Guia da Semana
Cinema
Por Juliana Varella

Melhores filmes sobre músicos estrangeiros

Confira as 5 melhores cinebiografias musicais do cinema internacional.

Geniais no palco, marcantes no cinema: 5 biografias musicais que ganharam as telas (Divulgação)

Depois de homenagear os melhores filmes sobre músicos brasileiros, é a vez de tirar do baú alguns dos clássicos internacionais: separamos um beatle, um pianista do jazz, um punk, uma francesa e até uma banda da qual você provavelmente nunca ouviu falar, mas que influenciou muita gente.

+ Confira os 5 melhores filmes sobre músicos brasileiros
+ Compare 8 filmes parecidos de Hollywood 
+ Saiba o que esperar do novo filme sobre Renato Russo 

Já adivinhou de quem estamos falando? Saiba quais são as 5 melhores cinebiografias de músicos estrangeiros:

 

O Garoto de Liverpool (2009)

Paul McCartney e John Lennon tocam juntos, ainda adolescentes

A adolescência de John Lennon, antes da primeira formação dos Beatles e da viagem histórica a Hamburgo, é o foco desta cinebiografia britânica que tem jeito de ficção. O drama pessoal do artista, criado pela tia mesmo vivendo próximo da mãe, vai construindo no jovem um sentimento ambíguo de independência e solidão, amor e amargura que vão marcar as composições do ídolo musical.

 

Anvil: The Story of Anvil (2008)

A banda Anvil se apresenta para um público animado

A história desta banda canadense lembra a da fictícia The Wonders, no filme de Tom Hanks, mas é real. Anvil é reconhecida como uma das maiores influências de bandas como Metallica e Anthrax, mas nunca alcançou o sucesso comercial. O diretor Sacha Gervasi (Hitchcock) acompanha os músicos durante uma turnê em 2006, quando os artistas já se renderam a outras vidas com empregos comuns, bem diferentes do sonho do rock.  

 

Piaf: Um Hino ao Amor (2007)

Marion Cotillard no papel de Edith Piaf

O vozeirão da francesa Edith Piaf marcou gerações de casais apaixonados, mas poucos sabiam de sua história conturbada até que a atriz Marion Cotillard a levou às telas em 2007. No filme dirigido por Olivier Dahan, descobrimos a infância da cantora – abandonada pela mãe, criada num bordel e acostumada à vida do circo, por acompanhar seu pai. Mesmo durante a bem sucedida carreira musical, Piaf não deixou de sofrer, enfrentando vícios e instabilidades até o fim.

 

Ray (2004)

Jamie Foxx no papel de Ray Charles

Jamie Foxx mergulhou no personagem e mereceu o Oscar por sua interpretação de Ray Charles – até hoje, há quem visualize seu rosto ao pensar no pianista e cantor de Hit The Road Jack e Georgia On My Mind. A história é mesmo digna de Hollywood: cego desde criança (quem não se lembra da cena em que garrafas de vidro mínguam em borrões de cor, para representar a perda de visão do garoto?). Depois, a paixão pelo sucesso e a relação de amor e ódio com as mulheres dá agilidade à trama, que também é pontuada por problemas com drogas.

 

Sid and Nancy (1986)

Chloe Webb e Gary Oldman fazem caretas na pele de Nancy e Sid Vicious

Um dos casais mais emblemáticos da história do rock (John e Yoko que se cuidem) ganhou sua retrospectiva dramática no filme de Alex Cox, com Gary Oldman no papel de Sid Vicious. Sid era o baixista da banda Sex Pistols e o símbolo de uma geração de jovens anarquistas (mesmo que bem apadrinhado pelo empresário Malcolm McLaren). Suas desavenças com o grupo começam quando ele se envolve com Nancy Spungen (Chloe Webb), mesma época em que começa a abusar das drogas e ver sua vida pública e pessoal desmoronar.

 


Por Juliana Varella

Atualizado em 5 Mai 2014.

Mais notícias

'Juntos e Shallow Now': 6 filmes em que as músicas tema ganharam versões brasileiras

Cinema

5 filmes imperdíveis com Emilia Clarcke, atriz de Game of Thrones

Cinema

15 filmes incríveis que são a cara do inverno

Cinema

15 filmes que todo amante de adrenalina e velocidade precisa assistir

Cinema

10 filmes estrelados por Jason Statham que todo amante de adrenalina tem que ver 

Cinema

10 filmes de terror que marcaram os anos 90

Cinema