Guia da Semana

O trabalho mora ao lado

Aquele espaço esquecido em um dos cantos do imóvel por ser mais útil do que você imagina. Saiba como montar um escritório estiloso em sua casa

Acordar horas antes do desejado e enfrentar o trânsito para finalmente sentar à frente da mesa de trabalho. Assim é a rotina de muitas pessoas para chegar a seus escritórios diariamente. Após o expediente, o retorno é outro martírio. Em casa, é a vez de resolver as pendências domésticas, dedicar um tempo à família e haja fôlego! Pensando no próprio bem-estar e comodidade - sem contar no convívio familiar - dezenas de empresários têm optado por trabalhar em escritórios particulares nas suas residências.

Tudo ficou mais prático e por isso profissionais deixaram de ir às empresas diariamente e criaram seus home offices. Os espaços modernos seguem uma tendência flexível por conta do uso de computadores e equipamentos que facilitam a comunicação entre funcionário e corporação. Antes de começar a arrastar seus móveis e enfurnar tudo em um cômodo qualquer, saiba como criar um ambiente adequado para montar seu espaço, receber clientes e não deixar de lado o aconchego do lar.

Na planta

O profissional que trabalha em casa, apesar de uma liberdade maior, enfrenta alguns percalços, afinal, está em contato com todo o movimento do dia a dia doméstico, crianças, campainha, empregados, animais de estimação, telefone, entre outras possíveis distrações. Portanto, o primeiro passo na hora de montar seu  home office é escolher um espaço adequado.

De acordo com o arquiteto e sócio da Forte, Gimenes & Marcondes Ferraz Arquitetura, Fernando Forte, quanto maior for o local, melhor. "O melhor cômodo para um escritório é o mais distante do barulho. De preferência, que fique do lado de fora da casa. Um escritório voltado para uma avenida barulhenta, não funciona para uma reunião, por exemplo", aconselha. Em relação ao tamanho do local, segundo Fernando, não existe um modelo padrão. "Escritórios tops são sempre feitos sob medida com algo em torno de oito ou doze metros quadrados. No geral, quanto mais espaço, visual e iluminação ele tiver, melhor. Um home office bem projetado só se beneficia desses fatores".

Decoração

Um bom escritório deve reunir, além do conforto, praticidade e atender a todos os requisitos para que você faça o seu trabalho da melhor forma. Para não errar na escolha da montagem, é preciso observar alguns aspectos, como harmonia, funcionalidade e aconchego. A escolha do mobiliário vai da atividade do profissional, mas os itens básicos são: mesa, cadeira, notebook e uma boa iluminação. "O mobiliário deve ser criado caso a caso. Mesmo que se utilize uma mesa comprada pronta, o restante das estantes pode vir de um projeto específico buscando criar alguma relação entre o escritório e seu mobiliário", aconselha Fernando.

Na hora de escolher o mobiliário, lembre-se de todos os itens relacionados à sua atividade profissional, de forma que tudo fique instalado de maneira prática e que facilite sua movimentação nos afazeres. Vale lembrar que você pode receber um cliente no seu espaço. Para causar uma boa aparência, uma estante planejada, que além de armazenar os livros e o material de apoio, acomode uma TV, caixas de arquivos, materiais, etc. Para não errar, Fernando dá uma dica. "Para se executar esse tipo de mobiliário, é necessária uma longa conversa com o arquiteto para que ele entenda as necessidades do cliente. Fazendo isso é fácil harmonizar a mobília com o restante do projeto e dá um resultado incrível até em detalhes", ressalta.

O preço para tanta comodidade varia muito de caso para caso, mas em média, para se preparar um espaço, decorado e mobiliado, é considerado em torno de R$ 1.500,00 por metro quadrado.

Modelos

Foto: Divulgação

O apartamento foi comprado juntamente com o imóvel do andar superior e foi realizada a junção dos espaços em um duplex. A metragem é de 120 metros quadrados, incluindo sala de jantar, hall, estar e escritório. Um recurso de prateleiras foi utilizado, já que os clientes desejavam ter um escritório mais reservado para trabalhar e estudar, mas não precisavam de um espaço totalmente fechado.

A opção das estantes faz com que os livros possam ficar expostos para a sala ou para o escritório, dependendo do humor do usuário - caso os livros fiquem virados para o escritório, a sala fica com os fundos em madeira aparente ou com que as estantes fiquem a 90 graus, unindo escritório e sala, para uma pequena reunião, por exemplo, ou mesmo no dia a dia.


Foto: Divulgação

Um escritório com cerca de nove metros quadrados integrado à sala-de-estar. Possui uma divisão entre escritório e living, apenas por uma espécie de persiana de madeira e metal criada exclusivamente e que se repete em outros ambientes do projeto. Dois computadores ficam localizados atrás dessa persiana sob uma bancada de trabalho, com os fios totalmente escondidos.

Ao lado da bancada, um aparador baixo, que vem desde o home theater, funciona como apoio e suporta dois arquivos. Na outra parede, nas costas dos computadores, fica uma estante metálica feita de chapas dobradas para abrigar livros.

Atualizado em 15 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Confira a programação especial de fim de ano da Rede Globo

A emissora carioca preparou muitas novidades para o mês de dezembro

Renato Aragão confirma volta de "Os Trapalhões"

Ator revelou a novidade durante painel na CCXP

Globo não exibe homenagem à Chapecoense e recebe crítica dos internautas

Emissora seguiu com a programação normal, com a novela "A Lei do Amor" e a sessão "Cinema Especial"

Saiba tudo sobre A Cara do Pai, nova série de comédia da Rede Globo

Série cômica tem estreia prevista para 11 de dezembro

Conheça todos os indicados ao prêmio Melhores do Ano 2016, do Domingão do Faustão

A premiação acontece no dia 11 de dezembro

Globo planeja exibir versões censuradas de suas séries na internet

Diretor de mídias digitais da emissora já avalia a ideia