Guia da Semana

Cinema mudo além de Chaplin

Veja outros filmes que fizeram sucesso na era preto e branco

Impossível falar sobre cinema mudo sem citar Charlie Chaplin. O ator, diretor e humorista era reconhecido por suas mímicas e pelo chapéu de coco de seu principal personagem, Carlitos. É considerado por críticos o pai do cinema juntamente com GeorgesMéliès e D.W. Griffith.

No auge da carreira de Chaplin, nos anos 1920 e 1930, o cinema ainda estava em processo de desenvolvimento, mas não era por isso que os filmes deixavam a desejar. Algumas obras desse período são clássicas até hoje, como Tempos Modernos (Inglaterra, Charlie Chaplin,1936), que faz uma crítica à Revolução Industrial.

No entanto, o cinema mudo ia além de Chaplin. Tanto na Europa como nos EUA, a sétima arte ganhava cada vez mais público à medida que novos filmes surgiam. Confira alguns clássicos do cinema mudo do início do século 20.

“O nascimento de uma Nação”de D.W. Griffith,EUA, 1915, tem como cenário a Guerra da Secessão e conta a história de duas famílias divididas pela guerra, tendo como pano de fundo o conflito entre o Sul e o Norte do país. 

“Viagem à lua“ de GeorgesMéliès(França,1902), uma ficção científica que tem como enredo a história de homens que foram até a lua, e então têm de fugir dos seres lá encontrados para voltar à Terra. O filme era uma demonstração da curiosidade sobre o satélite natural.

“Nosferatu”, de Friedrich Wilhelm Murnau (Alemanha, 1922), conta a história de um conde que na verdade é um vampiro e, ao vender seu castelo, muda-se para Alemanha e lá espalha o terror.

“A paixão de Joana D’Arc” de Carl Theodor Dreyer, (França, 1928) conta a história dos martírios sofridos por Joana, uma guerreira francesa que foi chefe militar na Guerra dos Cem anos. Joana era devota à Igreja Católica, e, ao renegar suas crenças, é queimada viva, condenada por heresia.

Já na América Latina, apesar de o mercado cinematográfico ter demorado um pouco mais para florescer, filmes já eram produzidos no México (“La Obsesíon”,1917) e no Brasil. Por aqui, os primeiros curtas foram "Ancoradouro de Pescadores na Baía de Guanabara”(Cunha Salles, Brasil, 1897)e "Chegada do trem em Petrópolis” (Vittorio Di Maio, Brasil, 1897), entre outros.

Atualizado em 3 Out 2013.

Por Bárbara Caram, Aluna Do 2o. Semestre Do Curso De Jornalismo Da ESPM
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

22 filmes para ver por até R$ 4 no Dia do Orgulho Nerd

"Batman: O Cavaleiro das Trevas" e "Harry Potter e as Relíquias da Morte" estão em cartaz por preços reduzidos

7 motivos para assistir ao novo “Piratas do Caribe – A Vingança de Salazar”

Quinto filme da série chega aos cinemas nesta quinta-feira, 25 de maio

Filme "Extraordinário", com Julia Roberts e Jacob Tremblay, ganha trailer emocionante

Longa inspirado no best-seller de R.J. Palacio estreia em novembro

20 Filmes que você vai querer ver nos cinemas em junho

"Mulher Maravilha", "A Múmia" e "Meu Malvado Favorito 3" estão entre os destaques do mês

Mostra itinerante exibe "Up - Altas Aventuras" e outros três filmes de graça em São Paulo

“Up – Altas Aventuras” e “O Sorriso de Monalisa” estão no cardápio do Cinemóvel Carrefour

Continuação de "Mamma Mia" é confirmada

Intitulado "Here We Go Again!", filme estreia em 2018