Guia da Semana

O Verdadeiro Poder da Palavra

Coração de Tinta é uma boa surpresa no gênero fantástico com roteiro, direção e elenco de primeira linha.

Los Angeles


Enquanto as adaptações de livros de fantasia desaceleram em Hollywood, obras relevantes ganham o espaço e a qualidade que merecem nos cinemas. Uma delas é Coração de Tinta, versão cinematográfica do livro de Cornelia Funke. Uma história envolvente e surpreendente que possui tudo para conquistar bom desempenho nas bilheterias: astros famosos, boa história e as férias escolares! Brendan Fraser é Mo, um sujeito capaz de trazer qualquer personagem ou item literário para a vida, caso leia em voz alta. Ao mesmo tempo, possui um dom e uma maldição, especialmente para quem adora ler.

Quando a escritora alemã Cornelia Funke escreveu Coração de Tinta, ela imaginou seu personagem principal - Mortimer, ou Mo - com as feições do astro Brendan Fraser. Desde seu jeito de falar até os traços físicos. Foi uma bela homenagem, que chegou ao conhecimento do galã com uma cópia autografada e com uma dedicatória. Nascia então uma amizade entre criadora e criatura. Quando o filme entrou em produção, Fraser embarcou imediatamente. Também pudera, ficar de fora de Coração de Tinta seria tolice, seja pela fama do livro, pelo grande diretor envolvido, Iain Softley, ou pelo restante do elenco que inclui Helen Mirren e Paul Bettany.

Tudo isso resultou na história de Mortimer, um sujeito capaz de trazer seres literários à vida. Entretanto, cada vez que ele usa seu dom, alguém do nosso mundo vai parar nas páginas dos livros. Infelizmente, numa dessas ocasiões, Mortimer manda sua esposa para o outro mundo, mas não antes de trazer o vilão Capricórnio (Andy Serkis) e o engolidor de fogo Dustfinger (Paul Bettany) para o nosso. A partir daí, ele tenta reencontrar a esposa, mas precisa fugir de Capricórnio e seu desejo de dominar a existência.

A história é mágica do começo ao fim. Sem exageros. Mesmo sendo um filme de fantasia, tudo é muito embasado na nossa realidade e, embora os personagens sejam fictícios, suas habilidades são mundanas. É um embate entre o Bem e o Mal da maneira mais clara possível, pois são as ações de cada protagonista que o define, e não poderes sobrenaturais.

Em essência, Coração de Tinta é uma história sobre autoconhecimento. Cada um busca sua verdadeira motivação, mas sempre com muita ação, perseguição e boa dose de adrenalina. Afinal de contas, pode ser um longa-metragem feito para ratos de biblioteca, mas qual leitor não adora uma boa dose de ação? Curiosamente, os efeitos especiais são poucos e concentram-se nas tomadas finais, quando Capricórnio finalmente invoca a Sombra - sua mais malévola arma de terror.

Ver a história de Cornelia Fudge ganhar vida no cinema é uma experiência agradável. Diferente de A Bússola de Ouro, com seu roteiro confuso e excesso de deslumbre visual, Coração de Tinta se beneficia da experiência de Iain Softley (diretor de K-Pax - O Caminho da Luz) e de participações fabulosas de Helen Mirren e Jim Broadbent. É uma mistura acertada e bem-vinda nos dias de hoje, pois mostra que cinema de qualidade ainda pode ser feito na base da boa atuação e de locações de verdade.

Mas Cornelia não está preocupada com isso, afinal, conversou com seu amigo Philip Pullman, autor de A Bússola de Ouro, e eles chegaram a uma conclusão: "Se o filme for bom, ajuda a vender o livro; se for ruim, sempre vão dizer que é o livro é melhor. Ganhamos nos dois cenários". E ela está rindo à toa, mas precisa tomar cuidado para não ler em voz alta, afinal, nunca se sabe quando algum visitante está prestes a chegar ao nosso mundo. É a magia de Coração de Tinta, obrigatório para amantes da boa leitura.

*O repórter viajou até Londres a convite da PlayArte Pictures


Quem é o colunista: Fábio M. Barreto adora escrever, não dispensa uma noitada na frente do vídeo game e é apaixonado pela filha, Ariel. Entre suas esquisitices prediletas está o fanatismo por Guerra nas Estrelas e uma medalha de ouro como Campeão Paulista Universitário de Arco e Flecha.

O que faz: Jornalista profissional há 12 anos, correspondente internacional em Los Angeles, crítico de cinema e vivendo o grande sonho de cobrir o mundo do entretenimento em Hollywood.

Pecado gastronômico: Morango com Creme de Leite! Diretamente do Olimpo!

Melhor lugar do Brasil: There´s no place like home. Onde quer que seja, nosso lar é sempre o melhor lugar.


Atualizado em 6 Set 2011.

Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Mostra Internacional de Cinema de São Paulo revela pôster e primeiras atrações

Vencedores da Palma de Ouro e do Festival de Toronto são destaques entre os filmes confirmados na programação

Estreias da semana: "Mãe!", "Esta é a Sua Morte – O Show" e mais 6 filmes

Suspense de Darren Aronofsky com Jennifer Lawrence promete dividir opiniões

“Ensaio Sobre a Cegueira” tem sessão gratuita com debate no MIS

Filme será acompanhado por bate-papo com historiadora

Final da Copa do Brasil será exibida nos cinemas

Rede Cinemark transmite o jogo ao vivo no dia 27 de setembro

"Tomb Raider" com Alicia Vikander no papel de Lara Croft ganha primeiro trailer; assista!

Novo filme da franquia tem estreia prevista para março de 2018

13 objetos de decoração que vão deixar sua casa mais cinéfila

De quadro interativo a almofada para pipoca, confira os itens que não podem faltar no seu cafofo