Guia da Semana
Cinema
Por Juliana Varella

“Animais Fantásticos e Onde Habitam”: saiba tudo sobre o novo filme do universo Harry Potter

Longa chega aos cinemas no dia 17 de novembro.

Eddie Redmayne interpreta Newt Scamander, um pesquisador de criaturas mágicas que viaja a Nova York (Foto: Divulgação)

Prepare o seu coração trouxa: um novo time de bruxos está invadindo os cinemas e trazendo de volta o universo mágico criado por J.K. Rowling. “Animais Fantásticos e Onde Habitam”, dirigido por David Yates, estreia nesta quinta-feira, 17 de novembro, e conta a história do autor de um livro didático sobre criaturas mágicas usado pelos estudantes em Hogwarts, mais de 50 anos antes do nascimento de Harry Potter.

O filme acompanha Newt Scamander (Eddie Redmayne), um pesquisador britânico que viaja a Nova York em 1926 portando uma maleta cheia de criaturas mágicas. Lá, alguns desses animais fogem para as ruas e ameaçam o frágil equilíbrio entre a comunidade bruxa e os humanos comuns. Além dessa ameaça, o ministério bruxo dos EUA ainda vivencia o medo de que o poderoso mago Grindewald, visto pela última vez na Europa, esteja em terras americanas.

Grindewald e a polêmica de Johnny Depp

O maior bruxo das trevas antes de Voldemort, Gellert Grindewald é introduzido no filme e, ao que tudo indica, será melhor explorado nos próximos episódios. Esse personagem foi citado nos livros da saga Harry Potter como um antigo amigo de Albus Dumbledore, com quem idealizou um mundo dominado por bruxos, mas cujos métodos e objetivos divergiram radicalmente do colega.

A dupla se tornou muito próxima, mas a amizade chegou ao fim quando, durante um confronto, a irmã de Dumbledore foi morta por um golpe perdido. Depois disso, Grindewald buscou e encontrou a Varinha das Varinhas (uma das três Relíquias da Morte), aterrorizou o mundo bruxo e morreu num duelo contra Dumbledore.

Em “Animais Fantásticos e Onde Habitam”, Grindewald é interpretado por Johnny Depp, o que provocou indignação em parte dos fãs. Isso porque, em agosto deste ano, o ator foi acusado de violência contra sua então esposa Amber Heard, de quem se divorciou logo depois. Vale notar, porém, que, quando a acusação veio a público, as filmagens com Depp já haviam acontecido.

Novos personagens, novas criaturas

Supervilões à parte, o destaque do filme fica por conta do trio formado por Scamander, Tina Goldstein (Katherine Waterson), uma bruxa do Ministério que persegue o estrangeiro, e Jacob Kowalski (Dan Fogler), um simpático “não-maj” (expressão americana para “trouxa”, ou indivíduo sem poderes mágicos) que tem a maleta trocada com a de Scamander e acaba se envolvendo na confusão. Quem também rouba a cena é a irmã de Tina, Queenie (Alison Sudol), que tem o poder de ler mentes.

Mais cativantes que os humanos, porém, são as criaturas trazidas com o protagonista: um adorável pato (ou talvez ornitorrinco) apaixonado por coisas brilhantes; um gravetinho fiel que não quer sair do bolso de seu dono; uma rinoceronte gigante que executa uma dança do acasalamento junto com Scamander (que cena, amigos, que cena!); e uma coleção de outros animais belíssimos que voam, correm, quebram coisas e podem até vislumbrar o futuro.

“Animais Fantásticos” vs “Harry Potter”

Esse conjunto de personagens fofos e cômicos dá ao filme um tom mais leve do que os últimos longas da franquia “Harry Potter”, mas também não é algo que o aproxime dos primeiros. Talvez o motivo seja que os protagonistas, aqui, não são crianças, o que torna as situações infantilizadas um pouco mais estranhas – mesmo que sejam engraçadas.

Outro fator que diferencia as duas franquias é que, enquanto “Harry Potter” pôde dedicar grandes parcelas de cada filme ou livro à construção dos personagens, mostrando-os não apenas em grandes aventuras, mas também na rotina banal de estudos, constrangimentos com mães superprotetoras, castigos de professores, etc., “Animais Fantásticos” precisa conquistar o público de uma franquia inteira num único filme.

Como consequência, ele aposta todas as suas fichas na criação de criaturas impressionantes, cenários fabulosos e cenas de ação (cômicas ou de confronto) de tirar o fôlego. Assim, por mais que Scamander, Kowalski e Goldstein sejam interessantes, o público não sai do cinema com aquela sensação de conhecê-los intimamente, como velhos amigos, como acontecia com Harry, Ron e Hermione.

Universo expandido

Animais Fantásticos e Onde Habitam” chega aos cinemas no dia 17 de novembro e será o primeiro de cinco filmes numa franquia que promete cobrir 19 anos no universo bruxo de J.K.Rowling (terminando, portanto no ano do confronto entre Grindewald e Dumbledore). Para fãs da série original, é uma oportunidade de conhecer melhor outros elementos da história e ver o mundo idealizado pela autora além dos portões de Hogwarts, em outros países e escolas.

8 coisas para saber antes de assistir

Saiba tudo sobre o novo filme baseado no universo de J. K. Rowling

Agora você pode explorar o mundo mágico de

Ação permite explorar quatro cenários do longa

J. K. Rowling aprova Johnny Depp em

"Ele fez coisas incríveis com o personagem", disse a autora da franquia


Por Juliana Varella

Atualizado em 21 Nov 2016.

Mais notícias

7 filmes do diretor David Lynch que você precisa assistir

Cinema

Os melhores filmes infantis de 2019... até agora

Cinema

10 filmes imperdíveis com alienígenas para quem gosta do gênero

Cinema

10 filmes europeus imperdíveis para assistir na Netflix

Cinema

"MIB: Homens de Preto - Internacional", "Dor e Glória" e mais quatro filmes estreiam nesta quinta (13); Confira:

Cinema

Dia dos Namorados? 8 filmes para cultivar o amor próprio

Cinema