Guia da Semana
Cinema
Por Juliana Varella

7 Curiosidades sobre “Procurando Dory” que vão te deixar ainda mais ansioso pela estreia

Sequência de "Procurando Nemo" chega aos cinemas no dia 30 de junho.

Dory procura sua família na nova aventura da Disney-Pixar (Divulgação)

Treze anos se passaram desde que a esquecida peixinha Dory conquistou os corações dos fãs de animação no longa “Procurando Nemo” e, agora, a personagem ganha seu próprio filme no dia 30 de junho, com a estreia de “Procurando Dory”.

Enquanto o dia 30 não chega, confira 6 curiosidades sobre o filme que vão te deixar ainda mais ansioso por essa estreia:

1. O filme se passa seis meses após os eventos de “Procurando Nemo”, na Califórnia.

2. Este pode ser o primeiro longa da Pixar a mostrar um casal homossexual (mesmo que brevemente). Numa cena mostrada no trailer, duas mulheres aparecem ao lado de um carrinho de bebê – mas, segundo os jornalistas que assistiram ao filme nas primeiras exibições, a cena é muito curta e as personagens não têm uma participação efetiva na história.

3. Segundo os próprios animadores, o polvo Hank foi o personagem tecnicamente mais complexo já criado pela Pixar. Para desenvolvê-lo, foi preciso compreender como cada tentáculo se movimentava individualmente e como seus movimentos influenciavam o restante do corpo. Uma única cena – a do tanque – levou seis meses para ser completada.

4. Cada personagem central tem um defeito que precisa aceitar durante o filme: Dory tem perda de memória recente, Hank perdeu um de seus tentáculos, a baleia-branca Bailey tem um radar biológico disfuncional e a baleia Destiny é uma péssima nadadora.

5. O ator que fez a voz original de Nemo no primeiro filme, Alexander Gould, não pôde voltar ao personagem porque sua voz não é mais infantil (ele tinha 9 anos na época e, agora, tem 22), mas ele faz uma participação especial como um motorista de caminhão. Hayden Rolence é o novo dublador do peixinho.

6. “Procurando Nemo” foi o primeiro longa da Pixar a ganhar o Oscar de Melhor Animação, em 2003. Desde então, o estúdio já levou o prêmio outras sete vezes, por “Os Incríveis”, “Ratatouille”, “Wall-E”, “Up! Altas Aventuras”, “ Toy Story 3”, “Valente” e “Divertida Mente”.

7. O roteiro de “Procurando Dory” existe desde meados de 2004, quando a Disney fundou um núcleo de animação chamado “Circle 7”, com a única função de criar sequências para sucessos da Pixar cujos direitos de distribuição pertenciam a ela. O novo estúdio acabou sendo fechado pouco depois e, em 2006, a Disney adquiriu a Pixar por US$ 7,4 bi.


Por Juliana Varella

Atualizado em 26 Jun 2016.

Mais notícias

Saiba como assistir ao Oscar 2021 na TV e Internet

Cinema

Divulgados trailer e pôster inéditos do filme "Cruella"; confira!

Cinema

Resenha: 'En las estrellas'

Cinema

Confira a lista dos indicados ao Oscar 2021

Cinema

Oscar 2021: saiba onde assistir aos filmes indicados

Cinema

10 mostras de cinema online para conferir em março de 2021

Cinema