Guia da Semana

Água para elefantes

Robert Pattinson não conseguiu ainda se livrar da imagem do vampiro de Crepúsculo, e Reese Witherspoon, embora ótima, não surpreende.

Foto: Divulgação


Desvencilhar-se da imagem vampiresca de Robert Pattinson em Crepúsculo é uma árdua tarefa a quem analisa os outros trabalhos do ator. Em Água para Elefantes, Pattinson consegue dar conta do recado, embora a feição pálida e o olhar vazio remetam a Edward, o insosso vampiro que conquistou o público feminino adolescente, seu desempenho não deixa a desejar.

Francis Lawrence ( Constantine, Eu Sou a Lenda), faz um trabalho muito minucioso e conquista o público por meio da beleza das cenas. Reese Witherspoon, ganhadora do Oscar de melhor atriz por Johnny e June, está deslumbrante, contudo sua atuação não surpreende.

Toda a alegria e magia do circo contrastam com o cruel, lado que só os circenses conhecem. Jacob Jankowski (Robert Pattinson) é um estudante de veterinária que acaba por largar tudo quando perde os pais. Aproxima-se do circo para cuidar dos animais e conhece Marlena (Reese Witherspoon), uma linda domadora de cavalos, esposa do covarde e bruto treinador de animais, August (Christopher Waltz), e apaixona-se. Jacob, já idoso, relembra sua história e os maus tratos a animais que testemunhava, em especial, da bela amizade com a elefanta Rosie.

O filme, que não é uma obra de arte, consegue entreter e emocionar, porém, de maneira ordinária. Contudo, a direção artística da película está esplêndida, a fotografia é rica, detalhista, de cores vivas, a beleza pode ser vista até mesmo na tristeza e nos ambientes sujos. O ponto forte do longa, que é baseado na simples obra de Sara Gruen, é o visual.

Robert, que ironicamente tem o mesmo nome de seu rival em Crepúsculo, não consegue se livrar totalmente de sua imagem já criada e estipulada. Não possui maturidade nem talento suficiente para arcar com um papel tão distinto dos que já fez. Christopher Waltz, por sua vez, mostra a que veio. Waltz jamais é mediano, seu talento, indiscutivelmente acima da média, supre toda a carência de boas interpretações. Outra notável performance é da elefanta Tai, doce e inteligentíssima, no papel de Rosie. Tão notável, que chega a ser o que há de melhor em todo o filme.

O roteiro clichê, assim como o livro, é meticulosamente escrito na intenção de emocionar, tocar quem o aprecia. O objetivo é alcançado, nem um pouco a mais do que era esperado. A expectativa já era grande pelo fato de dois ganhadores do Oscar, juntamente com um ídolo teen, trabalharem juntos.

Para quem deseja assistir a um filme doce, simples, sem precisar de esforço intelectual para interpretar, nem ter olho crítico para examinar, Água para Elefantes é uma ótima indicação. A cara de paisagem de Pattinson e a pouca profundidade da personagem de Reese não conseguem estragar o sentimento que a película carrega.
E o Oscar vai para... a elefanta Tai!

Leia as colunas anteriores de Natália Alonso:

Bonequinha de Luxo


Gata em Teto de Zinco Quente

O Homem que Não Estava Lá

 

 

 

 

 

 

 

 

Quem é a colunista:Professora apaixonada por cinema 24 vezes por segundo.

O que faz: Leciona Português e escreve para o Cinemaorama.

Pecado gastronômico: Brigadeiro.

Melhor lugar do mundo: Minha casa.

O que está ouvindo no carro, iPod, mp3: Astor Piazzolla, Lou Rawls, Montserrat Caballé, Antonio Vivaldi.

Para falar com ela: natalia.alonso@ymail.com, siga seu Twitter ou seu site.

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

Atualizado em 5 Mar 2012.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Mostra Internacional de Cinema de São Paulo revela pôster e primeiras atrações

Vencedores da Palma de Ouro e do Festival de Toronto são destaques entre os filmes confirmados na programação

Estreias da semana: "Mãe!", "Esta é a Sua Morte – O Show" e mais 6 filmes

Suspense de Darren Aronofsky com Jennifer Lawrence promete dividir opiniões

“Ensaio Sobre a Cegueira” tem sessão gratuita com debate no MIS

Filme será acompanhado por bate-papo com historiadora

Final da Copa do Brasil será exibida nos cinemas

Rede Cinemark transmite o jogo ao vivo no dia 27 de setembro

"Tomb Raider" com Alicia Vikander no papel de Lara Croft ganha primeiro trailer; assista!

Novo filme da franquia tem estreia prevista para março de 2018

13 objetos de decoração que vão deixar sua casa mais cinéfila

De quadro interativo a almofada para pipoca, confira os itens que não podem faltar no seu cafofo