Guia da Semana

Aqueçam os motores

Em 27 de março a Fórmula 1 inicia sua temporada com cinco campeões disputando o mundial de pilotos. Confira quais as mudanças para este ano, as chances reais de cada equipe e quem ainda corre por fora

Fotos: AFP



Pela primeira vez na história da Fórmula 1, os campeões mundiais Michael Schumacher, Fernando Alonso, Lewis Hamilton, Jenson Button e Sebastian Vettel disputam o título de melhor piloto do planeta. Para acirrar ainda mais as disputas este ano, os organizadores liberaram o jogo de equipe, incluíram asas reguláveis e comandos para turbinar os motores, para fazer os pilotos voarem baixo nos vinte circuitos da temporada. Grude na telinha a partir de 27 de março e sinta a adrenalina da velocidade.

Mudanças

Para ajudar nas ultrapassagens, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) permitiu alterações no carro para esta temporada. A partir deste ano, eles contam com um sistema de asa traseira ajustável que melhora a aerodinâmica. Com isso, os pilotos podem, com um simples toque no botão do volante, alterar o ângulo da asa traseira e reduzir o tempo nas ultrapassagens.

O Kers, sistema que aproveita o calor dos freios e transforma em potência extra, voltou à tona depois de dois anos. Agora mais leve, ele promete um auxílio extra de 80 cavalos durante 6,6 segundos por volta. Por causa desse equipamento, foram acrescentados 20 quilos ao peso mínimo dos bólidos, que também ficaram um segundo mais lentos por volta em relação a 2010.

A Pirelli substitui a Bridgestone no fornecimento de pneus, utilizando outros compostos no material. As mudanças geraram insatisfação de alguns pilotos, como Fernando Alonso, já que os testes provaram serem necessárias três paradas por prova, contra uma dos pneus anteriores. Talvez a mudança mais polêmica seja a da permissão do jogo de equipe, que agora não pune aquelas que pedirem ao piloto para deixar o companheiro passar. Casos como o de Fernando Alonso e Felipe Massa na Ferrari em 2010 podem se tornar mais frequentes.

Chances brasileiras

Quem pensa que o décimo lugar de Rubens Barrichello em 2010 o deixou mal com a Williams engana-se. Foi ele quem desenvolveu o carro durante o campeonato anterior, além de proporcionar ao público uma das melhores cenas de ultrapassagem, contra Michael Schumacher. Com a alma lavada, agora ele está mais leve. Perdeu cinco quilos para essa temporada e pretende quebrar o jejum de sete anos sem vitória da equipe. 

Hoje, 20 anos depois de Ayrton Senna sagrar-se tricampeão mundial e o Brasil conseguir seu último título, Felipe Massa é o piloto com mais chances de conquista. A bordo da Ferrari, ele terá que pisar fundo para mostrar bons resultados logo no início do mundial. Contra ele pesam o mero sexto lugar no ano passado e a demonstração explícita da equipe pela preferência a Alonso como primeiro piloto. 

Quem sai na frente


Sebastian Vettel entra na temporada com o título de campeão mundial

Das doze equipes que disputam o campeonato, quatro despontam como as grandes concorrentes. Campeã pelo mundial de pilotos e construtores, a Red Bull Racing de Sebastian Vettel e Mark Webber seguiu a máxima de que em time ganhando não se mexe e manteve os mesmos pilotos da temporada passada. Os testes finais em Barcelona apontaram que a equipe de Sebastian Vettel leva uma pequena vantagem em relação às outras por conseguir poupar mais os pneus e ser mais rápida na classificação.

Depois de dividir as atenções e até esboçar uma certa simpatia pelo piloto brasileiro, a Ferrari parece ter escolhido Alonso para tomar o lugar que Schumacher ocupou por tanto tempo. É a principal adversária da escuderia Red Bull pelo título e se adaptou bem aos pneus e o novo Kers.

Decepção em 2010, a McLaren já começou a temporada com o pé esquerdo. A equipe atrasou a apresentação do novo carro e quando o fez sofreu críticas dos pilotos, que reclamaram da pouca velocidade em retas e dos problemas de adaptação com os novos pneus. Hamilton e Button assumiram que dificilmente o título sai esse ano e que pretendem brigar por evoluções e, quem sabe, alguns pódios.

Quem vem de trás

O bloco intermediário cresceu. A Mercedes realizou muitas atualizações e ganha força para brigar pelas cinco primeiras posições no grid. Williams e Renault evoluíram em 2010 e já esboçam suas vontades de trocar os pontos do ano passado por pódios. Toro Rosso e Sauber mantiveram a instabilidade e ainda são dúvidas. A Force Índia ainda precisa ajustar os motores para tentar alguma coisa.


Felipe Massa e Fernando Alonso disputam a vaga de 1º piloto na Ferrari

O grande destaque no pelotão de baixo vai para a Lotus que teve uma evolução notável, mesmo optando por deixar o Kers de lado. Enquanto isso, a ausência do túnel de vento e a insistência por colocar nas pistas um carro inteiro digital podem prejudicar o desempenho da Virgin Marussia. Já a novata Hispania não conseguiu nem ao menos levar seu modelo novo às pistas.

Pela primeira vez

Na contramão das grandes apostas, a temporada de 2011 inicia com quatro pilotos estreantes no campeonato automobilístico mais famoso. O belga Jerome D'Ambrosio realiza um sonho de infância e será o companheiro do alemão Timo Glock  na Virgin nesta temporada. Já o escocês Paul di Resta promete recorrer aos conselhos de david coltart e Jack Stuart no volante da Force Índia.

O homem mais rico do mundo, Carlos Slim, montou uma parceria com a Sauber que resultou na  retorno do México ao grid após 30 anos, nas mãos do piloto novato Sérgio Perez, de 21 anos. Falando da América Latina, a Venezuela aposta todas as fichas em Pastor Maldonado, campeão da GP-2. Companheiro de Rubens Barrichello, ele trouxe consigo um patrocínio para a Williams de R$ 72 milhões, por cinco anos.




*Arte: Fernando kazuo

Atualizado em 21 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Renato Aragão confirma volta de "Os Trapalhões"

Ator revelou a novidade durante painel na CCXP

Globo não exibe homenagem à Chapecoense e recebe crítica dos internautas

Emissora seguiu com a programação normal, com a novela "A Lei do Amor" e a sessão "Cinema Especial"

Saiba tudo sobre A Cara do Pai, nova série de comédia da Rede Globo

Série cômica tem estreia prevista para 11 de dezembro

Conheça todos os indicados ao prêmio Melhores do Ano 2016, do Domingão do Faustão

A premiação acontece no dia 11 de dezembro

Globo planeja exibir versões censuradas de suas séries na internet

Diretor de mídias digitais da emissora já avalia a ideia

Band vai exibir episódio de "Os Simpsons" que previu vitória de Donald Trump

Programa vai ao ar nesta quarta-feira, às 22h10