Então, se está solteira, anote a receita da vidência tcheca: fique de costas para uma porta e jogue um pé de sapato por cima do seu ombro, sem olhar pra trás. Se o bico dele cair virado pra porta, dentro de um ano, você vai estar casada. Caso contrário, mais um ano de solteirice. Cada uma...

Catalunha (Espanha) – O cocô de natal, literalmente

Na Espanha, mais especificamente na Catalunha, existe uma tradição parecida com aquela do South Park e Mr. Hankey – o cocô de natal. O mascote dos espanhóis é o “Caga Tió” – traduzido livremente como “tronco cagando” –, um tronco oco de 30cm que é preenchido com presentes desde o dia 8 de dezembro e depois coberto. Quando chega o natal, as crianças começam a bater no tronco com paus e cantarolar uma cantiga que termina com “Caga tio!” e, assim, o tronco “caga” os presentes.

Noruega – Esconda as vassouras que a bruxa vem aí

Se você estiver na Noruega no natal, quiser dar uma varrida na casa para o feriado e não encontrar a vassoura, não estranhe. Lá, acredita-se que, na véspera do feriado, as bruxas más e espíritos malignos saem por aí à procura de uma vassoura pra passear. Portanto, as vassouras devem ser escondidas pelas mulheres enquanto os caras vão dar tiro de espingarda no quintal pra ajudar a espantar esses seres do mau.

Itália – Não acreditamos em Papai Noel, apenas em bruxas boas

Apesar de deixarem a tradicional figura do Papai Noel de lado, os italianos – mais precisamente as crianças – creem numa bruxa boazinha que se chama “La Befana”. De acordo com a tradição, a bruxa fofa, planando esplêndida e bela sobre sua vassoura, visita as crianças na madrugada entre os dias 5 e 6 de janeiro, dando presentes para quem foi bonzinho e carvão para quem foi mauzinho. O nome da bruxa, “La Befana”, vem de “epifania”, que é o nome da festa natalina italiana.

Japão – Coma frango frito e jamais envie um cartão vermelho

Apesar de ser diferente dos costumes brasileiros, dá para se adaptar facilmente à cultura natalina japonesa. Primeiro de tudo, nada de cartões de Natal na cor vermelha – essa é a coloração das notas fúnebres. O Japão não é um país essencialmente cristão – sua base filosófica e religiosa é o xintoísmo – então não espere trombar com presépios e etc. E, por último e não menos importante, se quiser fazer uma ceia japonesa neo-tradicional, reserve um lugar no Kentucky Fried Chicken e se entupa de frango empanado. Acredite se quiser, é quase impossível achar mesa disponível nos KFC’s japoneses no natal.

Groenlândia – Ceia de carne vencida

Se você estiver na Groenlândia pra celebrar o Natal, pode esquecer o pernilzão assado, a receita de arroz com castanha da sua avó e as frutas cristalizadas. No feriado natalino, os groenlandeses servem um prato chamado Kiviak que é, nada mais, nada menos, que carne crua de mergulhão (uma ave aquática de médio porte) enterrada por vários meses embrulhada em pele de foca. Ou seja, sua ceia será uma porção de carne putrefata. Bom apetite!

 

Atualizado em 30 Dez 2013.

Por Juliana Andrade
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Renato Aragão confirma volta de "Os Trapalhões"

Ator revelou a novidade durante painel na CCXP

Globo não exibe homenagem à Chapecoense e recebe crítica dos internautas

Emissora seguiu com a programação normal, com a novela "A Lei do Amor" e a sessão "Cinema Especial"

Saiba tudo sobre A Cara do Pai, nova série de comédia da Rede Globo

Série cômica tem estreia prevista para 11 de dezembro

Conheça todos os indicados ao prêmio Melhores do Ano 2016, do Domingão do Faustão

A premiação acontece no dia 11 de dezembro

Globo planeja exibir versões censuradas de suas séries na internet

Diretor de mídias digitais da emissora já avalia a ideia

Band vai exibir episódio de "Os Simpsons" que previu vitória de Donald Trump

Programa vai ao ar nesta quarta-feira, às 22h10