Guia da Semana

Um passeio pela Champs-Elysées

Fotos: Belisa Frangione
Vista da Camps-Elysées

Sim! Estou de volta para prosseguir com a minha saga em busca de comida na Cidade-Luz. A procura ficou menos árdua quando descobri a famosa Champs-Elysées, considerada a Avenida Paulista parisiense. Enquanto tentava localizar um restaurante (com preço em conta, óbvio), fui me distraindo com a infinidade de lojas e com o visual de turistas advindos de várias partes do mundo. Como a temperatura girava em torno dos 36ºC, a maioria usava roupas curtas.

À medida que avançava meus passos, lojas e mais lojas. Muitas, de perfume e grifes. Mais modesta e classe média que sou, parei em frente à vitrine de uma loja de bugigangas e não resisti em comprar algumas coisinhas que denotassem a cidade. Já aprendi que o melhor preço a gente só consegue depois de muito procurar e pesquisar. Mas valeu a pena por me fazer esquecer a fome por alguns instantes.

Com uma pequena sacola, retomei minha andança por um almoço. Em todos os restaurantes que passava, eu ficava mais desanimada. Estavam lotados e pelo jeito a comida iria demorar bastante. Ainda mais se eu não tivesse um item no cardápio para apontar e me fazer entender. Realmente aquele lance da garrafa de água me traumatizou...

Andei por mais uns dez minutos e, para meu alívio, encontrei o símbolo de uma famosa rede de fast-food. Finalmente! Não iria degustar a requintada culinária francesa, mas valia o fato de eu matar minha fome com algo que eu conhecia de longa data. Quando cheguei mais perto, vi que minha alegria durou pouco. A lanchonete estava em reforma, mas setas indicavam que ela funcionava em outro local. E lá fui eu.

Quando cheguei ao tal local, para minha surpresa, a lanchonete funcionava no subterrâneo. Ao descer, pensei estar na Torre de Babel. Havia japoneses, africanos, muçulmanos, americanos e por aí vai. E claro, o cardápio também era diferente e eu sofri novamente para conseguir pedir algo.

Acabei de comer e fui dar mais algumas voltas. Cheguei ao belo Arco do Triunfo e em seguida, à Torre Eiffel. Já era quase 20h e a escuridão da noite parecia não querer chegar em um intenso dia de verão europeu.Meu espaço acabou! Mas volto em breve para terminar a parte parisiense da minha saga!

Quem é o colunista: Belisa Frangione

O que faz: estudante do quarto ano de jornalismo

Pecado gastronômico: comida japonesa e chocolate

Melhor lugar do Brasil: São Paulo

Fale com ela: befrangione@hotmail.com






Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Transmissão do Critics' Choice Awards 2016 na TV e internet

A premiação reúne os maiores talentos do cinema e da TV

Confira a programação especial de fim de ano da Rede Globo

A emissora carioca preparou muitas novidades para o mês de dezembro

Renato Aragão confirma volta de "Os Trapalhões"

Ator revelou a novidade durante painel na CCXP

Globo não exibe homenagem à Chapecoense e recebe crítica dos internautas

Emissora seguiu com a programação normal, com a novela "A Lei do Amor" e a sessão "Cinema Especial"

Saiba tudo sobre A Cara do Pai, nova série de comédia da Rede Globo

Série cômica tem estreia prevista para 11 de dezembro

Conheça todos os indicados ao prêmio Melhores do Ano 2016, do Domingão do Faustão

A premiação acontece no dia 11 de dezembro