Guia da Semana
Cinema
Por Redação Guia da Semana

A pobreza no orçamento dos famosos

Celebridades se engajam em causas humanitárias e ajudam regiões pobres e vítimas de calamidades.

Por Meriane Morselli

Foto: People.com
Angelina Jolie e Brad Pitt talvez sejam atualmente os maiores porta-vozes da fome no mundo. Engajados na causa, escolheram um dos continentes mais pobres, a África, para servir como local de nascimento da primeira filha, Shiloh. Antes disso, a estrela, tida como precursora do movimento da ajuda vinda de Hollywood, já havia adotado duas crianças, uma na Etiópia e outra no Camboja.

A estrela, nomeada Embaixadora da Boa Vontade da ONU, visita campos de refugiados, países necessitados e assiste de perto aos estragos que a fome e a miséria causam ao redor do mundo. Agora, ela vai acompanhada do marido Brad Pitt e o casal separa parte de seu milionário orçamento para ajuda humanitária e contribuições.

Como tudo começou

Rachel Weisz em O Jardineiro Fiel
Para Jolie, o primeiro contato com o Camboja ocorreu em 2001, durante as filmagens de Tomb Rider. Em 2003, ela participou de outro projeto rodado no país, Amor Sem Fronteiras, que foi definitivo para suas novas ações de ajuda aos necessitados. Outra atriz que ficou fortemente abalada depois de filmar na África foi Rachel Weisz, que trabalhou em meio à miséria durante a produção de O Jardineiro Fiel. Resultado da experiência foi a criação de um fundo para combater a pobreza e ajuda para construir uma escola, uma ponte, chuveiros e banheiros no Quênia.

Outro ativista de plantão é o vocalista Bono Vox, da banda U2. Além de dedicar grandes somas de dinheiro, cuida também de reunir personalidades em shows beneficentes, como fez no Live 8 Concert (2005), em que no mesmo dia cidades de todo o mundo receberam shows de grandes artistas simultaneamente para arrecadar fundos. Influente na política internacional, tem se tornado uma das figuras de destaque neste meio, reunindo-se com chefes de Estado para importantes debates cujos temas passam pela fome, pobreza, contágio da Aids e falta de saneamento básico.

Foto: AP
Madonna também resolveu entrar na briga pelas minorias. A cantora volta a causar polêmica na disputa judicial para obter o direito de adotar um garotinho do Malauí, cuja mãe morreu e vivia num orfanato. A briga começou porque as leis do país não prevêem adoções internacionais e muitos dizem que a artista se aproveitou de sua condição para se beneficiar. Por enquanto, tudo o que ela possui é a guarda provisória do pequeno David Banda, de apenas 1 ano. É tanta discussão que Angelina Jolie já tratou de intervir a favor da popstar.

Veja outras estrelas que separam parte de seu orçamento para ações beneficentes:

  • Oprah Winfrey comanda uma fundação que ajuda crianças aidéticas Bill e Melinda Gates contribuem com cerca de US$ 29 bilhões por ano em ações em Índia e Bangladesh através da Gates Foundation

  • Jackie Chan, porta-voz internacional da Unicef, fez doações às vítimas do tsunami e está na lista das celebridades mais generosas, segundo a Revista Forbes

  • Roger Moore empresta seu nome e prestígio para ajudar a Unicef

  • Matt Damon criou a H2OAfrica, ONG cujo objetivo de levar água tratada a moradores do continente ( www.h2oafrica.org)

  • Sandra Bullock doou US$ 1 milhão à Cruz Vermelha após o tsunami

  • David Beckham, celebridade e jogador de futebol, ele é o Embaixador da Boa Vontade da Unicef e encabeçou uma campanha em prol das vítimas do tsunami



  • Dados sobre a África


    Atualizado em 6 Set 2011.

    Mais notícias

    10 filmes imperdíveis sobre o papel da imprensa

    Cinema

    "Vidro", "Cafarnaum" e mais seis filmes que estreiam nesta quinta-feira (17); Confira!

    Cinema

    10 filmes que vão te ajudar a superar um pé na bunda

    Cinema

    12 filmes estrelados por Kevin Hart que você precisa assistir

    Cinema

    14 filmes para quem amou a série “Você”, da Netflix

    Cinema

    20 filmes que completam 20 anos em 2019

    Cinema