Guia da Semana
Cinema
Por Juliana Varella

Crítica: Spielberg e Tom Hanks fazem de “Ponte dos Espiões” um filme leve sobre a Guerra Fria

Longa acompanha um advogado americano que recebe a missão de defender um espião russo.

Tom Hanks interpreta um advogado americano incumbido de defender um suposto espião russo (Divulgação)

Já faz algum tempo que Steven Spielberg deixou de ser “apenas” o melhor diretor de aventuras que Hollywood já viu para mostrar que é, também, um cineasta bastante respeitável no universo dos dramas. “Ponte dos Espiões” segue essa linha, buscando inspiração no mesmo tipo de protagonista de “A Lista de Schindler” e “Lincoln”: um homem que decide usar seu poder, contra todas as adversidades, para ajudar o máximo de pessoas que puder.

“Ponte” não tem a força de um “Schindler” – e nem tem essa pretensão, afinal, o que são três espiões na Guerra Fria contra centenas de judeus no Holocausto? Mesmo assim, o filme oferece um roteiro interessante e bem amarrado (escrito pelos Irmãos Coen, em parceria com Matt Charman), centrado num personagem adorável e bem intencionado.

Esse personagem é James B. Donovan (Tom Hanks), um advogado americano especializado em seguros que recebe a proposta (irrecusável) de representar um espião russo (Mark Rylance), apenas para que o governo não fique mal falado e mostre que qualquer um – até mesmo um comunista – tem direito a um julgamento. O problema é que Donovan, de fato, leva seu trabalho a sério e não está disposto a condenar seu novo cliente sem provas muito bem fundamentadas.

A situação de Donovan é muito interessante e Spielberg escolhe retratá-la de forma levemente cômica. Ao invés de se concentrar em mostrar a brutalidade dos governos americano, russo (soviético) e alemão (oriental, que acaba se envolvendo na história), o filme prefere encadear os eventos como pequenas desventuras para o protagonista, que sempre dá um jeito de se livrar do pior graças à sua lábia de advogado.

Por conta dessa abordagem, otimista como só um Spielberg sabe ser, o filme acaba sendo uma boa pedida para toda a família – historicamente preciso para agradar aos adultos, mas amenizado o suficiente para poder ser visto por crianças um pouco mais velhas. Prisões, roubos e ameaças estão ali, mas são ofuscadas, por exemplo, por uma gripe que acomete Donovan durante o inverno europeu, ou por um café-da-manhã “americano” que vai deixar você morrendo de fome ao sair da sessão.

 “Ponte dos Espiões” estreia nos cinemas de todo o país no dia 22 de outubro.


Por Juliana Varella

Atualizado em 23 Out 2015.

Mais notícias

Saiba tudo sobre a live-action de "O Rei Leão", que estreia nos cinemas nesta quinta-feira (18)

Cinema

"O Rei Leão", "Jornada da Vida" e mais dois filmes que estreiam nesta quinta (18); Confira:

Cinema

10 filmes que completam 10 anos em 2019

Cinema

10 filmes não Blockbusters lançados em 2019 que você não pode deixar de assistir

Cinema

10 filmes incríveis que valem por sessões de terapia

Cinema

10 filmes que abordam o universo nerd para assistir pelo menos uma vez na vida

Cinema