Guia da Semana
Cinema
Por Juliana Varella

Motivos para rever “Missão: Impossível” (1996)

Aproveite a estreia de "Nação Secreta" para relembrar o filme que deu origem à franquia.

Filme dirigido por Brian de Palma marcou os anos 90 (Divulgação)

O quinto filme da franquia Missão: Impossível acaba de chegar aos cinemas, trazendo um pouco de nostalgia junto com muita ação, novas missões e novos personagens. Para quem não se lembra do primeiro longa, que saiu há 19 anos, este é um bom momento para recordar.

Confira 7 motivos para rever “Missão: Impossível”, de 1996:

Foi a primeira vez que você ouviu a frase “esta mensagem irá se autodestruir em 5 segundos”.


Toda vez que Ethan Hunt ouve estas palavras, o coração dos fãs pula no peito: a missão começou! A frase, na verdade, marcou a série de televisão homônima exibida nos anos 60 nos EUA, que inspirou o filme de Brian de Palma e, depois, suas sequências.

Ou descobriu que Tom Cruise poderia se disfarçar de qualquer pessoa, com a ajuda de uma máscara:

Depois de ver Jon Voight (com sua voz e tudo) levar a mão à bochecha e retirar uma máscara borrachuda, revelando o rosto de Tom Cruise, tudo mudou: o público passou a saber que qualquer personagem poderia ser um agente disfarçado, que a qualquer momento poderia retirar a máscara e prender o vilão.

Você vai rever esta cena:

A sequência mais clássica de toda a franquia “Missão: Impossível” é a da sala ultraprotegida com sensores de peso, calor e som, que só pode ser acessada por uma grade no teto (dez metros acima do chão). Durante a cena, a trilha sonora é cortada e o público mal consegue respirar, até que Hunt consiga sair dali com o disquete.

Ou esta...:

Para escapar de uma emboscada, Hunt usa seu chiclete explosivo (lembra dele?) e detona o aquário gigantesco que decorava um restaurante, fugindo com uma enxurrada que parece conter o volume de um rio inteiro.

Ou esta:

Se um helicóptero dentro de um túnel de trem não é suficiente pra você, que tal uma hélice que gira desenfreadamente até parar a poucos centímetros da garganta do nosso herói? Isso sim coloca o “impossível” em “Missão: Impossível”.

Lembra quando você se apaixonou por esta agente?


Emmanuelle Béart ocupou os sonhos dos meninos nos anos 90, interpretando a agente Claire com seus lábios carnudos, seus cabelos rebeldes e seus eventuais óculos de leitura (para um disfarce mais convincente).

Mais importante: foi ali que você conheceu este agente (e provavelmente se apaixonou também):


Tom Cruise tem vivido Ethan Hunt há quase vinte anos e acompanhamos sua evolução ao longo dos cinco filmes. É surpreendente lembrar como seu rosto era delicado no início e ocupava constantemente as páginas das revistas adolescentes. Motivos não faltam, não é?

E você, consegue pensar em mais motivos para rever este clássico? Conte para a gente nos comentários!


Por Juliana Varella

Atualizado em 17 Ago 2015.

Mais notícias

"Cine África Em Casa" exibe filmes africanos com bate-papo virtual; saiba mais!

Cinema

Cinemas drive-in começam a funcionar em São Paulo; veja endereços e mais detalhes

Cinema

Arena Estaiada Drive-In inaugura em São Paulo nesta sexta-feira (12); saiba mais sobre ingressos e sessões

Cinema

Cinema drive-in voltou; veja onde encontrar no Brasil

Cinema

Plataforma de cinema online inova ao exibir filmes inéditos e exclusivos; saiba tudo!

Cinema

5 motivos para conferir o festival de cinema online "We Are One: A Global Film Festival"

Cinema